O Que é Blasfêmia Contra o Espírito Santo?

A blasfêmia contra o Espírito Santo é um pecado imperdoável conforme indicado na Bíblia Sagrada (Mateus 12:31; Marcos 3:28-30). Muitas pessoas ficam em dúvida sobre o que é a blasfêmia contra o Espírito Santo, especialmente pelo temor de terem cometido tal pecado algum dia. Neste estudo bíblico iremos entender o que a Bíblia realmente diz sobre esse grave pecado.

O que significa a blasfêmia contra o Espírito Santo?

Basicamente blasfemar contra o Espírito Santo significa “falar contra o Espírito Santo”. Portanto, o pecado da blasfêmia contra o Espírito Santo significa falar mal do Espírito, insultando sua honra, suas obras e sua divindade. A palavra “blasfêmia” traduz o termo grego blasphemia que em seu sentido geral implica num tipo de discurso injurioso, uma linguagem insolente contra a honra de alguém que resulta em calúnia e difamação. Esse tipo de blasfêmia entre pessoas é severamente repreendido na Bíblia (Efésios 4:31; Colossenses 3:8; 1 Timóteo 6:4).

Quando aplicado com relação a Deus, a blasfêmia transmite a ideia de um comportamento ou discurso odioso contra a majestade divina. Esse tipo de comportamento revela uma postura completamente ímpia, como por exemplo, amaldiçoar o nome de Deus e desviar, ou mesmo reivindicar para si ou para qualquer outra finalidade, uma glória que só pertence a Ele.

Versículos que falam sobre a blasfêmia contra o Espírito Santo

Existem duas passagens paralelas que trazem de forma explicita a advertência acerca da blasfêmia contra o Espírito Santo (Mateus 12:31,32 e Marcos 3:28-30). Ambas as passagens relatam o mesmo episódio durante o ministério de Jesus. Embora o evangelista Lucas também tenha registrado esse episódio, seu texto não contém especificamente esse alerta (Lucas 11:14-23).

Estas passagens relatam uma ocasião em que Jesus estava realizando maravilhas. Ele havia expulsado um demônio de um homem que, sendo mudo, após ser liberto falou. Quando alguns escribas viram o que Jesus havia feito, disseram que Ele estava endemoninhado. Eles afirmaram: “Tem Belzebul, e pelo príncipe dos demônios expulsa demônios” (Marcos 3:22).

É nesse contexto que Jesus fez a importante exortação acerca do perigo da blasfêmia contra o Espírito Santo. Jesus repreendeu aquelas pessoas dizendo: “Na verdade vos digo que todos os pecados serão perdoados aos filhos dos homens, e toda a sorte de blasfêmias, com que blasfemarem; Qualquer, porém, que blasfemar contra o Espírito Santo, nunca obterá perdão, mas será réu do eterno juízo” (Marcos 3:28,29).

O que é blasfemar contra o Espírito Santo?

Com base no contexto apresentado acima, é muito fácil entender o que é a blasfêmia contra o Espírito Santo. Para que fique ainda mais claro, devemos saber que tudo o que Jesus realizava era pelo poder do Espírito (Mateus 12:28; cf. Hebreus 9:14).

Portanto, quando os escribas disseram que Jesus estava possuído, e por isto realizava tais obras, eles estavam atribuindo a Satanás o que o Espírito Santo, por meio de Jesus, estava operando. Logo, blasfemar contra o Espírito Santo é negar e rejeitar, deliberadamente, o poder do Espírito e as obras operadas por Ele.

Por que a blasfêmia contra o Espírito Santo não tem perdão?

O que geralmente intriga as pessoas com relação ao pecado da blasfêmia contra o Espírito Santo, é o fato de tal pecado ser imperdoável. A Bíblia fala de muitos outros pecados gravíssimos, mas que são perdoados por Deus. Vejamos alguns exemplos:

Então quão grave é o pecado da blasfêmia contra o Espírito Santo que, diferentemente dos demais, não há perdão para quem o comete? Em primeiro lugar, a gravidade da blasfêmia contra o Espírito Santo está no fato de que a pessoa que o comete é culpada de pecado eterno. Isto significa que a blasfêmia contra o Espírito Santo é um pecado que nunca será apagado e, consequentemente, perdoado.

