O Que Significa Dizer Que Jesus é o Filho de Davi?

A expressão “Filho de Davi” é um título atribuído a Jesus Cristo muitas vezes no Novo Testamento. Ao dizer que Jesus é o Filho de Davi, faz-se referência a sua descendência de Davi segundo a carne (Romanos 1:3).

As duas genealogias de Jesus registradas no Novo Testamente deixam claro que ele era um representante da casa de Davi (Mateus 1:1-17; Lucas 3:23-38). Tanto por meio de José, seu pai legal (adotivo), quanto por Maria, a descendência de Jesus recuava até Davi. Por isto no anúncio de seu nascimento, o próprio anjo enviado por Deus falou da descendência humana de Jesus na casa de Davi. Gabriel declarou que Jesus receberia o trono de Davi, seu pai, e seu reino jamais teria fim (Lucas 2:32,33).

As promessas sobre o Filho de Davi

Sempre foi anunciado muito claramente nas Escrituras que o Messias esperado haveria de vir da descendência do rei Davi, da tribo de Judá (cf. 2 Samuel 7:12,13; Salmos 78:68-72; 89:3-37; Isaías 11;1,10; Amós 9:11; Miquéias 5:2; etc.). Começando por Abraão, ancestral de Davi, já havia uma promessa de que através de sua semente Deus enviaria a Esperança da humanidade (cf. Gênesis 22:18).

Depois, com a bênção de Jacó, neto de Abraão, ficou claro que o governo seria estabelecido através da tribo de Judá (Gênesis 49:10). Muito tempo depois, escolhido pelo próprio Deus, Davi chegou ao trono de Israel. Mas Davi não era o cumprimento final das promessas divinas de um Rei para o seu povo.

Em 2 Samuel 7:12-16 é possível perceber essa verdade muito claramente. Deus fez uma promessa a Davi acerca da dinastia eterna de sua casa. Apesar de essa promessa num primeiro momento se referir ao rei Salomão e ainda se estender a outros reis davídicos, ela foi completamente realizada e encontrou seu cumprimento absoluto somente em Cristo (cf. Marcos 1:11; Atos 13:33; Hebreus 1:5). A declaração: “Estabelecerei para sempre o trono de seu reino” (2 Samuel 7:13), obviamente se refere a Alguém que é o maior de entre todos os filhos de Davi.

Jesus, o grande Filho de Davi

Mas devido aos exílios e deportações do povo de Israel, esse poder real parecia ter se perdido. Especialmente com o cativeiro babilônico, a promessa de uma dinastia eterna na casa de Davi parecia ter fracassado. Porém, embora a árvore tivesse sido cortada, de seu tronco torado que permaneceu fincado no chão, haveria de emergir um broto que se tornaria uma árvore imponente (Isaías 1:1,10; cf. Romanos 15:12).

Tudo isso significava que a dinastia real de Davi que parecia ter entrado em declínio e beirado a extinção, ressurgiria de uma forma muito mais gloriosa. Essa restauração superior ocorreu em Cristo, o verdadeiro Filho de Davi. Davi morreu e foi sepultado, mas “do fruto de seus lombos, segundo a carne”, Cristo foi levantado. Diferentemente de Davi, Cristo permanece vivo e assentado sobre o trono para todo o sempre (Atos 2:30).

Durante seu ministério terreno, Jesus foi chamado muitas vezes de “Filho de Davi” (ex. Mateus 9:27; 15:22; 20:30; 21:15). Uma das declarações mais conhecidas nesse sentido foi a do cego Bartimeu, ao clamar: “Jesus, Filho de Davi, tem misericórdia de mim” (Marcos 10:47,48).

Outra passagem emblemática é aquela que narra a entrada triunfal de Jesus em Jerusalém. Naquela ocasião a multidão gritava: “Hosana ao Filho de Davi! Bendito o que vem em nome do Senhor! Hosana nas maiores alturas (Mateus 21:9).

Receber Estudos da Bíblia

O verdadeiro significado do título Filho de Davi

Os escribas, fariseus e sacerdotes, sabiam que o Messias prometido era, sem dúvida, o Filho de Davi. Eles não apenas sabiam, mas também ensinavam isto (Marcos 12:35; João 7:42). Por conta disso, quando ouviam o título “Filho de Davi” sendo aplicado a Jesus, eles ficavam indignados (Mateus 12:23,24; 21:15,16).

Porém ainda assim eles não entendiam completamente o significado do título “Filho de Davi”. Eles tinham uma interpretação sobre esse título com uma conexão estritamente terrena. No entanto, dizer que Jesus é o Filho de Davi significa muito mais do que uma simples declaração de sua linhagem humana.

Por este motivo certa vez Jesus lhes perguntou a opinião deles acerca de quem o Cristo é filho. Para tanto, Jesus fez uma citação do Salmo 110, onde Davi, no Espírito, o chamou de Senhor. Daí Jesus formulou a seguinte pergunta: “Se Davi, pois, o chama Senhor, como é ele seu filho?” (Mateus 22:43-45).

Com esta pergunta Jesus estava dizendo que o título “Filho de Davi” não indicava simplesmente uma mera descendência terrena. Esse título é também uma indicação de sua divindade. Embora o Messias fosse proveniente da linhagem de Davi, seu poder e majestade superam totalmente a Davi. A prova disto é que o próprio Davi se referiu a Ele como “meu Senhor” (Salmo 110:1).

A resposta para isto é que Cristo não é apenas Filho de Davi, mas sim Filho de Deus. Ele é muito mais do que o Filho de Davi no sentido estrito de seu descendente como alguns pensavam. Ele também é a Raiz de Davi, o Renovo da casa de Jessé (Apocalipse 5:5; 22:16). Portanto, Jesus é tanto Filho de Davi quanto Senhor de Davi. Ele é plenamente homem assim como é plenamente Deus. Entenda como a Bíblia diz que Jesus é Deus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close