Estudo Sobre a Cidade de Harã na Bíblia

Harã era o nome de uma importante cidade que havia na Síria. A cidade de Harã ficou conhecida na Bíblia principalmente por ser o local para onde a família de Abraão viajou após sair de Ur dos Caldeus. O nome Harã provavelmente significa “estrada” ou “rota principal”.

Acredita-se que a região da antiga cidade de Harã foi ocupada desde pelo menos o terceiro milênio antes de Cristo. Por isso há numerosas referências à cidade de Harã em muitas fontes históricas. Há citações sobre Harã em inscrições que datam de aproximadamente 2.000 a.C.

A localização, a religião e as características de Harã

Harã ficava localizada às margens da principal estrada que ligava Nínive a Carquemis, na parte superior do Rio Eufrates, e seguia até as praias do Mediterrâneo. Isso explica porque Harã era uma cidade comercial muito interessante do ponto de vista estratégico; principalmente por sua ligação com portos comerciais da região.

A cidade de Harã também era considerada um centro de adoração ao deus Sin. Isso significa que naquela cidade o deus sumério da lua era cultuado; assim como acontecia em outras cidades como, por exemplo, em Ur dos Caldeus.

Essa característica comum entre as duas cidades fizeram com que alguns estudiosos considerassem a possibilidade de que talvez a cidade de Harã tenha sido fundada por colonizadores que saíram da cidade de Ur. Inclusive, há quem defenda que pode ser que Tera, o pai de Abraão, tenha saído de Ur para ser justamente um dos colonizadores de Harã.

Desde muito cedo Harã foi dominada pela Assíria, e durante muito tempo serviu como uma capital provincial do Império Assírio. A cidade foi fortificada e resistiu até depois da queda de Nínive, tornando-se uma espécie de última capital da Assíria antes de ser dominada pelos babilônios em 609 a.C.

Antes disso, porém, ainda durante a supremacia Assíria, Harã tentou se rebelar. Mas a cidade acabou sendo duramente saqueada em 763 a.C., sendo posteriormente restaurada por Sargão II.

Durante o domínio babilônio após o declínio assírio, a cidade de Harã teve seu templo dedicado a Sin restaurado por Nabonido, o pai de Belsazar. Parece que Nabonido queria fazer do templo em Harã o principal centro de adoração de seu império.

Mais tarde, já durante o Império Romano, a cidade de Harã foi mantida como uma fortaleza pelos romanos. Foi em suas redondezas que o exército do cônsul romano Marco Licinius Crasso foi dizimado pelos partos em 53 a.C. As ruínas atuais da região da antiga cidade de Harã são, principalmente, do período de ocupação dos romanos. Posteriormente a cidade passou a ser conhecida como Carrae.

Receber Estudos da Bíblia

A cidade de Harã na Bíblia

A cidade de Harã é citada pela primeira vez na Bíblia no texto que registra a chegada de Tera vindo de Ur (Gênesis 11:31). Abraão se estabeleceu durante um tempo em Harã, até que partiu para Canaã após a morte de seu pai. Abraão tinha setenta e cinco anos quando saiu de Harã (Gênesis 12:1-5).

Muitos estudiosos acreditam que provavelmente foi em Harã que o servo de Abraão foi buscar uma esposa para Isaque e encontrou Rebeca junto a um poço; embora o texto bíblico não especifique o nome do lugar.

Tempos depois, Jacó, buscando escapar da ira de seu irmão que havia sido enganado por ele, fugiu para a região de Harã onde morava seu tio, Labão (Gênesis 28:10). Ele permaneceu ali durante vinte anos até que retornou à sua casa (Gênesis 28-30).

Além das referências no livro de Gênesis, Harã é citada na Bíblia no tempo dos reis de Israel e dos profetas. Essas referências falam sobre como a cidade foi destruída pelos assírios (2 Reis 19:12; Isaías 37:12); e também falam sobre as atividades comerciais em Harã; com seus mercadores conhecidos por exportar vestes azuis bordadas e tapetes finos (Ezequiel 27:23,24).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close