Quando os escribas blasfemaram contra o Espírito Santo, eles estavam afrontando o próprio Espírito de Deus de forma maldosa, perversa, consciente e intencional. Eles haviam presenciado todas as evidências de que Jesus era o Messias prometido que agia segundo o poder do Espírito Santo. Todavia, ainda assim eles insistiam em afirmar que todas as suas obras não tinham fonte divina. Eles chegaram ao ponto de acusar Jesus não somente de agir sob influência maligna, mas de ter, dentro de si, o próprio Satanás.

A gravidade da blasfêmia contra o Espírito de Deus

Em segundo lugar, todo pecado, para que haja perdão, é necessário também que haja arrependimento. Mas a blasfêmia contra o Espírito Santo não poderá ser perdoada porque a pessoa que a comete nunca se arrependerá. Agora surge uma pergunta: Por que tal pessoa nunca se arrependerá? A resposta é simples! Porque, dentro de si, tal pessoa não tem do que se arrepender.

Essa pessoa não crê justamente Naquele que convence o mundo do pecado, da justiça e do juízo (João 16:7:11). Ela fala mal Daquele que foi enviado pelo Pai e pelo Filho para aplicar a obra da redenção (João 15:26). Ela afronta e se levanta contra a divindade Daquele que é o selo, o penhor da salvação (Efésios 1:13,14). Ela rejeita Aquele que ensina, ilumina, esclarece, santifica e produz no homem o fruto do Espírito que faz com que ele tenha uma vida de acordo com a Palavra de Deus.

É justamente por isto que a blasfêmia contra o Espírito Santo é tão grave e não tem perdão. A pessoa é exposta à provas incontestáveis acerca das verdades de Deus. Ela torna-se ciente da mensagem do Evangelho. Contudo, ainda assim ela se levanta em um estado deliberado de rebelião contra o Senhor.

A blasfêmia contra o Espírito Santo é irreversível

Por alcançar esse estágio tão agudo de incredulidade e endurecimento, ocorre que passa a ser impossível que essa pessoa se arrependa de seu pecado e encontre conforto em Cristo. O escritor do livro de Hebreus fala muito acerca desta questão em sua epístola. Ele escreve, inclusive, que tais pessoas jamais serão, outra vez, renovadas para o arrependimento, pois elas, novamente, “crucificam o Filho de Deus, e o expõem ao vitupério” (Hebreus 6:4-8).

Em outras palavras, a blasfêmia contra o Espírito é o pecado da apostasia. Este pecado se configura quando alguém, após ter recebido o pleno conhecimento da verdade, continua vivendo de forma deliberada no pecado, num estado consciente de rebelião contra o Espírito Santo, a ponto de até mesmo atribuir suas obras ao diabo. Para quem vive assim, já não resta sacrifício pelos seus pecados (Hebreus 10:26; cf. 1 Timóteo 1:19,20).

Receber Estudos da Bíblia

O que a blasfêmia contra o Espírito de Deus não é?

A ameaça do pecado imperdoável da blasfêmia contra o Espírito Santo tem sido utilizada de forma distorcida por muitas pessoas. Não é difícil encontrar líderes e pastores que procuram aterrorizar as pessoas com a ameaça da blasfêmia contra o Espírito Santo. Qualquer um que ousar julgar suas ações, as quais eles advogam terem vindo diretamente da parte do Espírito Santo, é identificado por eles como um blasfêmo.

Obviamente, conforme o próprio texto bíblico expõe, isto não é blasfemar contra o Espírito Santo. Na verdade, a próprio Bíblia nos adverte a julgar e discernir tudo aquilo que reivindica ser proveniente da parte Deus. Ao analisarmos e julgarmos uma suposta profecia, revelação ou manifestação que se diz ser do Espírito Santo, em hipótese alguma estaremos blasfemando contra o Espírito. Na verdade estaremos obedecendo a Palavra de Deus que nos ensina a examinar todas as evidências e reter o que é bom (1 Tessalonicenses 5:21).

Portanto, não dar crédito a qualquer espírito, mas, antes, provar os espíritos se procedem de Deus, jamais será o pecado da blasfêmia contra o Espírito Santo. Nós temos o dever de denunciar os muitos falsos profetas e mestres que existem por aí. Esta é uma atitude esperada dos verdadeiros cristãos que vivem de acordo com as Escrituras (1 João 4:1). Leia também sobre o que é tocar no ungido.

Como saber se blasfemei contra o Espírito Santo?

Realmente muitas pessoas vivem angustiadas com medo de terem blasfemado contra o Espírito Santo. Porém, como já foi dito, quando esse pecado realmente é cometido, tal pessoa nem mesmo sente algum tipo de pesar.

