O Que é o Dia do Senhor?

O Dia do Senhor é uma expressão bíblica que possui um significado escatológico e se refere ao grande dia da manifestação final da justiça de Deus. Isso quer dizer que no Dia do Senhor o mundo iníquo será julgado e todo o pecado será definitivamente punido.

Por outro lado, o Dia do Senhor será uma ocasião de grande alegria e contentamento para os santos. Nesse dia Deus será glorificado não somente pela manifestação de Sua justiça, mas também pela manifestação de Sua graça na vida do Seu povo escolhido. No Dia do Senhor a obra da redenção encontrará seu cumprimento pleno, e os méritos de Cristo na salvação dos redimidos brilharão ainda mais, quando estes forem recebidos na bem-aventurança eterna.

O Dia do Senhor na Bíblia

A expressão “Dia do Senhor” vem desde o Antigo Testamento. O profeta Amós, por exemplo, falou sobre esse dia advertindo acerca de seu caráter de juízo quando os pecados de Israel serão julgados (Amós 5:18-20). O mesmo também fez outros profetas, estendendo ainda esse julgamento a outras nações (cf. Isaías 13:6,9; Jeremias 46:10; Obadias 15; Joel 2:31; 3:14; etc.).

É verdade que muitas dessas passagens do Antigo Testamento trazem profecias de múltipla referência. Isso significa que apesar de essas profecias terem sido cumpridas de forma primária em certos eventos históricos, elas apontam para um evento escatológico onde encontrarão seu cumprimento final. Em outras palavras, o grande Dia do Senhor foi anunciado e tipificado em cada julgamento divino derramado nos tempos do Antigo Testamento, por exemplo.

O Novo Testamento não somente importa a ideia veterotestamentária do Dia do Senhor, bem como lança mais luz sobre ela de acordo com o caráter progressivo da revelação de Deus. É dessa maneira que o Novo Testamento afirma que o Dia do Senhor é o dia da segunda vinda de Cristo, e traz a frase “Dia do Senhor Jesus Cristo” (cf. 1 Coríntios 1:8; 5:5; Filipenses 1:6-10; 2:16; 2 Tessalonicenses 2:2; 2 Pedro 3).

Há ainda uma ocorrência singular da expressão “Dia do Senhor” na Bíblia. O apóstolo João emprega essa expressão para dizer que ele recebeu as visões registradas no livro do Apocalipse no Dia do Senhor (Apocalipse 1:10).

Alguns estudiosos sugerem que João não estava se referindo à ocasião em que teve as revelações da parte do Senhor, mas estava dizendo que em seu êxtase espiritual ele foi levado até o próprio Dia do Juízo. Outros poucos comentaristas tentam identificar esse Dia do Senhor referido por João com o dia da celebração da Páscoa. Mas a maioria dos estudiosos defende que o Dia do Senhor a qual João se refere era, na verdade, o primeiro dia semana, isto é, o domingo, quando a Igreja se reunia para a adoração.

Receber Estudos da Bíblia

Como será o Dia do Senhor?

Quando o profeta Amós falou sobre o Dia do Senhor, aparentemente ele corrigiu alguns conceitos equivocados de como será esse dia. Parece que no pensamento hebreu o Dia do Senhor seria o dia em que Yahweh iria intervir diretamente na História para exaltar Israel sobre todas as demais nações do mundo, independentemente da fidelidade e da obediência do povo.

Mas o profeta destaca o quão errado estava quem pensava assim. Ele diz: “Ai de vós que desejais o Dia do SENHOR! Para que desejais vós do Dia do SENHOR? É dia de trevas e não de luz. Como se um homem fugisse de diante do leão, e se encontrasse com ele o urso; ou como se, entrando em casa, encostando a mão à parede, fosse mordido de uma cobra. Não será, pois, o Dia do SENHOR trevas e não luz? Não será completa escuridão, sem nenhuma claridade?” (Amós 5:18-20).

O profeta Joel também falou do Dia do Senhor como um dia de terríveis julgamentos e de grande destruição (Joel 1:15-20; 2:11). Mas o mesmo profeta também explica que esse dia revelará a redenção daqueles que invocam o nome do Senhor (Joel 2:28-32).

O Novo Testamento também fala do juízo e da esperança de redenção no Dia do Senhor (cf. 1 Coríntios 5:5). O apóstolo Paulo ressalta que o Dia do Senhor virá de forma inesperada para os incrédulos, mas não surpreenderá os crentes genuínos (1 Tessalonicenses 5:1-10; cf. 2 Pedro 3:10).

Então embora a Bíblia não marque uma data para quando será o Dia do Senhor, ela ensina que esse dia será precedido por certo sinais que serão discernidos pelo povo de Deus (2 Tessalonicenses 2; cf. Joel 2:28,29). Além disso, conforme o apóstolo Pedro ensina, o próprio Dia do Senhor será acompanhado por fenômenos físicos que abalarão o mundo criado (2 Pedro 3:10-12; cf. Joel 2:31).

Além disso, o fato de que os crentes verdadeiros não irão experimentar a ira divina no Dia do Senhor, não tem qualquer relação com suas obras, esforços, qualidades ou méritos próprios. Na verdade a Bíblia diz que os redimidos – os salvos pela graça mediante a fé – são conservados firmes até o fim pelo próprio Senhor, para serrem irrepreensíveis naquele dia (1 Coríntios 1:7,8; Filipenses 1:6,10).

Que tal fazer Bacharel em Teologia sem mensalidades? Clique aqui! Pergunta Estudo Bíblico

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar