O Que Significa “Eis Que Faço Novas Todas as Coisas”?

A frase “Eis que faço novas todas as coisas” é uma declaração cujo significado aponta para o propósito purificador, restaurador e renovador de Deus para o universo e o homem. Isso ocorrerá plenamente quando Cristo voltar.

O texto bíblico diz que essa frase foi dita por “Aquele que se assenta no trono” (Apocalipse 21:5). Isso significa que quem faz essa declaração a João é o próprio Deus diretamente de seu trono. Essa frase se apresenta como o cumprimento final de promessas feitas ao longo dos tempos e registradas nas Escrituras. Através do profeta Isaías, por exemplo, Deus já havia declarado: “Eis que faço coisa nova” (Isaías 43:19; cf. 42:9).

Deus criou o mundo em perfeita ordem e harmonia. Mas a criação foi gravemente atingida pelos efeitos do pecado que surgiu da desobediência e rebelião do homem que foi criado à imagem e semelhança de Deus, e assim dotado de pessoalidade, capacidade intelectual e responsabilidade moral. Saiba mais sobre a origem do pecado.

Mas ainda na eternidade Deus proveu uma solução para o problema do pecado através de um plano de redenção. Por meio da obra de Cristo, o Cordeiro de Deus que tira o mundo, todas as coisas são renovadas. S. Kistemaker diz que a declaração “Eis que faço novas todas as coisas” expressa o glorioso resultado do plano redentor de Deus que se concretiza em Cristo; e sem dúvida isto é a renovação de todas as coisas.

Eis que faço novas todas as coisas

Muitos comentaristas dizem que o versículo que diz “Eis que faço novas todas as coisas” é um dos mais importantes do livro do Apocalipse. É interessante perceber que essa declaração está no tempo verbal presente. O versículo não diz que Deus fará novas todas as coisas, mas que Ele faz novas todas as coisas. Essa frase pode ser literalmente traduzida como: “Eis que estou fazendo novas todas as coisas”.

Isso significa que já agora Deus faz novas todas as coisas, ainda que num sentido restrito. S. Kistemaker completa dizendo que Deus renova os seres humanos pecaminosos através da obra de Cristo e os faz uma nova criação. Por esse motivo o apóstolo Paulo escreve: “Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo” (2 Coríntios 5:17).

Contudo, a promessa dessa declaração também aponta para um cumprimento futuro e final. Quando Cristo voltar, o “Eis que faço novas todas as coisas” será plenamente realizado. Nesse dia todos os efeitos do pecado serão removidos e todas as coisas serão feitas realmente novas. Os redimidos receberão corpos glorificados, e viverão por toda eternidade em comunhão com Deus no novo céu e nova terra.

Quando o escritor bíblico escreve que Deus faz novas todas as coisas, e também fala de um novo céu e nova terra, ele usa um termo grego que significa “algo novo em caráter”, e não “algo novo em origem”. Isso indica que provavelmente haverá uma renovação da criação existente. Jesus fala desse momento como o dia da “regeneração” (Mateus 19:28). O apóstolo Pedro explica que essa purificação e renovação se dará pelo fogo (2 Pedro 3:10-13). Então esta promessa aponta para a consumação de todas as coisas, para a transformação do universo e para a renovação da criação.

Receber Estudos da Bíblia

Estas palavras são fiéis e verdadeiras

Não há qualquer possibilidade de a declaração “Eis que faço novas todas as coisas” ser frustrada. Por isso a voz que vem do trono também ordena a João: “Escreve; porque estas palavras são fiéis e verdadeiras” (Apocalipse 21:5). Deus afirma que o cumprimento pleno dessa promessa é tão certo que João deveria escrevê-la para que todos soubessem.

Então a frase “Eis que faço novas todas as coisas” não é um conjunto de palavras vazias; ou uma declaração que perde seu significado com o tempo. Essa frase é uma declaração que expressa a veracidade do propósito divino; a fidelidade incondicional e inviolável de Deus. Aquele que sempre honra sua palavra foi quem disse: “Eis que faço novas todas as coisas”.

As pessoas costumam fazer planos e mais planos na tentativa de melhorar este mundo. A humanidade sempre desejou viver uma nova era que na realidade não passa de uma utopia. Entra ano e sai ano, entra governo e sai governo, e os sonhos humanos permanecem apenas sonhos.

Nenhuma ação humana será capaz de fazer uma nova terra e trazer uma nova realidade de vida. W. Hendriksen diz que somente Deus, pelo seu Espírito, faz novas todas as coisas. Somente Ele pode restaurar e renovar o homem e o universo. Somente Ele é capaz de um dia remover totalmente os efeitos do pecado e destruir o mal. Somente Ele tem autoridade para dizer de forma verdadeira: “Eis que faço novas todas as coisas”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close