Qual o Significado de Carmesim e Escarlate na Bíblia?

Carmesim é uma cor avermelhada muito conhecida nos tempos antigos e citada em algumas passagens bíblicas. Nos textos bíblicos, a cor carmesim é indistinguível da cor escarlate. Na verdade palavra “carmesim” é usada na Bíblia para traduzir pelo menos três palavras hebraicas que nesse contexto indicam, principalmente, uma variação da cor vermelha.

Então esses termos hebraicos traduzidos por “carmesim” algumas vezes também são traduzidos por “escarlate”. O hebraico shani empregado em Jeremias 4:30 é geralmente traduzido por “escarlate”. Inclusive, “carmesim” e “escarlate” são variações do vermelho que muitas vezes aparecem em conexão tão estreita que é difícil determinar com exatidão a definição de cada uma delas. Além disso, alguns estudiosos defendem que nos tempos bíblicos nenhuma distinção significativa entre “carmesim” e “escarlate” era feita pelos hebreus.

Os outros dois termos que são traduzidos por “carmesim” são os hebraicos: 1) karmil – empregado em 2 Crônicas (2 Crônicas 2:7,14; 3:14) e que de acordo com alguns linguistas acabou substituindo o hebraico shani; e 2) tola’, que em algumas passagens bíblicas também é traduzido por “escarlate” (cf. Isaías 1:18 e Lamentações 4:5).

Mas esse último termo hebraico também é empregado em outras passagens bíblicas com o sentido principal de “verme”, referindo-se ao Coccus Ilicis que era o “verme escarlate”. Isso, inclusive, explica a forma como a cor carmesim era obtida.

A origem da cor carmesim ou escarlate e sua aplicação na Bíblia

A cor carmesim era derivada justamente do corpo da fêmea do “verme escarlate”. Parece que as fêmeas se prendiam aos carvalhos para desovar e acabavam morrendo nesse processo. Os ovos ficavam envolvidos num tipo de esfera feita por um gel liberado por debaixo da concha do inseto ressecado. Era justamente daí que os povos antigos obtinham o corante carmesim ou escarlate.

Uma vez extraída, a tintura carmesim era aplicada em diversos materiais. A Bíblia inclusive informa que essa tintura foi aplicada nos materiais utilizados no Templo de Salomão, como o véu de “pano azul, e púrpura e carmesim, e linho fino” (2 Crônicas 3:14). Quando o Templo estava sendo construído, o rei Salomão solicitou os trabalhos de alguém que soubesse manipular a tintura carmesim (2 Crônicas 2:7-14).

Então a Bíblia informa em várias passagens que essa cor era muito usada em tecidos e fios (cf. Gênesis 38:28-30; Josué 2:18,21; 2 Samuel 1:24; Naum 2:3; Provérbios 31:21). No Novo Testamento, por exemplo, a cor da túnica colocada sobre Jesus pelos soldados zombadores era justamente a cor escarlate (Mateus 27:28).

Receber Estudos da Bíblia

O significado simbólico da cor carmesim ou escarlate

As palavras “carmesim” e “escarlate” são também aplicadas na Bíblia para falar figuradamente do pecado. O carmesim ou escarlate era um corante muito difícil de ser lavado e que lembrava o sangue, e provavelmente tendo isso em mente os autores bíblicos usaram essa cor para se referir a impregnação do pecado.

No livro do Apocalipse, por exemplo, a grande meretriz com quem os reis da terra se prostituíram é descrita como que vestindo púrpura e escarlate (Apocalipse 17:4).

Mas sem dúvida a referência bíblica mais conhecida que emprega as palavras “carmesim” e “escarlate” é aquela em que o profeta Isaías registra o convite da graça de Deus que promete purificar aqueles que estão maculados pelo pecado. Nesse sentido o profeta escreve: “Vinde, então, e arrazoemos, diz o Senhor; ainda que os vossos pecados sejam como escarlate, eles se tornarão brancos como a neve; ainda que sejam vermelhos como o carmesim, se tornarão como a branca lã” (Isaías 1:18).

Que tal fazer Bacharel em Teologia sem mensalidades? Clique aqui! Pergunta Estudo Bíblico
Fechar