Davi e Golias: Estudo Sobre Como Davi Matou Golias

A luta entre Davi e Golias é uma das mais conhecidas histórias da Bíblia. O estudo bíblico mostra que aquele combate foi marcado pela manifestação do poder do Senhor, e não pela força humana. Davi venceu Golias, o gigante filisteu, usando as ferramentas de um pastor, e não as armas de um soldado.

O episódio da luta de Davi e Golias está registrado no capítulo 17 do primeiro livro de Samuel. O registro bíblico descreve desde o desafio lançado por Golias aos israelitas, até sua completa derrota pelas mãos de um adversário improvável.

Antes da luta de Davi e Golias

A Bíblia diz que na véspera de uma batalha entre os israelitas e os filisteus, um guerreiro da parte dos filisteus lançou um desafio aos israelitas. Mas não era qualquer guerreiro. Tratava-se de um homem de grande estatura; um verdadeiro gigante com uma altura aproximada de quase três metros.

O gigante Golias não era apenas um homem alto, mas era também um homem forte. Sua couraça pesava cerca de sessenta quilos e sua lança tinha quase oito quilos. Sem dúvida Golias era alguém que colocava respeito ao mais habilidoso guerreiro adversário. Além de imponente, Golias também era uma pessoa ousada e arrogante.

Ele se apresentou diariamente durante quarenta dias diante dos israelitas para desafiá-los. O desafio de Golias ao exército de Israel consistia no seguinte: se um guerreiro israelita conseguisse derrotá-lo, então os filisteus seriam submissos a Israel. Mas se Golias saísse do confronto vitorioso, então os israelitas seriam servos dos filisteus.

O desafio de Golias amedrontou os israelitas. Nenhum guerreiro de Israel se dispôs a enfrentá-lo. Nem mesmo o rei Saul, que era um habilidoso guerreiro, considerou a ideia de aceitar aquele desafio. A situação de Israel, dia após dia, foi ficando mais crítica. Inclusive, o rei Saul ofereceu uma grande oferta a quem se dispusesse a enfrentar Golias.

Se um hebreu vencesse o gigante filisteu, então ele receberia muitas riquezas, isenção de impostos e ainda poderia se casar com uma das filhas do rei. Mas mesmo a generosa oferta foi capaz de incentivar um voluntário do exército de Israel.

Davi aceitou lutar contra Golias

Quando Davi lutou com Golias, ele ainda se dividia entre os afazeres na corte de Saul e suas obrigações com o rebanho de seu pai. Isso significa que Davi passava um período com o rei Saul e outro período apascentando ovelhas.

Quando era solicitado pelo rei de Israel, Davi deixava seu rebanho com alguém de confiança e seguia para o acampamento de Saul (1 Samuel 17:15-20). Foi apenas depois que Davi matou Golias que ele passou a ficar dedicado totalmente aos assuntos da corte de Israel, sendo nomeado como escudeiro do rei (1 Samuel 18:1).

Então antes da luta, Davi não era um soldado oficial, e humanamente falando não era alguém qualificado para enfrentar o gigante filisteu. Na verdade em termos humanos não havia ninguém que fosse páreo para uma luta individual com Golias; e Davi era provavelmente o menos indicado. Davi era um jovem comum, e segundo alguns cronologistas, ele não tinha mais que 21 anos de idade quando lutou com Golias.

Davi tomou conhecimento do desafio de Golias quando foi enviado por seu pai para levar suprimentos ao acampamento de Israel. Os irmãos de Davi estavam no campo de batalha. Quando ouviu a afronta de Golias, Davi ficou indignado. Diferentemente dos soldados israelitas que fugiram de medo de Golias, Davi considerou que não havia o que temer. Por isso questionou: “Quem é, pois, esse incircunciso filisteu, para afrontar os exércitos do Deus vivo?” (1 Samuel 17:26).

Perceba que Davi entendeu que a afronta de Golias não era apenas contra um exército humano, mas contra o verdadeiro Comandante do exército, isto é, o Deus vivo. Então muito naturalmente Davi perguntou aos israelitas o que eles fariam com aquele homem.

Para Davi, o desafio de Golias não deveria ser visto como um problema para qualquer soldado israelita que cresce no Senhor. Então ele mesmo aceitou o desafio – apesar de ser ridicularizado por Eliabe, seu irmão mais velho, e desacreditado por Saul (1 Samuel 17:28-33). Davi não teve qualquer dúvida de que Deus se encarregaria daquela batalha.

