Como Era a Cidade de Laodicéia nos Tempos Bíblicos?

Laodicéia era uma cidade da Frígia que nos tempos bíblicos pertencia à província romana da Ásia. A cidade de Laodicéia ficava localizada no Vale do Lico, e estava próxima das cidades de Colossos, Filadélfia e Hierápolis, outras três cidades citadas na Bíblia no Novo Testamento.

A cidade de Laodicéia também estava localizada num entroncamento de importantes rotas comerciais. Uma dessas estradas ligava o interior da Ásia Menor ao litoral, onde ficavam algumas cidades notáveis. A grande cidade de Éfeso, que possuía um dos portos mais importantes daquela época, era uma dessas cidades.

A história da cidade de Laodicéia

A história da cidade de Laodicéia remonta aos tempos do Antigo Testamento. Na Antiguidade, a cidade era conhecida como Dióspolis (em homenagem a Zeus) e Rhoas. Mas em meados do terceiro século antes de Cristo, o governador sírio Antíoco II conquistou a região em que Laodicéia estava e reconstruiu a cidade, dando-lhe o nome de Laodicéia em honra a sua esposa Laodice.

Mais tarde, em 133 a.C., o governo romano passou a controlar aquela região e fez da cidade de Laodicéia um importante centro administrativo e judicial. A indústria e o comércio de Laodicéia também cresceram sob as facilidades do robusto sistema rodoviário que passava pela cidade. Inclusive, Laodicéia contava com uma importante indústria de lã negra que era exportada para outras cidades e também usada na confecção de roupas.

Em Laodicéia havia uma notável escola de medicina que era especializada na saúde dos olhos e dos ouvidos. Os pesquisadores daquela cidade conseguiram desenvolver um tipo de colírio que propagou a fama da escola de medicina de Laodicéia por todo o mundo greco-romano. Em Laodicéia ainda havia teatros, um templo dedicado à religião romana, um estádio e um ginásio.

Tudo isso fazia de Laodicéia uma cidade muito rica. Seus habitantes tinham uma ótima condição financeira, e entre eles estavam banqueiros e milionários romanos. Em 17 d.C. a cidade de Laodicéia também foi atingida por um terremoto que abalou o extremo sudoeste da Ásia, e recebeu ajuda do governo romano para sua reconstrução.

Mas quando na década de 60 d.C. a cidade precisou ser reconstruída após outro terremoto, seus cidadãos recusaram o auxílio do governo, alegando que eles eram ricos o suficiente para reconstruírem a cidade sem qualquer ajuda.

Na cidade de Laodicéia havia uma comunidade judaica muito próspera. Na verdade, a presença judaica naquela região antecedia os tempos romanos, e recuava ao período do governo selêucida de Antíoco III, quando várias famílias judaicas foram levadas para a Frígia.

Receber Estudos da Bíblia

A cidade de Laodicéia na Bíblia

Laodicéia ficou conhecida na Bíblia principalmente pela forma como a igreja daquela cidade foi mencionada no livro do Apocalipse. A igreja de Laodicéia era uma das sete igrejas da Ásia Menor. Mas entre as sete igrejas, a igreja de Laodicéia foi a comunidade cristã que recebeu uma das mais duras repreensões de Cristo.

O Senhor Jesus criticou o sentimento de autossuficiência daquela igreja rica, e usou uma característica estrutural da cidade como figura para falar da apatia espiritual daqueles cristãos. A igreja foi comparada à água termal que chegava morna e nauseante em Laodicéia após ser trazida por aquedutos por cerca de dez quilômetros a partir de Heliópolis (Apocalipse 3:14-22).

Antes da referência no livro do Apocalipse, a igreja da cidade de Laodicéia também foi citada pelo apóstolo Paulo em sua Epístola aos Colossenses (2:1; 4:13-16). Parece que Paulo também escreveu uma carta diretamente aos crentes da cidade de Laodicéia, mas essa carta acabou sendo perdida com o tempo.

Que tal fazer Bacharel em Teologia sem mensalidades? Clique aqui! Pergunta Estudo Bíblico
Fechar