O Que Significa “Deus é o Nosso Refúgio e Fortaleza”?

Dizer que Deus é o nosso refúgio e fortaleza significa afirmar que n’Ele encontramos toda força e proteção necessárias; independentemente das circunstâncias que possam nos afligir. O salmista diz: “Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na hora da angústia” (Salmo 46:1).

A verdade bíblica expressa no primeiro verso desse salmo tem sido um conforto para crentes de diferentes épocas e lugares. Foi ao ler que Deus é o nosso refúgio e fortaleza que Martinho Lutero, por exemplo, compôs seu conhecido hino “Castelo Forte é Nosso Deus”.

Deus é o nosso refúgio e fortaleza

Na frase: “Deus é o nosso refúgio e fortaleza”, a palavra refúgio traduz um termo hebraico que significa literalmente “um abrigo”. Esse termo era comumente usado no sentido de indicar um lugar apropriado para se proteger do perigo de um temporal. Já a palavra fortaleza traduz um termo que significa “poder” ou “força”, e vem de uma raiz hebraica que transmite a ideia de “ser forte”, “prevalecer” ou “tornar firme” e “fortalecer”.

Então podemos entender que ao mesmo tempo em que Deus é o nosso refúgio ao ser suficientemente poderoso para nos preservar quando tudo ao nosso redor parecer ruir, Ele é também a nossa fortaleza e comunica Sua força em nós, tornando-nos firmes. Warren Wiersbe explica esse conceito dizendo que Deus não nos protege como um abrigo a fim de nos mimar, mas Ele abriga-nos a fim de nos fortalecer para que voltemos à vida com suas responsabilidades e perigos.

Como diz John Gill, Deus é a fonte de toda força espiritual que precisamos para exercer graça, cumprir deveres, suportar inimigos, carregar a cruz pacientemente e mostrar firmeza de espírito sob as mais terríveis angústias até o fim. O próprio Deus é a força dos corações dos redimidos!

Receber Estudos da Bíblia

Socorro bem presente na angústia

A declaração: “Deus é o nosso refúgio e fortaleza” fala da onipotência divina. Já o seu complemento, “socorro bem presente na angústia”, fala da onipresença de Deus. Nosso Senhor está sempre ao nosso lado e provê o socorro oportuno nos tempos de tribulações.

A palavra angústia ou tribulações originalmente está no plural, e indica situações problemáticas de intensas aflições e dificuldades. Em outras palavras, o salmista está dizendo que quando estamos em situações difíceis das quais somos incapazes de escapar, quando estamos num verdadeiro “beco sem saída”, o Deus que é o nosso refúgio e fortaleza nos socorre providencialmente.

Deus nunca chega atrasado, Ele não é como o homem. Com Ele não há imprevistos. Seu socorro sempre é oportuno; Ele sempre está pronto a oferecer aos Seus filhos Sua assistência. O verdadeiro crente não tem o que temer diante de um Deus que repetidamente lhe diz em Sua Palavra: Não temas, porque eu sou contigo (Isaías 41:10; cf. Deuteronômio 1:21; 3:2; 31:6-8; Juízes 6:23; 2 Reis 1:15:).

Por esse motivo o salmista também diz: “Pelo que não temeremos, ainda que a terra se mude, e ainda que os montes se transportem para o meio dos mares” (Salmo 46:2).

Eu gosto das palavras de Calvino ao explicar que quando as coisas ficam um tanto confusas, quando os céus parecem como que a vir abaixo com intensa violência, quando a terra se move de seu lugar e as montanhas são arrancadas de seus próprios fundamentos, não obstante continuamos a preservar e a manter a calma e tranquilidade de coração.

Nós sempre devemos manter em mente que nosso Deus é soberano. Ainda que tudo fique caótico aos nossos olhos, ainda que o mundo desmorone diante de nós, devemos saber que todas as coisas estão sob o controle de nosso Deus. Concordo com Wiersbe quando ele diz que as circunstâncias podem se alterar, mas a aliança do Senhor com Seu povo nunca muda. Deus é o nosso refúgio e fortaleza em meio às incertezas da vida.

Que tal fazer Bacharel em Teologia sem mensalidades? Clique aqui! Pergunta Estudo Bíblico
Fechar