Qual o Significado do Ano Novo na Bíblia?

A Bíblia não diz nada sobre a virada de Ano Novo, pelo menos não nos moldes que conhecemos hoje. A ideia de realizar uma confraternização familiar onde todos esperam a contagem regressiva para o novo ano não faz parte do contexto histórico-cultural dos tempos bíblicos.

Nem mesmo a passagem de ano na igreja em plena realização de um culto, encontra alguma recomendação bíblica. Mas isso não significa que não devemos confraternizar com nossos amigos e familiares ou nos reunirmos com nossa comunidade cristã local. Inclusive, essa época sempre oferece uma boa oportunidade de reflexão sobre a forma como estamos conduzindo nossas vidas diante dos homens e, principalmente, do Senhor.

O Ano Novo nos tempos bíblicos

Para falarmos sobre a virada de Ano Novo nos tempos bíblicos, precisamos considerar alguns pontos básicos. Em primeiro lugar, o método de contagem de horas naquele tempo era diferente do atual. Tudo era feito de forma mais geral, pois não havia a precisão que temos atualmente. Na cultura judaica, por exemplo, o dia útil começava e terminava com o nascer e o pôr do sol, respectivamente. Então era impossível qualquer coisa parecida com uma contagem regressiva para marcar a passagem de um ano para o outro.

Em segundo lugar, geralmente cada povo tinha seu próprio calendário. Isso significa que as nações tinham suas passagens de Ano Novo em períodos diferentes. Portanto, não existia uma virada de ano universal ou comum para a maioria das civilizações.

Em terceiro lugar, mais precisamente com relação ao povo israelita, parece que a virada de Ano Novo não recebia mais atenção do que outras datas de seu calendário sagrado. Isso quer dizer que embora houvesse um cerimonial no primeiro dia do ano, havia outras festividades que possuíam significados maiores, como por exemplo, a Páscoa (Levítico 23:5), Primícias e Pentecostes (Levítico 23:10-16), e o Dia da Expiação (Levítico 23:27).

Na verdade há muita discussão sobre o Ano Novo judaico. Isso porque faltam informações que esclareçam como os israelitas celebravam essa data. Aparentemente o Ano Novo civil dos judeus começava no dia primeiro do sétimo mês – Tisri. Em nosso calendário isso equivale a uma data entre os meses de Setembro e Outubro.

No primeiro dia desse mês havia santa convocação, um cerimonial que incluía sons de trombetas e apresentação de ofertas. Além disso, esse era um dia de descanso (Levítico 23:24). No entanto, isso acontecia durante o dia e não havia qualquer atividade especial na exata transição de um ano para outro. Saiba mais sobre as festividades judaicas.

Já no Novo Testamento, não temos nenhuma indicação sobre como os cristãos da Igreja Primitiva interpretavam essa data. Não há qualquer indício de que os primeiros cristãos realizavam cultos ou se reuniam na celebração da passagem de um ano para outro.

Os erros na passagem de Ano Novo

Jamais devemos olhar para esse momento de passagem de um ano para outro como uma data mística onde qualquer detalhe poderá ter o poder de impactar o restante do ano todo. Infelizmente muitas igrejas têm entrado pelo caminho do misticismo religioso e feito dessa data uma grande oportunidade para enganar os mais desavisados. Falsos profetas e líderes gananciosos distribuem supostos amuletos “ungidos” com a promessa de que seus fieis desfrutarão de um ano próspero e abençoado.

Inclusive, tal como em crendices de culturas pagãs, essas pessoas atribuem títulos ao Ano Novo como artimanha para deixar mais atraente o produto que estão oferecendo. Tem o “ano da vitória”, o “ano da virada do cativeiro”, o “ano da restituição”, o “ano da quebra da maldição para prosperidade” etc. Opções não faltam; tem um tipo de Ano Novo para todos os gostos.

Você só não encontra essas pessoas promovendo o “ano da mortificação da carne”, o “ano da santificação e oposição ao pecado”, o “ano da dedicação absoluta à causa do Evangelho” etc. Enquanto muitos crentes estão participando de campanhas para o ano novo de sucesso, há crentes em outras partes do mundo que a única certeza que possuem é que o Ano Novo será mais um ano de perseguição por causa de seu amor a Cristo.

Enquanto alguns querem chegar ao fim do próximo ano com mais prosperidade e glória pessoal, outros querem apenas permanecer vivos para professar sua fé no Senhor Jesus. Contudo, se isso não for possível ao longo do novo ano, eles têm a certeza de que Deus será glorificado em seu testemunho de martírio.

Receber Estudos da Bíblia

Como devemos celebrar a passagem de Ano Novo?

A passagem de Ano Novo pode ser produtiva para nós, desde que não a encaremos da maneira errada. Podemos aproveitar esse momento para agradecer a Deus pelas bênçãos que Ele nos concedeu no ano que terminou, e pedir que, por Sua misericórdia e graça, possamos desfrutar de mais bênçãos no próximo ano. Ainda podemos aproveitar para nos alegramos com nossos irmãos e amigos, pois tudo isso é dádiva de Deus.

Também não devemos cair no erro das ilusórias resoluções. Muita gente olha para o novo ano como o momento certo para fazer e acontecer. Porém, se há algo que possamos mudar ainda hoje, não faz qualquer sentido querer deixar isto para depois de o relógio marcar meia-noite. A Bíblia sempre apresenta o “hoje” como o tempo oportuno para o arrependimento, santificação, confissão de pecados, contrição e compromisso com Deus. A exortação bíblica é: Buscai ao Senhor enquanto se pode achar; e não: “Buscai ao Senhor quando o Ano Novo chegar”.

Além disso, devemos saber que no próximo ano poderá haver alegrias e sofrimentos, mas também devemos descansar no conforto de que tudo está debaixo da providência de Deus. Independentemente do que acontecer, sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus; daqueles que são chamados segundo o seu decreto (Romanos 8:28).

Por fim, não é errado sonhar e fazer planos para o próximo ano, desde que submetamos tudo isso à vontade do Senhor. Tiago escreve: “Ouçam agora, vocês que dizem: Hoje ou amanhã iremos para esta ou aquela cidade, passaremos um ano ali, faremos negócios e ganharemos dinheiro. Vocês nem sabem o que lhes acontecerá amanhã! Que é a sua vida? Vocês são como a neblina que aparece por um pouco de tempo e depois se dissipa. Ao invés disso, deveriam dizer: Se o Senhor quiser, viveremos e faremos isto ou aquilo” (Tiago 4:13-15).

Então sabendo que o Senhor cuida de nós e que Sua vontade está acima da nossa vontade, provavelmente a pergunta mais apropriada que possamos fazer na passagem de Ano Novo é: Como Deus poderá ser glorificado ainda mais nesse próximo ano através da minha vida?

Que tal fazer Bacharel em Teologia sem mensalidades? Clique aqui! Pergunta Estudo Bíblico

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar