Quem Foi o Profeta Eliseu?

O profeta Eliseu foi o auxiliar do profeta Elias, e depois foi designado como seu sucessor como profeta em Israel no século 9 a.C. A história do profeta Eliseu é bastante conhecida entre os cristãos, principalmente devido aos milagres que foram realizados através de seu ministério. Neste texto, conheceremos um pouco mais sobre quem foi Eliseu na Bíblia.

Quem foi Eliseu na Bíblia?

Eliseu era filho de Safate, de Abel-Meolá no Vale do Jordão. As únicas informações sobre quem foi Eliseu antes do que é registrado sobre seu ministério, encontra-se em 1 Reis 19:16,19-21. Entretanto, nenhum detalhe realmente esclarecedor nos é revelado sobre sua biografia.

Não é dito nada sobre o lugar de seu nascimento, porém talvez podemos supor que ele fosse natural de Abel-Meolá mesmo. Também não sabemos qual era sua idade quando o profeta Elias o convidou para partir com ele, apesar de o relato bíblico parecer indicar que ele era jovem, pois ele procurou se despedir de seus pais (1Rs 19:20).

É possível também que a família de Eliseu tenha tido certos recursos, pois quando o profeta Elias o encontrou, ele estava lavrando com doze juntas de boi, conduzindo ele a décima segunda junta (1Rs 19:19).

O fato de Eliseu ter sacrificado a junta de bois, parece indicar sua formação religiosa e seu compromisso em encerrar seu antigo modo de vida e se dedicar exclusivamente ao novo, a qual estava sendo convocado.

O ministério do profeta Eliseu

Como vimos, Eliseu foi convidado pelo profeta Elias para acompanhá-lo. Ele serviu como um tipo de aprendiz ou auxiliar. Também devemos nos lembrar de que a convocação de Eliseu para o ministério profético foi feita pelo próprio Deus que instrui o profeta Elias acerca disso no Monte Horebe (1Rs 19:16).

Se contarmos o período de seu ministério considerando desde sua chamada, então podemos concluir que seu ministério durou algo em torno de cinquenta anos, atravessando toda a última metade do século 9 a.C. e cobrindo os reinados de Acabe, Acazias, Jeorão, Jeú, Jeocaz e Joás.

A narrativa acerca do ministério do profeta Eliseu está registrada nos livros de Reis (1Rs 19 e 2Rs 2-9; 13). Vale ressaltar que Eliseu permaneceu como servo de Elias até que este foi trasladado (1Rs 19:21; 2Rs 3:11).

No registro do ministério do profeta Eliseu, percebemos uma diversificação bem interessante com relação a sua atuação, indo deste o contato com uma viúva endividada até homens ricos, poderosos e monarcas.

Eliseu era influente no palácio de Israel (2Rs 5:8; 6:9,12,21,22; 6:32-7:2; 8:4; 13:14-19) e em outros reinos, como em Judá na época do reinado de Josafá (2Rs 3:11-19) e na Síria (2Rs 8:7-9).

Eliseu também completou a missão de Elias, com referência à unção de Hazael como rei da Síria e a unção de Jeú como rei de Israel (2Rs 8:12,13; 9:1-10; cf. 1Rs 19:15,16). Eliseu também agiu como líder das escolas de profetas, seguindo a tradição de Samuel (2RS 4:38-44; 6:1-7; cf. 1Sm 19:20).

Elias e Eliseu

Como já dissemos, Eliseu foi o servo pessoal do profeta Elias antes deste ser levado ao céu. Na primeira descrição de uma atuação pública de Eliseu, ele é lembrado como aquele que “deitava água sobre as mãos de Elias” (2Rs 3:11).

Na ocasião, ele predisse a vitória dos exércitos de Israel, Judá e Edom contra Moabe. Os estudiosos sugerem que nesse episódio é possível que o profeta Elias ainda não tivesse sido trasladado e Eliseu ainda era seu servo, embora o relato de sua partida sobrenatural esteja registrado no capítulo anterior (Rs 2:9-14). Tal sugestão se dá pelo fato de que o profeta Elias escreveu uma carta de punição ao filho de Josafá, o rei Jeorão (2Cr 21:12-15).

Quando Elias estava próximo de partir, Eliseu lhe pediu por herança “porção dobrada do teu espírito” (2Rs 2:9). Com tal pedido que expressa uma ligação com os direitos do filho primogênito na lei da herança (Dt 21:17), o profeta Eliseu estava desejando que lhe fosse concedido o privilégio de ser o principal sucessor de Elias como profeta em Israel.

Considerando o texto original hebraico, não há qualquer base escriturística para entendermos que o profeta Eliseu estava pedindo para ser duas vezes mais poderoso do que Elias como muitas pessoas erroneamente fazem. Ele simplesmente estava desejando ficar no lugar de Elias, um pedido legítimo que refletia o propósito soberano de Deus, que, antes mesmo de Eliseu ter sido encontrado por Elias, já o tinha escolhido como profeta no lugar do próprio Elias.

Quando Elias lhe respondeu que “dura coisa pediste“, ele se referia ao fato de que cabia somente a Deus atender ou não o pedido de Eliseu. Quando Elias foi levado ao céu em um redemoinho, Eliseu exclamou: “Meu pai, meu pai, carros de Israel e seus cavaleiros“.

Tal exclamação denota um título de respeito usado para uma pessoa de autoridade religiosa (Gn 45:8; Jz 17:10; Mt 23:9) e o reconhecimento por parte de Eliseu de que Elias havia sido uma verdadeira fortaleza espiritual em Israel em dias de grande apostasia. No final do ministério profético de Eliseu, o rei Jeoás utilizou a mesma expressão para se referir a Eliseu (2Rs 13:14).

