Como Era a Cidade de Filadélfia nos Tempos Bíblicos?

A cidade de Filadélfia era uma importante cidade da Lídia na província romana da Ásia. Filadélfia ficou conhecida na Bíblia especialmente pela notável congregação cristã que havia naquela cidade e que foi elogiada por Cristo no livro do Apocalipse (Apocalipse 3:7-13).

Filadélfia ficava localizada no Vale do Cogamo, aos pés do Monte Tmolus, a pouco mais de quarenta quilômetros da cidade de Sardes e a quase cem quilômetros da cidade de Esmirna. A cidade de Filadélfia estava estrategicamente posicionada junto a uma estrada importante que ligava a Ásia e a Europa.

Por isso, nos tempos do Império Romano a cidade de Filadélfia era reconhecida por ser um ponto de ligação essencial para a indústria, o comércio e a cultura grega na Ásia Menor. A cidade também era conhecida por controlar um grande polo de produção de uvas e seus derivados.

A área que circundava a cidade de Filadélfia era rica em atividade vulcânica. Por esse motivo era conhecida como “terra fumegante” ou “terra queimada”. Mas a atividade vulcânica daquela região fazia com que Filadélfia frequentemente sofresse com abalos sísmicos.

A história da cidade de Filadélfia

Ainda antes do período romano, já havia uma cidade da lidiana no mesmo local onde posteriormente Filadélfia haveria de florescer. Inclusive, a história da origem de Filadélfia é um tanto quanto controversa.

Há uma teoria que diz que a cidade foi fundada pelo egípcio Ptolomeu Filadelfo no terceiro século antes de Cristo. Mas essa teoria não é muito aceita entre os estudiosos. Na verdade, é amplamente aceito que a cidade de Filadélfia foi mesmo fundada — ou quem sabe refundada — por ocasião de um episódio envolvendo dois irmãos que foram governadores importantes na história grega da região de Pérgamo.

Então alguns dizem que a cidade de Filadélfia foi fundada em aproximadamente 150 e 140 a.C. por Átalo II, governador de Pérgamo, que era chamado de Filadelfo por causa de sua devoção a seu irmão Eumenes; e daí a cidade teria recebido o nome Filadélfia. Já outros dizem que quem fundou Filadélfia foi Eumenes II, e não Átalo II, e que ele nomeou a cidade pelo nome Filadélfia em honra a seu irmão Átalo II.

Seja como for, de fato a cidade de Filadélfia foi nomeada em referência ao amor e lealdade entre dois irmãos. O nome Filadélfia vem de um termo grego que significa “amor fraterno”, ou seja, Filadélfia era a cidade que fazia referência ao amor fraternal.

Em 133 a.C. Átalo III morreu, e a partir daí o território governado pela dinastia dos Átalos foi anexado ao domínio romano. Foi assim que a cidade de Filadélfia passou a ser contada como parte da província romana da Ásia.

O que aconteceu com Filadélfia?

Em 17 d.C. a cidade de Filadélfia viveu um grande desastre. O extremo sudoeste da Ásia Menor foi devastado por um grande terremoto, e acredita-se que Filadélfia foi a cidade mais afetada, pois ela estava localizada na principal linha da falha sísmica. Inclusive, parece que o grande terremoto deixou a área de Filadélfia ainda mais instável nos anos seguintes.

Por conta da grande destruição ocasionada pelo terremoto de 17 d.C., o governo romano de Tibério isentou a cidade de Filadélfia do pagamento de impostos durante um tempo; além de enviar uma grande soma de recursos financeiros para ajudar na reconstrução da cidade.

Em gratidão ao auxílio romano durante o período difícil de reconstrução, a cidade adotou o nome Neocaesarea, que significa “cidade do novo César”, em honra ao imperador Tibério. Mas esse nome caiu em desuso em apenas três décadas. Mais tarde, a cidade passou a ser chamada de Flávia, em homenagem ao imperador Tito Flávio Sabino Vespasiano.

A cidade de Filadélfia continuou existindo durante séculos, resistindo como uma civilização cristã até mesmo aos avanços muçulmanos no século 14 d.C. na Ásia Menor. Atualmente a região onde ficava a cidade de Filadélfia está ocupada pela moderna cidade turca Alasehir.

Receber Estudos da Bíblia

A cidade de Filadélfia na Bíblia

Nos tempos bíblicos, a cidade de Filadélfia possuía uma comunidade cristã fervorosa que foi citada entre as sete igrejas do Apocalipse. A igreja da cidade de Filadélfia era fiel ao Senhor Jesus Cristo, apesar de estar localizada numa cidade que praticava o culto ao Imperador. Além disso, os crentes da cidade de Filadélfia ainda tiveram de enfrentar a oposição dos judeus que viviam ali.

No entanto, mesmo diante das adversidades, a comunidade cristã de Filadélfia preservou sua pureza e compromisso com o Evangelho. Juntamente com a igreja de Esmirna, a igreja de Filadélfia não recebeu da parte do Senhor nenhuma palavra de repreensão.

Que tal fazer Bacharel em Teologia sem mensalidades? Clique aqui! Pergunta Estudo Bíblico
Fechar