Por Que a Família é Projeto de Deus?

A família é projeto de Deus porque foi Ele próprio quem a instituiu. Isso significa que a origem da família não se deu através de um projeto humano, mas através do projeto divino. Então qualquer ideologia que diga que a família é uma instituição ultrapassada e antiquada ao nosso tempo, é maligna. O propósito de Deus para a família não mudou!

Infelizmente estamos vivendo dias em que os valores estão sendo invertidos. Aquilo que é correto está se tornando sinônimo de inadequado; enquanto que aquilo que é errado está sendo cada vez mais admirado como o padrão a ser seguido por uma sociedade corrupta. Todavia, as verdades bíblicas sobre a família são irrevogáveis e permanecem válidas independentemente do comportamento pecaminoso do homem. A família é um projeto de Deus e continuará sendo.

Família, projeto de Deus

A Bíblia não deixa qualquer dúvida de que a família é projeto de Deus. O estudo bíblico sobre a família revela que Deus criou o homem e logo lhe deu a mulher como companheira. A Escritura afirma que Deus declarou que não era bom que o homem estivesse só, e por isso lhe preparou uma auxiliadora idônea (Gênesis 2:18).

Então depois de ter criado o homem e a mulher, Deus juntou-lhes como um casal e os abençoou para que fossem férteis e se multiplicassem sobre a terra (Gênesis 1:28). Portanto, a unidade familiar nasce a partir do casamento. A Bíblia é clara quando a isso: “Portanto, deixará o varão o seu pai e a sua mãe e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma só carne” (Gênesis 2:24).

Assim, o próprio Deus foi quem instituiu a família sobre a base do casamento, onde o homem e a mulher se unem tornando-se uma só carne, para que vivam juntos em plena comunhão.

Pelo restante de todo o Antigo Testamento a família aparece como sendo projeto de Deus e benção para o homem. O livro de Provérbios, por exemplo, traz várias passagens que destacam a família como uma dádiva do Senhor (Provérbios 18:22; 31:10-12). O mesmo ocorre no Novo Testamento que também enfatiza o padrão bíblico para a família como projeto de Deus (Efésios 5:18-6:4).

Receber Estudos da Bíblia

Jesus e a família

Muitas pessoas que atacam o padrão bíblico para a família alegam que esses padrões são frutos do conservadorismo religioso. Algumas dessas pessoas ainda tentam criar um contraste entre a pauta defendida pelos cristãos quanto ao significado da família e o que realmente Jesus disse sobre esse tema.

A ideia dessas pessoas sempre é colocar Jesus Cristo como um tipo de guru da paz e do amor que aceita como válida qualquer expressão afetiva. Então nesse caso, supostamente a essência da família construída sob a base do matrimônio monogâmico, monossomático, heterossexual e indissolúvel, seria apenas um pensamento extremista que não reflete o ensino de Jesus sobre o assunto.

Mas é claro que essas pessoas estão completamente erradas. O Senhor Jesus reconheceu que a família é projeto de Deus e defendeu os princípios bíblicos imutáveis que a regulam.

O teólogo William Hendriksen pontua o posicionamento do Senhor Jesus sobre a família durante o seu ministério terreno (C.N.T. Marcos, pág. 490; ed. Cultura Cristã). Em resumo, ele lembra que:

  • Jesus reafirmou os laços do matrimonio entre homem e mulher e declarou sua indissolubilidade como uma instituição divina (Marcos 10:5-9).
  • Ele considerou tanto o marido quanto a esposa iguais diante de Deus (Marcos 10:11,12).
  • Ele assumiu que os pais seriam bondosos com seus filhos, e lhes proveriam com o que fosse melhor para eles (Mateus 7:9-11).
  • Ele enfatizou a lei divina de que os filhos devem honrar os seus pais (Marcos 7:6-13). Ele reafirmou essa regra por meio do seu próprio exemplo pessoal. Ele foi obediente aos seus pais, e, mesmo quando se encontrava na cruz, mostrou um cuidado amoroso para com a sua mãe (Lucas 2:51; João 19:26,27).
  • Ele amou os pequeninos, tomou-os em seus braços e, gentilmente, os abençoou (Marcos 10:13-16).
  • Ele insistiu que os laços que nos unem à família terrena são suplantados pelos vínculos que unem os membros da família espiritual (Marcos 3:31-35; cf. Mateus 7:11; 10:37). Consequentemente, ele considerava a família terrena como uma escola de treinamento para a família celestial.

Portanto, a família é projeto de Deus e sua importância é tão grande que a família terrena prefigura a família celestial que durará para sempre.

Que tal fazer Bacharel em Teologia sem mensalidades? Clique aqui! Pergunta Estudo Bíblico

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar