Quem Eram Evódia e Síntique?

Evódia e Síntique eram duas mulheres cristãs que participavam da igreja de Filipos. Elas são citadas no Novo Testamento negativamente, porque uma tinha problema com a outra. Então o apóstolo Paulo advertiu que elas pusessem um fim em suas diferenças para o bem da igreja naquela cidade.

Além da passagem bíblica que registra que a contenda entre Evódia e Síntique, nada mais é dito na Bíblia sobre elas. Na verdade, nem mesmo a natureza do problema delas é revelada. O texto bíblico simplesmente se limita a dizer: “Rogo a Evódia, e rogo a Síntique, que sintam o mesmo no Senhor. E peço-te também a ti, meu verdadeiro companheiro, que ajudes essas mulheres que trabalharam comigo no evangelho, e com Clemente, e com os meus outros cooperadores, cujos nomes estão no livro da vida” (Filipenses 4:2).

Evódia e Síntique

Embora não se saiba quase nada sobre Evódia e Síntique, o texto bíblico nos dá alguns detalhes que nos possibilitam ter alguma ideia de quem eram essas mulheres.

Em primeiro lugar, Evódia e Síntique eram cristãs de verdade. O texto deixa claro que ambas eram ativas na obra do Senhor. Inclusive, o apóstolo Paulo diz que elas tinham trabalhado arduamente juntamente com ele e outros companheiros – como Clemente – na causa do Evangelho (Filipenses 4:3). Nesse ponto Paulo emprega um termo grego que transmite o sentido de “luta”, de “se esforçar em conjunto com alguém”.

Quando exatamente ocorreu essa colaboração de Evódia e Síntique com Paulo, não sabemos ao certo. Isso pode ter acontecido quando a igreja de Filipos foi fundada, ou talvez quando Paulo visitou a cidade de Filipos pela última vez. A forma como essa colaboração aconteceu também não é revelada. Alguns comentaristas sugerem que pode ser que elas disponibilizassem suas casas para que a igreja em Filipos se reunisse.

Em segundo lugar, obviamente Evódia e Síntique continuavam sendo membros da igreja de Filipos. Porém, em terceiro lugar, embora Evódia e Síntique tivessem trabalhado em equipe em prol do Evangelho, por algum motivo acabaram nutrindo um sentimento de divisão.

Algumas especulações também são feitas sobre as identidades dessas mulheres. Algumas pessoas sugerem que talvez um desses dois nomes era o segundo nome – ou o nome alternativo – de Lídia, uma mulher que também foi muito ativa na obra do Senhor (Atos 16:14,15).

Outras pessoas levantam a possibilidade de um desses nomes ser, na verdade, masculino. E nesse caso Evódia e Síntique poderiam ser o carcereiro de Filipos e sua esposa. Mas obviamente essa possibilidade não faz qualquer sentido, pois a construção gramatical do texto indica claramente que Paulo falava de suas mulheres (Filipenses 4:3).

Por último, alguns estudiosos também sugerem que Paulo pode ter empregado esses nomes de forma figurada para representar a membresia judaica e a membresia gentílica da igreja filipense. Mas essa é outra possibilidade que não se harmoniza ao texto bíblico.

Receber Estudos da Bíblia

O problema entre Evódia e Síntique

O texto bíblico não explica qual era o problema entre Evódia e Síntique. Alguns estudiosos pensam que talvez fosse um problema pessoal entre elas; enquanto outros imaginam que fosse uma questão religiosa.

Seja como for, Paulo suplicou que Evódia e Síntique resolvessem suas diferenças e voltassem à boa comunhão, tendo “a mesma mente no Senhor” (Filipenses 4:2). Elas podiam trabalhar juntas novamente em harmonia, para o bem da igreja filipense. No mundo já há hostilidade o bastante, e o povo de Deus deve ser conhecido por sua comunhão.

O apóstolo Paulo também recorreu a outro membro da igreja de Filipos para ajudar na reconciliação daquelas mulheres. No original Paulo se refere a esse membro como Syzygos, que quer dizer “companheiro de julgo”. É possível que Paulo esteja aplicando aqui um jogo de palavras para falar de um de seus companheiros na obra do Senhor em Filipos. De qualquer forma, obviamente esse homem era uma pessoa bem indicada para auxiliar na resolução das questões que separavam Evódia e Síntique.

Por fim, Evódia e Síntique servem de alerta a todo cristão. Mesmo pessoas piedosas e comprometidas com a obra do Senhor podem tropeçar na comunhão. E isso, inclusive, pode causar perturbação na comunidade cristã. Mas a boa notícia é que tendo “a mesma mente no Senhor”, e com o auxílio de outros irmãos, os relacionamentos podem ser restaurados.

Que tal fazer Bacharel em Teologia sem mensalidades? Clique aqui! Pergunta Estudo Bíblico
Fechar