Como foi a Infância de Jesus?

A Bíblia não fornece detalhes sobre como foi a infância de Jesus. Mas como a Bíblia afirma que em sua encarnação o Filho de Deus se tornou plenamente homem, então é razoável entender que a infância de Jesus foi uma típica infância de um menino na Palestina no primeiro século.

A família de Jesus morava em Nazaré. Mas seu pai de criação acabou precisando ir até sua cidade de origem, Belém, para poder cumprir o recenseamento. Maria, que já estava grávida naquele tempo, acompanhou José, e deu à luz enquanto o casal esteve em Belém. Claro que isso aconteceu conforme a Escritura havia predito (Miquéias 5:2).

A infância de Jesus na Bíblia

Depois do nascimento de Jesus, sua família precisou fugir, porque o rei Herodes estava procurando matar o menino. Por isso os primeiros momentos da infância de Jesus ocorreram no Egito. Mas pouco tempo depois, quando Herodes morreu, a família de Jesus partiu novamente para Nazaré, na Galileia. E foi justamente na pequena cidade de Nazaré que Jesus cresceu e passou sua infância.

O único evento sobre a infância de Jesus registrado na Bíblia é aquele em que Jesus acabou ficando um tempo perdido de seus pais em Jerusalém. Jesus tinha apenas doze anos, mas quando seus pais o encontraram, Ele estava sentado junto dos doutores da Lei no Templo, e dialogando com eles. Apesar da pouca idade, o menino Jesus demonstrou grande sabedoria e deixou maravilhados todos os que o ouviam (Lucas 2:46,47).

Depois disso, o menino Jesus voltou a Nazaré onde continuou suas atividades rotineiras, como qualquer criança de sua idade. E além desse episódio, a Bíblia simplesmente se cala sobre a infância de Jesus. A única informação adicional é um tanto quanto genérica ao informar que o menino Jesus “crescia, e se fortalecia em espírito, repleto de sabedoria; e a graça de Deus estava sobre ele” (Lucas 2:40).

Algumas pessoas não entendem o motivo do silêncio bíblico sobre a infância de Jesus. A verdade é que a vida de Jesus está registrada na Bíblia nos Evangelhos. Porém, os Evangelhos não são exatamente livros biográficos, mas escritos cujo principal objetivo é evangelizar, ou seja, anunciar as boas novas da salvação por meio da obra redentora de Cristo.

Então a Bíblia registra apenas o que realmente é importante para nós dentro da história da redenção sobre a vida de Jesus. Por isso nos textos bíblicos lemos sobre: o nascimento de Jesus de forma miraculosa; o batismo de Jesus; o ministério público de Jesus após os trinta anos; a morte de Jesus; a ressurreição de Jesus; e a ascensão de Jesus.

Se acreditamos na plena inspiração divina da Bíblia, então devemos concordar que a infância de Jesus não foi registrada porque Deus simplesmente julgou não ser relevante para nós.

Jesus realizou milagres durante sua infância?

A única informação confiável sobre a vida de Jesus é aquela registrada de forma infalível na Bíblia. E como a Bíblia não registra nenhum milagre de Jesus durante sua infância, não podemos afirmar que Ele realizou algum milagre.

Mas ao longo da história, muitas pessoas não se contentaram com as informações bíblicas sobre a vida de Jesus e tentaram adicionar dados através de escritos sem qualquer confiabilidade. É por isso que muitos livros apócrifos trazem supostos relatos sobre a infância, a adolescência e a juventude de Jesus.

Inclusive, alguns livros dedicam seu foco principal na infância de Jesus, como: o Proto-Evangelho de Tiago, o Evangelho Pseudo-Mateus da Infância, Livro da Infância do Salvador, etc. Nesses livros apócrifos, o menino Jesus aparece fazendo muitos milagres e até mesmo ressuscitando mortos ou dando vida a objetos inanimados.

Mas definitivamente todas essas obras não são dignas de confiança. Na verdade, além de não serem canônicas, essas obras não possuem nem mesmo valor histórico, pois não passam de contos e lendas. Além disso, muitas dessas obras afrontam diretamente a verdadeira cristologia bíblica. É comum encontrar nesses livros conceitos gnósticos ou uma visão docetista da vida de Jesus, que nega sua plena humanidade.

Ainda com base em obras apócrifas, algumas teorias tentam afirmar que durante sua adolescência e juventude, Jesus teria vivido em países estrangeiros tendo contato com práticas místicas e antigas filosofias. E de acordo com essas teorias, supostamente tudo isso teria influenciado Jesus a assumir a posição de Messias diante dos judeus.

Mas é claro que isso é um absurdo. Durante sua infância Jesus aprendeu a profissão de seu pai adotivo, José (Marcos 6:3). Ele também ficou familiarizado com a agricultura e com vida cotidiana na Palestina do primeiro século. Isso fica muito claro em seu ensino, principalmente em suas parábolas.

Receber Estudos da Bíblia

A infância de Jesus foi comum

Na infância, adolescência e juventude, Jesus cresceu e se desenvolveu como qualquer criança, adolescente e jovem comum. Podemos tirar essa conclusão à luz do próprio testemunho bíblico.

Por exemplo: a Bíblia diz que quando Jesus começou a ensinar publicamente em Nazaré, as pessoas ficaram surpresas porque conheciam Jesus desde sua infância. As pessoas de Nazaré sabiam que Jesus pertencia à família de José, o carpinteiro; bem como que Ele era filho de Maria. As pessoas conheciam até mesmo os irmãos e irmãs de Jesus.

Por isso aquelas pessoas foram surpreendidas com tamanha sabedoria que Jesus demonstrava em seus ensinos. Inclusive, aquelas pessoas que tinham visto Jesus crescer demonstraram grande incredulidade nele, de modo que Ele não operou muitos milagres ali (Mateus 13:54-58). Portanto, se Jesus realizasse milagres e sinais sobrenaturais desde criança, seria muito estranho que seus vizinhos tivessem reagido daquela maneira. Definitivamente as pessoas de Nazaré que conheciam Jesus não o enxergavam como um menino prodígio.

Portanto, podemos apenas concordar que a infância de Jesus foi uma infância comum para um menino de Nazaré. Como todo menino judeu de sua época, provavelmente Jesus frequentou a sinagoga de sua região, e aprendeu a ler e a escrever em hebraico.

Mas parece que durante sua infância e juventude, Jesus não teve uma educação superior com rabinos importantes em Jerusalém. Isso explica a admiração dos judeus diante da sabedoria de Jesus: “Como foi que este homem adquiriu tanta instrução, sem ter estudado?” (João 7:15).

Que tal fazer Bacharel em Teologia sem mensalidades? Clique aqui! Pergunta Estudo Bíblico
Fechar