Quem São os Filhos de Abraão?

A Bíblia fala dos filhos de Abraão em dois sentidos diferentes: físico e espiritual. No sentido físico, Abraão teve oito filhos: Ismael, Isaque, Zinrã, Jocsã, Medã, Midiã, Isbaque e Suá; sendo que Isaque foi o único herdeiro da promessa da aliança.

Já no sentido espiritual, Abraão tem um número incontável de filhos. Contudo, esses filhos de Abraão não são aqueles que possuem o mesmo sangue de Abraão, mas aqueles que possuem a mesma fé de Abraão.

Os filhos físicos de Abraão

Quando Deus chamou Abraão, ele já era um homem idoso e sem filhos. Mas Deus lhe fez a promessa de que faria dele uma grande nação (Gênesis 12:2).

Mais tarde, quando Abraão estava pensando que Eliézer, seu servo pessoal, seria o seu herdeiro, Deus renovou a promessa que lhe havia feito acerca de sua descendência: “Este não será o teu herdeiro; mas aquele que de ti será gerado, esse será o teu herdeiro. Então, o levou para fora e disse: Olha, agora, para os céus e conta as estrelas, se as podes contar. E disse-lhe: Assim será a tua semente” (Gênesis 15:4,5).

Todavia, a esposa de Abraão não se mostrou paciente com a promessa do Senhor. Enquanto sua idade avançava cada vez mais e ela continuava sem gerar filhos, Sara resolveu recorrer a um costume daquele tempo para que Abraão pudesse gerar um descendente. Assim, ela ofereceu a Abraão sua serva pessoal Agar, que era uma escrava egípcia. Com Agar, Abraão foi o pai de Ismael aos oitenta e seis anos de idade (Gênesis 16).

Mas a promessa de Deus a Abraão ainda estava por ser cumprir. Quando Abraão tinha noventa e nove anos, Deus lhe falou mais uma vez e mudou o seu nome, de Abrão para Abraão; que significa “pai de muitas nações”. Deus também lhe assegurou que dele sairiam nações e reis. Porém, o filho herdeiro da aliança não seria Ismael; mas seria o filho que Sara haveria de conceber (Gênesis 17:1-19). Esse filho que nasceu quando Abraão tinha cem anos de idade foi chamado de Isaque (Gênesis 21:1-7).

Além de Ismael e Isaque, Abraão teve outros seis filhos com sua concubina Quetura. Foram eles: Zinrã, Jocsã, Medã, Midiã, Isbaque e Suá (Gênesis 25:1-6). Não é possível determinar exatamente quando esses filhos nasceram, pois existe a possibilidade de alguns capítulos do livro de Gênesis serem anacrônicos.

Os descendentes dos filhos de Abraão

De fato, fisicamente Abraão também foi o pai de certas nações. Seus filhos se tornaram grandes líderes tribais que deram origem a diferentes povos. De Ismael vieram doze príncipes. Inclusive, os ismaelitas são citados várias vezes na Bíblia, principalmente como um povo que fazia oposição aos israelitas.

Os filhos de Abraão através de Quetura também formaram clãs que mais tarde ficaram associados com a Síria e a Arábia. Através de Isaque, o herdeiro da promessa, Abraão se tornou o pai do povo israelita, do qual veio o Messias. Até mesmo por meio de Esaú, filho de Jacó, Abraão se tornou o ancestral dos edomitas.

Receber Estudos da Bíblia

Os verdadeiros filhos de Abraão

O Novo Testamento destaca a paternidade de Abraão não no sentido físico ou político, mas no sentido espiritual. É justamente nesse sentido que se cumprem plenamente as promessas da aliança de Deus com Abraão.

Sim, Abraão gerou filhos que deram origem a diferentes povos. Mas a promessa de que Abraão seria pai de muitas nações, encontra seu cumprimento pleno no fato de que muitas nações que nem mesmo possuem qualquer ligação sanguínea com ele, são abençoadas ao participarem das bênçãos das promessas da aliança que Deus lhe fez.

O apóstolo Paulo explica essa questão dizendo: “Ora, tendo a Escritura previsto que Deus havia de justificar pela fé os gentios, anunciou primeiro o evangelho a Abraão, dizendo: Todas as nações serão benditas em ti. De sorte que os que são da fé são benditos com o crente Abraão” (Gálatas 3:7-9).

Isso quer dizer que desde o início o plano de Deus era trazer salvação a pessoas de todas as partes da terra através de um descendente de Abraão. Jesus Cristo é esse descendente através do qual todas as nações são benditas. Portanto, pela fé em Jesus Cristo, agora pessoas de todas as nações são feitas descendentes de Abraão.

Por isso lemos: “Sabei, pois, que os que são da fé são filhos de Abraão” (Gálatas 3:7); e mais: “Nisto não há judeu nem grego; não há servo nem livre; não há macho nem fêmea; porque todos vós sois um em Cristo Jesus. E, se sois de Cristo, então, sois descendência de Abraão e herdeiros conforme a promessa” (Gálatas 3:28,29).

Então os filhos de Abraão são aqueles que compartilham da mesma fé que lhe foi imputada como justiça (Romanos 4:3). Não há nada que alguém possa fazer por seu próprio esforço para se tornar um filho de Abraão; pois são feitos filhos de Abraão somente aqueles que recebem pela fé aquilo que Deus fez por eles. Ao confiar em Deus e guardar a promessa de sua aliança, Abraão creu no Messias que haveria de vir. Hoje, somos feitos filhos de Abraão quando cremos no cumprimento da promessa, isto é, no Messias que já veio.

Que tal fazer Bacharel em Teologia sem mensalidades? Clique aqui! Pergunta Estudo Bíblico

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar