Como Era a Cidade de Tiatira nos Tempos Bíblicos?

Tiatira era uma cidade que fazia parte do Império Romano. A cidade de Tiatira ficava na província romana da Ásia. A região em que a cidade estava localizada atualmente faz parte do território da Turquia. Na Bíblia, Tiatira ficou conhecida principalmente por ter abrigado uma das igrejas do Apocalipse.

A cidade de Tiatira estava posicionada num vale que ligava dois outros vales – vales do Hermo e do Caico –, como um tipo de corredor. Pouco mais de trinta e cinco quilômetros dali ficava a cidade de Pérgamo, que era a capital romana da província da Ásia.

Parece que a cidade de Tiatira foi fundada por volta do século 4 a.C. por Selêuco I, um general macedônio de Alexandre, o Grande. Desde o início Tiatira teve certa importância militar. Durante o tempo de Selêuco I, a cidade abrigava uma guarnição de fronteira que fornecia proteção nos limites com as terras governadas por Lisímaco, outro general que também herdou territórios após a morte de Alexandre.

Quando a cidade de Pérgamo passou para o domínio romano em 133 a.C., Tiatira também teve o mesmo destino. Como a cidade ficava numa importante rota que ligava Pérgamo às províncias orientais, passando por Laodicéia, Tiatira continuou abrigando uma guarnição militar. Os romanos montavam guarda em Tiatira tanto para protegerem a cidade quando para guardarem o caminho para Pérgamo, que era a capital da província.

Infraestrutura, economia e religião da cidade de Tiatira

A cidade de Tiatira não tinha uma acrópole do mesmo nível da acrópole de Pérgamo. Mas estando localizada num importante sistema de estradas, Tiatira era um verdadeiro centro de comunicação por onde muitas pessoas passavam.

Obviamente isso também serviu para fortalecer o comércio de Tiatira. A cidade tinha muito para comercializar, pois era um importante centro manufatureiro. Ali havia produção de roupas, artesanatos, tingimento de tecidos, trabalhos com couro, cerâmica e metais. Na verdade a cidade se tornou conhecida por sua exportação de roupas tingidas e armas de bronze. Toda essa importância comercial atraiu muitos judeus para a cidade.

A economia de Tiatira estava diretamente ligada à vida religiosa da cidade. Cada atividade comercial tinha sua própria agremiação que possuía sua deidade patronal. Em outras palavras, cada ramo de negócio tinha seu próprio deus.

Então basicamente para alguém poder participar da vida comercial da cidade, tinha que pertencer a uma agremiação, e, consequentemente, se comprometer com seus rituais religiosos. Esses rituais contavam com grandes banquetes que serviam alimentos sacrificados aos ídolos, seguidos por práticas imorais.

Não é difícil entender que tudo isso gerava grandes problemas para os cristãos da cidade. Ao se recusarem a participar dessas agremiações por causa de seu compromisso com Cristo, os cristãos eram praticamente excluídos da vida social e comercial da cidade.

Receber Estudos da Bíblia

A cidade de Tiatira na Bíblia

O livro de Atos dos Apóstolos registra a conversão de Lídia, uma mulher de Tiatira que foi convertida a Cristo em Filipos durante uma viagem missionária do apóstolo Paulo (Atos 16:14). Lídia vendia roupas de púrpura, e muitos estudiosos acreditam que seus produtos vinham de Tiatira, sua cidade natal.

Mas a cidade de Tiatira ficou conhecida dos cristãos principalmente por causa de sua menção no livro do Apocalipse. A igreja de Tiatira era uma das sete igrejas da Ásia Menor citadas no Apocalipse (Apocalipse 2:18-29).

A comunidade cristã de Tiatira recebeu uma carta da parte do Senhor Jesus que foi escrita por João. Na carta, a igreja daquela cidade foi elogiada por seu serviço, mas também foi repreendida por sua falta de disciplina ao tolerar membros faltosos. A carta é repleta de simbolismos que tinham a ver com as características da cidade, tais como os trabalhos com metal e cerâmica.

Que tal fazer Bacharel em Teologia sem mensalidades? Clique aqui! Pergunta Estudo Bíblico
Fechar