O Que Significa “Em Tudo Dai Graças”?

A recomendação: “em tudo dai graças” significa que os verdadeiros cristãos devem ser agradecidos ao Senhor em todo tempo. Aqueles que foram redimidos por Cristo e têm comunhão com Deus tem muitos motivos para viver uma vida de agradecimento, independentemente das circunstâncias.

O apóstolo Paulo é quem adverte os crentes em tudo dar graças. Escrevendo à igreja em Tessalônica, o apóstolo ensina: “Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco” (1 Tessalonicenses 5:18).

Sem dúvida esse é um ensino muito precioso nos dias em que vivemos, quando as pessoas estão muitos mais preocupadas em pedir a Deus por seus caprichos pessoais do que em agradecer a Ele pelas contínuas bênçãos derramadas e pelo modo como Ele governa e conduz todas as coisas.

Em tudo dai graças

Antes de Paulo recomendar que os crentes devem dar graças a Deus em tudo, ele apresentou outras duas recomendações que estão diretamente ligadas a esse ensino. Ele diz: “Regozijai-vos sempre. Orai sem cessar (1 Tessalonicenses 5:16,17).

É interessante notar que ele não recomenda apenas: “Regozijai-vos. Orai. Dai graças”. Mas ele acrescenta três qualificativos que indicam constância, perseverança, intensidade, comprometimento e fidelidade em nosso relacionamento com Deus. Não basta somente regozijar, orar e dar graças, mas é preciso regozijar sempre, orar sem cessar e em tudo dar graças.

O escritor Warren Wiersbe resume muito bem o objetivo dessa sequência de recomendações dizendo que elas constituem um verdadeiro desafio ao cristão. Na verdade essas três recomendações tratam de três áreas que devem caracterizar a vida do crente: 1) Adoração a Deus“Regozijai-vos sempre”; 2) Comunhão com Deus – “Orai sem cessar”; e 3) Gratidão a Deus – “Em tudo dai graças”.

Receber Estudos da Bíblia

Se alegrar, orar e agradecer em todo tempo

Mas como podemos cumprir essas recomendações? Como é possível estar alegre sempre, orar sem cessar e estar agradecido em tudo? Encontramos a resposta para esse tipo de questionamento na pessoa de Cristo.

Podemos estar sempre alegres porque Cristo é a nossa alegria; Ele é o verdadeiro motivo da nossa exultação (Filipenses 4:4). Por isso a alegria para o crente não é um mero sentimento passageiro e condicionado às circunstâncias da vida, mas é fruto do Espírito (Gálatas 5:22). Essa alegria transcende qualquer situação. Ela é incomparável, indivisível e gloriosa (1 Pedro 1:18).

Então se estamos sempre alegres no Senhor, também somos conduzidos a exercitar um espírito contínuo de oração. É impossível viver uma vida de exultação em Deus e não desejar manter uma comunhão constante com Ele. Orar sem cessar não é o mesmo que repetir orações sem parar, uma atrás da outra, mas é estar em contato ininterrupto com o Senhor; é manter nossa atenção voltada ao trono da graça de Deus diante do qual podemos nos achegar mediante os méritos de Cristo, nosso Sumo Sacerdote perfeito e eterno.

Por fim, se em Cristo estamos sempre alegres e mediante a Ele podemos ter uma vida de constante comunhão com Deus, então pela capacitação do Espírito Santo somos habilitados a cumprir a ordem: “Em tudo dai graças”.

Porque esta é a vontade de Deus em Cristo

O ensino bíblico não termina na recomendação: “em tudo dai graças”. Há um complemento maravilhoso e que explica o motivo último de todas as coisas pelas quais somos agradecidos a Deus: “porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco”.

Quando damos graças em tudo olhamos para a soberania de Deus. A ordem: “em tudo dai graças” é também um convite ao reconhecimento da providência divina. Somente aqueles que confiam que Deus é soberano sobre todas as coisas são capaz de louvá-lo em todas as circunstâncias e ocasiões. Essas pessoas enxergam a glória de Deus sendo manifestada tanto na bonança quanto na tempestade; tanto no conforto quanto na privação; tanto no prazer quanto na aflição.

É por isso que os crentes genuínos dão graças em tudo. Eles sabem que nada é capaz de frustrar os planos do Senhor; que nenhuma molécula deste universo está a parte do Seu controle; que tudo o que acontece está sujeito ao beneplácito da vontade divina; e que todas as coisas contribuem para o bem daqueles que amam a Deus e são chamados pelo seu decreto (Romanos 8:28).

Regozijar-se sempre, ter uma vida de constante oração e dar graças em tudo, não significa que os crentes estão imunes ao sofrimento e à dor. Muito pelo contrário! Significa que eles confiam que há um motivo para todas as coisas no propósito do Senhor e por isso Ele deve ser louvado e reconhecido. Portanto, repouse na providência de Deus e em tudo dai graças!

Que tal fazer Bacharel em Teologia sem mensalidades? Clique aqui! Pergunta Estudo Bíblico
Fechar