Lembre-se que a blasfêmia contra o Espírito Santo não é um pecado cometido por ignorância ou descuido. A blasfêmia contra o Espírito Santo é algo consciente, deliberado e perverso. Se você se preocupa de algum dia ter blasfemado contra o Espírito Santo, saiba que essa atitude é um grande sinal de que você não cometeu tal pecado imperdoável.

Por mais grave que seja o seu pecado, se ouvirdes a voz do Espírito Santo através da mensagem do Evangelho, e com sincero arrependimento clamar pela misericórdia do Senhor, certamente encontrarás o perdão. Entenda o que é o arrependimento verdadeiro.

Por outro lado, aquele que cometeu o imperdoável pecado da blasfêmia contra o Espírito Santo, jamais atenderá o chamado: “Hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais o coração” (Salmo 95:7,8). Ele nunca será perdoado porque ele não tem do que se arrepender.

7 comentários em “O Que é Blasfêmia Contra o Espírito Santo?”

  1. “E, se qualquer disser alguma palavra contra o Filho do homem, ser-lhe-á perdoado; mas, se alguém falar contra o Espírito Santo, não lhe será perdoado, nem neste século nem no futuro.” (Mateus 12 : 32)
    O filho do homem era o próprio Jesus, alguma palavra contra o Filho do homem, terá perdão, diz o versículo acima. Aqui Jesus falava aos judeus que nada sabiam sobre o Espírito Santo, ou seja, do Espírito Santo, que estava em Jesus, embora jesus falasse pelo Espírito Santo, somente seus apóstolos sabiam disso, quem estava de fora não. Agora como eles na época iam falar mal do Espírito Santo se quem aparecia era Jesus, o Espírito Santo estava em seu interior como sendo o Cristo. Cristo não era um sobrenome, este era o Filho de Deus, o Espírito Santo em Jesus.
    Bilhões de pessoas habitam o planeta, mais da metade nunca ouviu falar do Espírito Santo não tem sentido, isso é discriminação religiosa.
    Se estou atrapalhando, podem me excluir.

    1. Gostei! Qualquer um que não conheça a corrente elétrica, tomaria um choque numa tomada da rede elétrica. Daí se pode notar que: quanto ao pecado contra o Espírito Santo, seria válido pra quem já tem consciência, porque, quem não tem, terá a oportunidade, assim como quem já conhece os efeitos da corrente elétrica e não se aventura em descuidar-se.
      Na Bíblia, em todo o seu contexto, passagens, relatos da vida do povo, guerras, enfim, o dia a dia do cotidiano daqueles personagens antigos, é percebido que há uma manifestação da Divindade de Deus, anjos e outros mais, até do inimigo que não se figura em um personagem.
      É percebido que Abraão falava com Deus, bem como Moisés, mas é Davi que revela a segunda pessoa de Deus, quando diz; Eu vi o meu Senhor, sentado à direita do meu Senhor. O que ele quis dizer? Que ele viu Jesus sentado à direita do Pai. E mais ainda, quem era o Senhor de Davi e que andava com o povo Hebreu, era o próprio Jesus. E Jesus confirma isso, quando diz à Israel: Israel, Israel, quantas vezes eu quis abrigar-te, assim como a galinha abriga os pintinhos debaixo de suas asas e você me rejeitou…segue o texto.
      Então , podemos notar que Deus aos poucos se revela na sua Identidade, tendo Jesus afirmado que Ele e o Pai é Um e nos fez conhecer o Espírito Santo que nem sabíamos, porém de uma personalidade, digamos, Centro Divino, com um poder que não merece insulto, assim nos foi deixado bem claro. Como vc disse, tem pessoas que nunca ouviram falar do Espírito Santo, mas tem consciência de reciprocidade.
      Espero que sejamos amigos e desculpas te peço antecipado, caso não tenha deixado uma conotação mais objetiva ou mais clara, e ou, não desejada.

  2. Muito esclarecedora a mensagem!
    Parabéns!
    Blasfemar contra o Espirito Santo é uma ação consciente. Aqueles que assim o fazem, rejeitam deliberadamente as coisas de Deus. Estão com suas mentes cauterizadas, pois perderam a sensibilidade, culpam as Deus pelas mazelas do mundo.

  3. Pecar contra o Espírito Santo é atribuir uma graça recebida de Deus ao inimigo ( Demônio), ainda que seja um pão com manteiga.
    Pecar contra o Espírito Santo é atribuir os feitos da luz às trevas.
    Pecar contra o Espírito Santo é atribuir uma cura recebida da luz às trevas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close