O Que Significa Betel na Bíblia?

Betel significa “casa de Deus”. A palavra Betel aparece na Bíblia como sendo o nome de um lugar onde ocorreu uma série de importantes acontecimentos da história do povo de Israel no Antigo Testamento.

Mas é importante saber que a narrativa bíblica fala de duas cidades designadas como Betel. A mais importante e conhecida delas, ficava ao norte de Jerusalém. Já a outra Betel ficava ao sul de Judá (1 Samuel 30:27). Parece que essa Betel do sul também era conhecida como Betul e Betuel, e sua localização exata é desconhecida.

A origem de Betel

Betel é mencionada na Bíblia desde o livro de Gênesis. Logo após ter sido chamado por Deus, o patriarca Abraão esteve na região de Betel quando peregrinou pela Terra Prometida. A leste de Betel Abraão erigiu um altar a Deus (Gênesis 12:8). Depois, quando retornou do Egito, mais uma vez Abraão passou por Betel (Gênesis 13:3).

Foi Jacó, filho de Isaque e neto de Abraão, quem chamou aquele lugar de Betel. Anteriormente o nome da cidade era Luz (Gênesis 28:19; cf. Josué 18:13). Naquele lugar deu-se início as experiências de Jacó com Deus. Ali Jacó teve seu sonho enquanto viajava para Padã-Arã. Por isto, para Jacó Javé era o “Deus de Betel”.

Tudo isto explica o significado do nome Betel. Pelo fato de Deus ter se revelado ali para Jacó enquanto ele fugia de Esaú, ele chamou o local de Bet-‘El, que literalmente significa “casa de Deus”.

A localização da cidade de Betel

A cidade de Betel que aparece com mais importância nos textos bíblicos ficava cerca de 16 quilômetros ao norte de Jerusalém (Juízes 21:19). Sua localização estava exatamente na fronteira entre os territórios de Benjamim e Efraim.

Alguns estudiosos entendem que na distribuição territorial, originalmente a cidade de Betel foi designada à tribo de Benjamim. Porém, posteriormente os efraimitas acabaram se apossando dela (Josué 18:22; 1 Crônicas 7:28). Outros acreditam que Betel é apenas citada como indicação do limite do território de Benjamim. Então desde o início Betel foi designada a José, e por isso foi capturada especialmente por Efraim.

Muitos estudiosos identificam a região de Betel com a moderna cidade de Tell Beitin. Pesquisas arqueológicas do século passado parecem indicar que essa cidade está construída na parte sul da antiga Betel. Alguns estudiosos também defendem que a cidade de Betel ficava menos de cinco quilômetros a sudoeste de Tell Beitin.

Receber Estudos da Bíblia

A importância de Betel

Em Betel Jacó ergueu um altar a Deus (Gênesis 35:1-15; cf. Gênesis 28:11-22). Também foi em Betel que a ama de Rebeca, Débora, foi sepultada (Gênesis 35:8). A cidade de Betel também era um dos lugares em que o profeta Samuel julgava Israel (1 Samuel 7:16).

Então Betel foi um centro histórico de adoração dos israelitas. Durante algum tempo até a Arca da Aliança esteve ali (Juízes 20:18-28; cf. 21:1-4). Apesar disso, no tempo do reino dividido o rei Jeroboão I usou Betel como um de seus centros de adoração em Israel e colocou ali um dos bezerros de ouro que havia construído.

A Bíblia identifica a atitude de Jeroboão I como um grave pecado (1 Reis 12:25-33; 13:34; 14:16; 15:26-30; 16:2; 2 Reis 3:3; 10:29; 13:2; 17:22). Sem dúvida suas inovações abriram as portas para que as práticas religiosas cananéias entrassem em Israel.

Mas um homem de Deus veio de Judá a Betel e profetizou o nascimento do rei Josias, falando do juízo de Deus contra a falsa adoração em Betel. Inclusive, o profeta disse que Josias haveria de queimar os restos mortais dos sacerdotes de Betel sobre o altar que havia ali, com a finalidade de profaná-lo (1 Reis 13:1-10).

Josias reinou sobre Judá entre 640 e 609 a.C. Durante seu reinado ele promoveu uma importante reforma religiosa e acabou destruindo o centro de culto que Jeroboão I construiu em Betel (2 Reis 23:15-20).

O profeta Elias, e seu sucessor Eliseu, também passaram por Betel (2 Reis 2:1-3). Mais tarde, curiosamente os jovens que zombaram do profeta Eliseu eram daquela cidade (2 Reis 2:23-25). O profeta Oseias e o profeta Amós falaram contra Betel (Oseias 10:15; Amós 3:14). O profeta Jeremias foi outro que também falou sobre como Betel se tornou um motivo de vergonha para Israel (Jeremias 48:13).

O que aconteceu com Betel?

Durante a monarquia em Israel a cidade de Betel foi cenário de conflitos militares (2 Crônicas 13:19). Depois também parece que houve um incêndio que comprometeu a cidade de Betel no século 6 a.C. Mas após o exílio babilônico muitos exilados retornaram para a cidade, ainda que seu local de adoração estivesse centralizado em Jerusalém (Neemias 11:31; Zacarias 7:2).

Durante a expansão grega, a cidade de Betel cresceu e até foi fortificada. Já durante a supremacia do Império Romano, a cidade foi capturada por Vespasiano em 69 d.C. Pouco depois a cidade foi reconstruída como uma vila romana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close