Abraão Era Idólatra Antes de Ser Chamado Por Deus?

Não há um versículo específico que diga literalmente que Abraão era idólatra. Mas de acordo com o testemunho bíblico sobre o contexto geral da vida de Abraão antes de o Senhor tê-lo chamado na cidade de Ur, há uma indicação clara que, de fato, Abraão vivia dentro dos costumes pagãos da Mesopotâmia.

Sabemos que Abraão era um descendente de Sem, um dos filhos de Noé. Mas parece que o conhecimento a respeito do verdadeiro Deus foi se perdendo conforme as gerações foram passando.

É possível que houvesse outras pessoas no tempo de Abraão que serviam ao verdadeiro de Deus. O rei Melquisedeque da cidade de Salém, por exemplo, é citado como um adorador de El-Elyon, ou seja, do Deus Altíssimo. , que provavelmente viveu no período patriarcal, é outro exemplo de alguém que servia ao verdadeiro Deus.

Alguns críticos até argumentam que Melquisedeque não adorava necessariamente YHWH, mas o fato de Abraão ter pagado o dízimo a ele, e a forma como o restante da Escritura se refere ao sacerdócio de Melquisedeque como um tipo do sacerdócio de Cristo, não deixa qualquer dúvida de que Melquisedeque servia mesmo ao Senhor.

O que aconteceu com Abraão antes de seu chamado?

Diante da evidência de que Melquisedeque tinha o conhecimento do verdadeiro Deus, o mesmo não poderia ser dito sobre Abraão antes de seu chamado? Uma coisa que devemos considerar quando pensamos sobre se Abraão era idólatra ou não, é que o patriarca de Israel aparece pela primeira vez na Bíblia como um homem idoso. Isso significa que não temos disponível nenhuma fonte confiável sobre a infância e a juventude de Abraão.

Alguns antigos escritos judaicos até procuram preencher essa lacuna trazendo supostas informações sobre a vida de Abraão antes de seu chamado. O Livro dos Jubileus, por exemplo, diz que Abraão começou a entender que a família de seu pai era idólatra na adolescência, e deste então supostamente ele teria começado a orar ao Criador. Inclusive, ele teria até tentado converter seu pai e queimado os seus ídolos.

Por outro lado, há outros escritos na tradição judaica que dizem exatamente o contrário. Esses escritos não apenas colocam Abraão como um idólatra, mas também como um fabricante de ídolos. Seja como for, nenhum desses escritos foi inspirado por Deus, então nada disso pode ser confirmado à luz da Escritura, que simplesmente apresenta Abraão e sua família num quadro evidentemente idólatra.

Receber Estudos da Bíblia

Como a Bíblia afirma que Abraão era idólatra?

No livro de Gênesis, o chamado de Abraão é registrado sem nenhuma introdução prévia. Mas em outros livros bíblicos, há algumas passagens, ainda que breves, que fazem referência à raiz idólatra da família da qual se originou o povo de Israel.

A passagem bíblica mais clara nesse sentido está no livro de Josué. Através de Josué, Deus disse o seguinte sobre a origem dos israelitas que estavam entrando em Canaã: “Dalém do rio, antigamente, habitaram vossos pais, Terá, pai de Abraão e pai de Naor, e serviram a outros deuses. Eu, porém, tomei a Abraão, vosso pai, dalém do rio e o fiz andar por toda a terra de Canaã; também multipliquei a sua semente e dei-lhe Isaque” (Josué 24:2,3).

A idolatria que é referida nesse texto bíblico, era a idolatria dos arameus que habitavam a Mesopotâmia na região de Ur. A própria cidade de Ur era um centro religioso dedicado ao culto a deusa Lua.

Portanto, é seguro afirmar que Abraão era idólatra. Mas quando ele recebeu o chamado da parte do Senhor, ele obedeceu e sai de sua terra sem saber para onde ia, apenas carregando a certeza que Deus haveria de conduzi-lo ao lugar que sua descendência receberia por herança (cf. Hebreus 11:8). Deus chamou Abraão soberanamente do meio do paganismo e da ignorância, para estabelecer, através dele, a linhagem mediante a qual Cristo veio ao mundo.

Que tal fazer Bacharel em Teologia sem mensalidades? Clique aqui! Pergunta Estudo Bíblico
Fechar