Homossexualidade é Pecado?

A Bíblia diz claramente que a homossexualidade é pecado. Do Antigo ao Novo Testamento a Palavra de Deus condena a prática homossexual, assim como também faz com outros tipos de pecados.

O relacionamento homossexual é visto na Bíblia como algo não natural. As Escrituras afirmam que Deus criou homem e mulher para que juntos pudessem desfrutar de um relacionamento verdadeiro. Então o padrão bíblico para esse relacionamento é que ele deve ser heterossexual, monogâmico e monossomático. Qualquer conceito que fuja desse padrão é errado.

Textos bíblicos que falam sobre a homossexualidade

A vontade de Deus para a sexualidade logo foi rejeitada após a Queda Queda do Homem. Por isso numa época muito remota já havia a prática homossexual na sociedade humana. Então existem inúmeras passagens bíblicas que condenam direta ou indiretamente o pensamento homossexual. No episódio da destruição das cidades de Sodoma e Gomorra, por exemplo, o escritor de Gênesis deixa claro o comportamento reprovável dos homens daquela cidade que queriam ter relações homossexuais com os anjos do Senhor (Gênesis 19:4,5).

Dentro do contexto generalizado de imoralidade daquelas cidades, a prática homossexual também foi um dos pecados (não o único) que levaram a cidade de Sodoma à destruição. Mais tarde, através de Moisés, Deus exortou os israelitas acerca da proibição das relações homossexuais (Levítico 18:22,23; 20:13).

No Novo Testamento o apóstolo Paulo também falou explicitamente contra o pecado das relações homossexuais (1 Coríntios 6:9,10; 1 Timóteo 1:10). Em sua Carta aos Romanos, o apóstolo escreve: “Por isso Deus os abandonou às paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza. E, semelhantemente, também os homens, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, homens com homens, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro” (Romanos 1:26,27).

Infelizmente na atualidade muitas pessoas, incluindo teólogos liberais, tentam negar que essas passagens bíblicas condenam a homossexualidade. Essas pessoas tentam a qualquer custo distorcer a revelação de Deus através das Escrituras. Elas procuram relativizar os mandamentos de Deus e submeter sua santa Palavra à características culturais e temporais. Não há como discutir com essas pessoas porque simplesmente elas não acreditam na Bíblia como sendo a genuína, perfeita e absoluta Palavra de Deus.

A homossexualidade tem perdão?

O pecado da homossexualidade pode ser perdoado por Deus. Em nenhuma parte da Bíblia a homossexualidade é vista como um pecado imperdoável ou pior que os demais. Até pode ser discutida a questão da consequência relacionada à gravidade de um tipo de pecado comparado a outro, mas na Bíblia a prática homossexual é classificada como um pecado como qualquer outro.

Isso significa que relacionamentos que envolvam dois homens ou duas mulheres configuram pecado; da mesma forma como um relacionamento heterossexual extraconjugal também implica no pecado de adultério.

Isso fica claro, por exemplo, na forma como Paulo fala das práticas homossexuais ao escrever aos cristãos de Corinto. Ele cita as relações homossexuais passivas e ativas ao lado de pecados como a idolatria, glutonaria, avareza, difamação etc. O que todos esses pecados têm em comum é que os seus praticantes impenitentes não herdarão o reino de Deus (1 Coríntios 6:9,10).

Receber Estudos da Bíblia

Deus liberta e restaura o homossexual

Nessa mesma passagem do capítulo seis de 1 Coríntios o apóstolo indica a plena possibilidade de restauração para quem está preso nessas práticas pecaminosas. Paulo fala que alguns dos cristãos que faziam parte da comunidade cristã em Corinto tinham estado envolvidos com essas práticas. No entanto, aquelas pessoas foram lavadas, santificadas e justificadas por Deus em o nome do Senhor Jesus Cristo (1 Coríntios 6:11).

Essa passagem também revela de forma implícita que os cristãos devem estar preparados para acolherem pessoas que são tentadas nesse tipo de pecado. Os cristãos não devem concordar com as práticas homossexuais, mas devem mostrar, em amor, qual é o princípio bíblico sobre essa questão.

A homossexualidade realmente é um pecado, mas os cristãos devem anunciar que Deus restaura o pecador, independentemente de qual é o seu pecado. Jesus não veio para os justos, mas para os injustos. Ele veio buscar e salvar o que se havia perdido (Lucas 19:10). Deus se deleita em justificar o ímpio (Romanos 4:5).

Isso significa que a obra de Jesus na cruz foi suficiente para salvar todo tipo de pecador, incluindo homossexuais, e libertá-los, através da ação do Espírito Santo em santificação, de suas práticas pecaminosas. Aqui vale lembrar que Deus não julgará apenas os homossexuais; Ele julgará todos aqueles que não tiverem sido justificados pelos méritos de Cristo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close