Davi matou Golias

O jovem Davi já tinha experimentado em sua própria vida o poder capacitador do Senhor que o fez matar um leão e um urso enquanto apascentava as ovelhas de seu pai. Para Davi, diante do poder de Deus Golias não era mais que o urso e o leão. Como diz W. Wiersbe, era como se Davi visse Golias apenas como mais um animal atacando o rebanho de Deus (Comentário Bíblico Expositivo do Antigo Testamento).

Davi também dispensou o uso de uma armadura. Saul até lhe ofereceu sua armadura pessoal, mas obviamente a armadura não serviu. Saul era um homem de porte grande, e Davi era um jovem saindo da adolescência. Contudo, sua segurança vinha do Senhor, e não de armas humanas. Aqui cabem bem as palavras de Hudson Taylor ao dizer que todos os gigantes de Deus foram homens fracos, mas que fizeram grandes coisas para Ele, pois tinham como certa a presença do Senhor ao seu lado.

Davi lutou com Golias usando apenas uma funda e um bastão – instrumentos usados por pastores naquela época. Ao ver a cena do jovem Davi se aproximando segurando apenas esses instrumentos, o arrogante Golias não perdeu a oportunidade de mostrar pela última vez sua arrogância e soberba. Ele disse: “Sou eu um cão, para vires a mim com paus?” (1 Samuel 17:43).

Mas a resposta de Davi foi a legitima declaração de alguém cuja confiança está no Senhor: “Tu vens contra mim com espada, e com lança, e com escudo; eu, porém, vou contra ti em nome do SENHOR dos Exércitos, o Deus dos exércitos de Israel, a quem tens afrontado” (1 Samuel 17:45). Depois Davi ainda avisou Golias que naquele mesmo dia o Senhor entregaria ele em suas mãos e todos saberiam que há Deus em Israel.

Então Davi lançou uma pedra com sua funda. A pedra feriu Golias na testa fazendo-o cair por terra. Davi, que não tinha uma espada, tomou a espada do próprio Golias e cortou-lhe a cabeça. A batalha havia terminado, o gigante blasfemo estava liquidado e o nome de Deus mais uma vez tinha sido glorificado.

Receber Estudos da Bíblia

O verdadeiro propósito da luta entre Davi e Golias?

O relato da luta entre Davi e Golias é muito mais do que uma história infantil. A vitória de Davi sobre Golias também não é apenas um exemplo a ser usado como alegoria sobre como os crentes podem derrotar os gigantes de suas vidas. Esse relato é um registro fiel da manifestação da glória de Deus aos homens. Providencialmente o Senhor fez com que o temido gigante filisteu fosse derrotado por um adolescente hebreu que apascentava ovelhas.

O gigante Golias era o representante do panteão filisteu, e tinha a seu dispor as melhores armas de guerra da época. Mas Davi era o representante do Deus que “salva, não com espada, nem com lança; porque do Senhor é a guerra” (1 Samuel 17:47).

Então a grande verdade é que a disputa naquele dia ia muito além do campo de batalha. Golias havia humilhado os israelitas, mas principalmente havia blasfemado contra o Senhor. Havia uma guerra espiritual travada. Como explica Wiersbe, a disputa era entre a verdade e a falsidade, entre a fé a superstição, entre o Deus vivo de Israel e os falsos deuses sem vida dos filisteus.

Portanto, o propósito principal daquela batalha não era perpetuar o nome de Davi – embora o nome de Davi também tenha ficado conhecido por ter sido o instrumento que Deus usou para vencer aquela batalha. Mas o propósito principal era elevar o nome do Deus verdadeiro diante de israelitas e filisteus.

Esse propósito não somente foi alcançado naquela ocasião, como também o embate entre Davi e Golias ficou registrado nas páginas da Escritura e se tornou um testemunho do poder e da glória de Deus que alcançou pessoas de todas as épocas e lugares.

Além disso, nos decretos de Deus, aquela batalha era um evento importante para que a dinastia de Davi fosse estabelecida em Israel, dentre a qual o Messias haveria de vir. Segundo o plano de Deus, Davi impôs uma derrota esmagadora a Golias; bem como o grande Filho de Davi impôs uma derrota esmagadora e irreversível a Satanás quando despojou os principados e potestades e triunfou sobre eles na Cruz (Colossenses 2:15).

Que tal fazer Bacharel em Teologia sem mensalidades? Clique aqui! Pergunta Estudo Bíblico
Botão Voltar ao topo
Fechar