O Que Significa o Versículo Que Diz Que “Deus é Amor”?

Dizer que Deus é amor significa que o amor é uma parte essencial do caráter de Deus. Isso significa que Seu amor é tão imenso e grandioso, que é impossível ao homem compreendê-lo totalmente.

O apóstolo João, no Novo Testamento, diz claramente que Deus é amor. Ele escreve: “Aquele que não ama não conhece a Deus, pois Deus é amor” (1 João 4:8). O mesmo apóstolo ainda diz que a maior manifestação e expressão da verdade de que Deus é amor foi o fato de Ele ter enviado o seu Filho unigênito ao mundo como propiciação dos nossos pecados (1 João 4:9,10).

Esse é um ensino tão fundamental que mais a frente em seu texto João uma vez mais enfatiza que Deus é amor e explica a aplicação prática dessa verdade em nossas vidas. Ele diz: “E nós conhecemos e cremos no amor que Deus tem por nós. Deus é amor, e aquele que permanece no amor permanece em Deus, e Deus, nele” (1 João 4:16).

A verdade de que Deus é amor indica que o amor divino é demonstrado na fidelidade de Deus à sua Aliança e na forma com que Ele busca incansavelmente pecadores rebeldes e indiferentes. Ao comentar a primeira epístola de João, Agostinho diz que se nada mais houvesse nas páginas das Escrituras, e somente essa única frase, “pois Deus é amor”, fosse dita pela voz do Espírito de Deus, não precisaríamos de mais nada.

S. Kistemaker explica que dizer que Deus é amor não significa somente que Deus ama sua criação e seu povo; ou que Deus é repleto de amor. Antes, a expressão “Deus é amor” significa que, no mais profundo de seu ser, Deus é amor.

O amor é um dos atributos de Deus

De fato a Bíblia fala que Deus é amor, e isso indica que Ele personifica o seu amor. Então em essência, Deus é amor, ou seja, o amor é um dos atributos da natureza de Deus.

No entanto, o ser de Deus não é uma soma de certo número de qualidades. Por exemplo: Deus não é um tanto amor, outro tanto justiça, mais outro tanto misericórdia e assim por diante, até chegar à sua totalidade. Na verdade Deus é plenamente amor, plenamente justiça, plenamente misericórdia etc.

Sim, Deus é amor, mas isso não significa que esse seu atributo do amor subjuga os demais atributos. O fato de Deus manifestar sua santa ira através de sua justiça não contradiz a verdade bíblica de que Deus é amor.

A Bíblia claramente diz que Deus é compassivo e misericordioso, paciente, pleno de amor e fidelidade. Ele mantém o seu amor a milhares e perdoa a maldade, a rebelião e o pecado. Contudo, Ele não deixa de punir o culpado (Êxodo 34:6,7). A falha em entender isso tem levado muitas pessoas a cederem aos terríveis ensinos do universalismo.

Deus é amor, mas o amor não é Deus

Outro ponto importante é entender que a declaração “Deus é amor” não pode ser invertida, ficando “o amor é Deus”. Esse é mais um erro muito comum que as pessoas cometem. Ao inverter o sujeito e o predicado da frase “Deus é amor” com a finalidade de afirmar que “o amor é Deus”, as pessoas tentam colocar na conta de Deus qualquer coisa que elas conceituam ser o amor.

É daí que vem aquele tipo de ensino antibíblico que afirma que se houver amor, tudo está bem; mesmo que as bases desse suposto amor seja o pecado. Por exemplo: é comum encontrar pessoas dizendo que se uma religião fala de amor, então ela é legítima porque Deus é amor; ou mesmo que qualquer forma de amor vem de Deus. No fundo, o que essas pessoas fazem é querer interpretar a frase “Deus é amor” como significando “o amor é Deus”. Entenda também quais são o tipos de amor na Bíblia.

R. C. Sproul diz que o ensino bíblico é exatamente o contrário disso. Quando a Bíblia diz que “Deus é amor”, ela quer dizer que Deus ama tanto e que seu amor é tão consistente, tão intenso, tão profundo, tão transcendente e uma parte tão integral de seu caráter que, com a finalidade de expressar da maneira mais absoluta possível, o autor bíblico diz que Deus é amor. Então a afirmação “Deus é amor” basicamente significa que Deus é o padrão máximo e definitivo de amor. Leia também um estudo sobre o amor de Deus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close