A Bíblia nos diz que Eliseu ficou com o manto utilizado por Elias (2Rs 2:13), e imediatamente após Elias ter sido levado ao céu, o ministério de Eliseu, como sendo a continuidade do ministério de Elias, ficou atestado por meio de milagres (2Rs 2:13-25).

Os milagres no ministério do profeta Eliseu

O ministério do profeta Eliseu ficou muito conhecido pelos grandes milagres que ocorreram através dele. Em toda Bíblia, com exceção de Jesus, nenhuma outra pessoa teve tantos milagres registrados por intermédio de seu ministério quanto Eliseu.

Podemos listar os principais eventos do ministério do profeta Eliseu da seguinte forma:

  • Após a trasladação de Elias, o poder de Deus foi imediatamente confirmado no ministério do profeta Eliseu com a realização de milagres, sendo: a travessia miraculosa do Jordão (2Rs 2:14), as águas de Jericó que se tornaram saudáveis (2Rs 2:19-22) e a pronuncia do juízo de Deus contra os jovens que zombaram dele (2Rs 2:23-25). Os jovens foram severamente punidos pois zombaram do no novo profeta de Deus em Israel.
  • Eliseu profetizou a vitória contra os moabitas, e deu as instruções para que água “brotasse” no deserto (2Rs 3).
  • O profeta Eliseu ajudou uma viúva endividada provendo azeite milagrosamente, algo semelhante ao Elias já havia feito em seu ministério (2Rs 4:1-7; cf. 1Rs 17:8-16).
  • O profeta Eliseu profetizou o nascimento de um filho a uma mulher sunamita. Tempos depois, o menino adoeceu repentinamente e morreu, porém através de Eliseu, o menino foi ressuscitado, em mais um milagre relembra o ministério de Elias (2Rs 4:8-37; cf. 1Rs 17:17-24).
  • Proveu alimento de modo milagroso a um grupo de profetas (2Rs 4:38-44).
  • Curou o leproso Namã no rio Jordão. Na ocasião, seu servo, Geazi, pecou e tornou-se leproso (2Rs 5).
  • Recuperou um machado fazendo-o flutuar (2Rs 6:1-7).
  • Instruiu o rei de Israel acerca dos planos dos sírios. Quando o rei sírio tentou prendê-lo, Deus impediu (2Rs 6:8-23).
  • Os sírios cercaram Samaria, e houve grande fome ali. O rei de Israel acabou culpando o profeta Eliseu pelo que estava ocorrendo e tentou matá-lo. Todavia, o profeta Eliseu predisse o fim do cerco sírio, e Deus interveio e o sírios fugiram (2Rs 6:24-7:20).
  • Eliseu predisse a morte de Ben-Hadade, rei sírio, e conforme deveria ser, disse que Hazael seria o sucessor no trono da Síria (2Rs 8:7-15).
  • O profeta Eliseu enviou um jovem profeta para consagrar Jeú como rei de Israel em lugar de Jorão (2Rs 9:1-13), numa clara referência a continuação dada por Eliseu ao ministério de Elias, já que esta foi a última incumbência dada a Elias (1Rs 19:15,16).
  • Após Eliseu ter morrido, um morto que foi lançado em sua sepultura ressuscitou ao tocar em seus ossos (2Rs 13:14-21).
Receber Estudos da Bíblia

A morte do profeta Eliseu

Diferente de Elias que tinha hábitos mais reclusos, o profeta Eliseu passou sua vida estando mais próximo às pessoas, mantendo uma vida social que lhe agradava. O profeta Eliseu tinha uma casa em Samaria (2Rs 6:32), a capital do Reino do Norte, mas à semelhança de Samuel ele viaja constantemente pelo país, podendo ser visto tanto nos palácios reais como nos casebres de aldeões.

Alguns estudiosos, com base em 2 Reis 13:14-20, calculam que o profeta Eliseu viveu entre oitenta e cinco e noventa anos de idade. Apesar de Eliseu ter sido profeta no século 9 a.C. e ter pertencido à tradição profética que deu origem aos profetas escritores do século 8 a.C. , seu perfil é mais semelhante aos profetas do século 11 a.C. Além de Elias, o profeta Eliseu também se assemelhava bastante a Samuel, realizando previsões e operando grandes milagres.

É possível perceber certas semelhanças entre a relação de Moisés e Josué com a relação entre Elias e Eliseu. Mais ainda, da mesma forma com que existe um forte significado entre o ministério do profeta Elias e o ministério desempenhado por João Batista, pode-se notar que, de certa forma, o profeta Eliseu em várias ocasiões antecipou aspectos miraculosos do ministério do Senhor Jesus. Existe apenas uma referência ao profeta Eliseu no Novo Testamento, no Evangelho de Lucas 4:27.

O profeta Eliseu morreu depois de profetizar que Jeú derrotaria os sírios. Como já foi dito, durante uma invasão inimiga um morto foi lançado rapidamente na sepultura de Eliseu, e, assim que o corpo daquele homem tocou os ossos de Eliseu, milagrosamente ele foi ressuscitado (2Rs 13:14-21).

1 comentário em “Quem Foi o Profeta Eliseu?”

  1. Parece que os profetas não tinham famílias como mulher e filhos. tipificando jesus cristo. Mulher parece ser uma pedra no sapato, desde de sua criação. INTERESSANTE!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close