O Que Significa o “Espírito de Jezabel”?

Espírito de Jezabel é geralmente a designação popular de algum tipo de comportamento manipulador que promova a idolatria e a imoralidade, sobretudo entre os cristãos. Apesar de ser comum ouvir pessoas usando a expressão “espírito de Jezabel”, essa não é uma designação bíblica.

Algumas pessoas até dizem que o espírito de Jezabel é supostamente um demônio. Claro que também não há qualquer base bíblica para tal afirmação. Com exceção a Satanás, a Bíblia não registra o nome de nenhum demônio; muito menos ensina que há um demônio específico que se ocupa de executar tarefas relacionadas aos pecados da idolatria e da prostituição, que popularmente seria esse “espírito de Jezabel”.

A origem da expressão “espírito de Jezabel”

Como foi dito, a expressão “espírito de Jezabel” não é bíblica. Mas quanto ao uso popular que emprega a expressão “espírito de Jezabel” como uma designação genérica de um comportamento nocivo dentro das comunidades cristãs, isso se dá fazendo uso de algumas passagens bíblicas.

A referência primária, claro, diz respeito à esposa do rei Acabe. Jezabel era uma princesa dos sidônicos que acabou se casando com Acabe, rei de Israel. Jezabel realmente foi muito má e exerceu uma influência terrível para os israelitas. Ela perseguiu e matou os profetas do Senhor, e promoveu o culto pagão a Baal em Israel. O profeta Elias foi o homem que Deus levantou para fazer oposição a ela (1 Reis 16:31; 18:4,13,19; 19:1,2; 2 Reis 9).

O livro do Apocalipse também fala de uma certa Jezabel que estava prejudicando a igreja de Tiatira. Aquela mulher, que se auto-declarava profetisa, ensinava e induzia os crentes a praticarem prostituição e se envolverem com práticas idólatras. A igreja de Tiatira foi repreendida pelo Senhor Jesus por tolerar a atuação daquela mulher que dizia ensinar “as coisas profundas de Satanás” (Apocalipse 2:24).

Inclusive, o texto bíblico diz que aquela Jezabel teve oportunidade de se arrepender de sua prostituição e se negou. Por isso na carta Jesus anunciou julgamento sobre ela e também sobre aqueles que permanecessem nas obras que ela incitava (Apocalipse 2:20-23).

Receber Estudos da Bíblia

É errado usar a designação “espírito de Jezabel”?

Se por “espírito de Jezabel” quer se dizer um espírito maligno (demônio) que opera por aí, sim, é errado usar essa expressão. Mas se por “espírito de Jezabel” quer se dizer simplesmente um tipo de comportamento ou modus operandi promovido por algumas pessoas e que incita a idolatria e a imoralidade, não há problema em usá-lo.

Muitos intérpretes dizem que a mulher citado no texto do Apocalipse, por exemplo, possivelmente não se chamava Jezabel. J. MacArthur diz que Jezabel provavelmente era o pseudônimo da mulher que influenciava os crentes do mesmo modo que Jezabel havia influenciado os judeus do Antigo Testamento. Significativamente as duas promoviam a idolatria e a imoralidade.

Parece que assim como o nome de Balaão havia se tornado um tipo de sinônimo de falso profeta, o nome Jezabel também havia se tornado um tipo de referência à apostasia (cf. Judas 11; 2 Pedro 2:15; Apocalipse 2:14). Analisando as referências bíblicas sobre Jezabel, W. Hendriksen diz que esse nome se tornou sinônimo de sedução à idolatria e à imoralidade. Essa é uma boa definição do que seria o significado correto da expressão “espírito de Jezabel”.

Então podemos dizer que aquela falsa profetisa de Tiatira agia segundo o espírito de Jezabel. Isso não significa que ela estava possuída pelo espírito da princesa Jezabel do Antigo Testamento, mas apenas que ela estava agindo da mesma forma que agiu a perversa esposa de Acabe. Claro que atualmente há muitas pessoas que se enquadram nessa condição; até porque infelizmente há muitos líderes como Acabe, dispostos a obedecer pessoas como Jezabel; e muitos crentes como os de Tiatira, dispostos a seguir seus falsos ensinos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close