Quem Foi Herodes Antipas?

Herodes Antipas foi o tetrarca da Galileia e da Pereia nos tempos do Novo Testamento. Ele é conhecido principalmente por seu envolvimento na morte de João Batista e no julgamento de Jesus Cristo.

Herodes Antipas era o filho mais novo do rei Herodes o Grande e Maltace. Ele não é o único governante mencionado na Bíblia com esse nome. O Novo Testamento também menciona seu pai, Herodes o Grande; seus irmãos, Herodes Arquelau e Herodes Filipe; e os descendentes de seus irmãos, Herodes Agripa I e Herodes Agripa II. Entre todos esses, muitos consideram Herodes Antipas um dos mais capacitados e também um dos mais detestados pelo povo dentre a dinastia herodiana.

A história de Herodes Antipas

Acreditasse que Herodes Antipas nasceu em algum momento antes de 20 a.C. Sua mãe, a samaritana Maltace, era uma das dez esposas de seu pai. Por tanto, por parte de mãe Antipas tinha origem samaritana, e por parte de pai tinha origem edomita.

Herodes o Grande deixou em testamento a divisão de seu reino entre três de seus filhos. Herodes Arquelau ficou com a parte principal, recebendo a Judeia, Samaria e Iduméia. Herodes Antipas herdou a tetrarquia da Galileia e da Pereia. Já Herodes Filipe recebeu alguns territórios ficavam a nordeste do Mar da Galileia.

Por conta dessa divisão fragmentada, nenhum dos filhos de Herodes o Grande recebeu o título de rei. Por isso Herodes Antipas ficou conhecido como “Herodes o tetrarca”. Tecnicamente um tetrarca era um governador que administrava a quarta parte de um reino. Mas também é verdade que por vezes esse título é aplicado para se referir a governantes menores.

Herodes Antipas primeiramente escolheu Seforis como sua capital. Essa cidade ficava entre Nazaré e Caná. Depois ele construiu a cidade de Tiberíades para ser sua própria capital. Essa cidade ficava junto ao Mar da Galileia e recebeu esse nome em homenagem ao imperador romano Tibério.

Herodes Antipas na Bíblia

Herodes Antipas é mencionado diversas vezes nos Evangelhos Sinóticos. É importante não confundi-lo com seu pai que é citado no episódio do massacre infantil em Belém (Mateus 2). Ele também não é nenhum dos Herodes mencionados em Atos dos Apóstolos (Atos 12; 25).

Durante todos os eventos que ocorreram nos ministérios de João Batista e de Jesus, Herodes Antipas era o governador da Galileia (Lucas 3:1). Nesse mesmo período o governo da Judeia estava sob a responsabilidade de Pôncio Pilatos, visto que Arquelau já havia sido deposto.

Receber Estudos da Bíblia

Herodes Antipas e João Batista

Herodes Antipas era casado com a filha do rei nabateu Aretas IV. Porém ele acabou se apaixonando por Herodias, esposa de Filipe (não o tetrarca), seu meio-irmão. Herodias era neta de Herodes o Grande, filha de Aristóbulo, executado por ordem do próprio pai. Ela insistiu para que ele se divorciasse de sua esposa. Assim, tão logo Antipas casou-se com ela.

O profeta João Batista denunciou sua conduta pecaminosa. Ele alertou a Herodes Antipas que não era lícito possuir Herodias como mulher (Mateus 14:4). Essa denuncia fez com que Antipas desejasse matar João Batista, mas ele tinha medo do apelo popular do profeta. Mas na tentativa de silenciá-lo, Antipas fez de João seu prisioneiro.

Durante a festa de seu aniversário, Herodes Antipas recebeu a dança da filha de Herodias. Ele se agradou muito daquele ato, e jurou conceder tudo o que a jovem lhe pedisse. Então, instruída por sua mãe, ela pediu a Herodes Antipas a cabeça de João Batista num prato. De certa forma Herodes ficou aflito, mas atendeu ao desejo da mulher e mandou degolar o profeta no cárcere (Mateus 14; Marcos 6).

Herodes Antipas e Jesus

A Bíblia diz Herodes Antipas ouviu a fama de Jesus Cristo. Ele até começou a sugerir que Jesus fosse João Batista redivivo (Marcos 6:14-16). Depois ele procurou matar Jesus, e alguns fariseus aconselharam o Senhor a fugir. Mas Jesus não se intimidou diante das ameaças de Herodes Antipas.

Jesus mandou um recado ao governante da Galileia dizendo que o tempo que tinha à sua disposição não dependia dele. Naquela ocasião o Senhor se referiu a Herodes Antipas como uma “raposa”. Essa expressão serve para indicar como aquele governante era desprezível e malicioso.

Herodes é mencionado mais uma vez com destaque por ocasião do julgamento de Jesus. Depois de ser preso, Jesus compareceu perante Pilatos. O governador romano da Judeia, por sua vez, se aproveitou da presença de Herodes em Jerusalém e o enviou a ele (Lucas 23:7).

Quando Herodes Antipas se encontrou com Jesus, ele ficou animado. Na verdade ele até esperava poder presenciar um milagre. Ele interrogou Jesus de todas as formas, mas o Senhor não disse uma única palavra. Herodes Antipas foi a única pessoa com quem Jesus se recusou a falar. Então o tetrarca da Galileia tratou Jesus com desprezo, escarneceu dele e o devolveu a Pilatos (Lucas 23:8-12).

Até aquela ocasião Herodes Antipas não tinha boas relações com Pilatos. Talvez fosse por causa da morte de alguns de seus súditos por ordem de Pilatos (cf. Lucas 13:1). Seja como for, o fato de Pilatos tê-lo enviado Jesus, fez com que a inimizade entre ambos acabasse.

A morte de Herodes Antipas

Poucos anos mais tarde Herodes Antipas experimentou sua derrocada final. Seu exército foi derrotado pelas forças árabes sob o comando de Aretas IV, seu ex-sogro. É possível que Aretas tenha ficado ressentido pelo insulto feito à sua filha quando Herodes Antipas casou-se com Herodias.

Segundo o historiador Flávio Josefo, muitos de seus súditos consideraram que sua derrota se deu em retribuição divina por seus pecados cometidos. Eles o acusavam especialmente por seu casamento irregular e pelo assassinato de João Batista.

Em 39 d.C. Herodes Antipas se envolveu em intrigas com seu sobrinho, Agripa I. Então ele foi denunciado como conspirador e banido de sua tetrarquia pelo imperador Calígula. Ele foi exilado para a Gália, onde morreu algum tempo depois.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close