Por Que Jesus Virá Como Ladrão?

Dizer que Jesus virá como ladrão de noite significa que ninguém sabe qual será o dia de sua volta. Consequentemente, sua segunda vinda pegará o mundo desapercebido. Quando as pessoas menos esperarem Cristo estará às portas para encontrar Seu povo e trazer julgamento ao mundo.

O ensino de que Jesus virá como ladrão é frequente na Bíblia. O próprio Senhor Jesus falou sobre isso em uma de suas parábolas. Ao contar a Parábola do Ladrão de Noite Jesus advertiu: “Mas considerai isto: se o pai de família soubesse a que vigília da noite havia de vir o ladrão, vigiaria e não deixaria que fosse arrombada a sua casa” (Mateus 24:43). Então na sequência ele exortou seus seguidores a estarem vigilantes, porque tal como o ladrão de noite, “o Filho do Homem há de vir à hora em que não penseis” (Mateus 24:44).

Na sequência do Novo Testamento há outras passagens que falam que Jesus virá como um ladrão. O apóstolo Paulo escreveu aos crentes de Tessalônica: “Porque vós mesmos sabeis muito bem que o Dia do Senhor virá como o ladrão de noite” (1 Tessalonicenses 5:2).

Nesse mesmo sentido, o apóstolo Pedro também escreveu em sua epístola: “Mas o Dia do Senhor virá como o ladrão de noite, no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se desfarão, e a terra e as obras que nela há se queimarão” (2 Pedro 3:10). Por fim, no livro do Apocalipse o apóstolo João registrou a exortação do Senhor Jesus: “Eis que venho como ladrão” (Apocalipse 16:15).

Jesus virá como ladrão e surpreenderá o mundo

Tudo isso indica que o ensino acerca do caráter inesperado da vinda de Cristo é realmente muito importante no texto bíblico. Esse ensino aponta para o fato de que nos momentos finais que precederão o retorno de Jesus, os homens estarão vivendo suas vidas como se Ele jamais fosse voltar. Eles estarão experimentando uma sensação de falsa paz e segurança quando serão surpreendidos com uma repentina destruição (1 Tessalonicenses 5:3).

Jesus comparou esse momento histórico com o tempo de Noé. A civilização daquela época estava vivendo normalmente. Os homens comiam, bebiam, casavam-se e davam-se em casamento e não perceberam a iminência do juízo de Deus até que o dilúvio caiu sobre eles (Mateus 24:38,39).

Mas conforme o apóstolo Pedro também observou, as pessoas não apenas ignoram voluntariamente a verdade irremediável do retorno de Jesus Cristo, mas zombam dessa verdade. Elas questionam: “Onde está a promessa da sua vinda? Porque desde que os pais dormiram todas as coisas permanecem como desde o princípio da criação” (2 Pedro 3:4).

Isso mostra a loucura do pecador. Em sua incredulidade o homem sem Deus zomba da misericórdia divina. Enquanto Deus, com longanimidade, dá a oportunidade para que o homem se arrependa, o pecador enxerga o caráter paciente de Deus no derramamento de Sua ira como um suposto sinal de que a promessa divina não é verdadeira (2 Pedro 3:9). É por isso que para o mundo Cristo virá como um ladrão de noite. Quando esse momento chegar, não haverá mais oportunidade para o arrependimento.

Receber Estudos da Bíblia

O verdadeiro povo de Deus não será surpreendido

Ao mesmo tempo em que a Bíblia diz que Jesus virá como ladrão, ela também adverte os crentes sobre a importância da vigilância. Embora o crente não possa estabelecer uma data para a vinda de Cristo, ele não será surpreendido quando esse dia chegar. Para os ímpios esse dia será inesperado, mas para os redimidos esse dia será o dia mais esperado da história.

Contudo, é verdade que mesmo dentro da Igreja visível haverá aqueles que serão surpreendidos pelo retorno de Cristo. Algumas das parábolas de Jesus também tratam dessa questão. Na Parábola das Dez Virgens, por exemplo, as cinco virgens loucas acabaram sendo surpreendidas pela vinda do noivo (Mateus 25:1-13).

O mesmo também ocorreu com o servo mau na Parábola dos Dois Servos. Ele agiu de forma inconsequente e foi surpreendido pelo retorno do seu senhor (Mateus 24:45-51). Então aqui encontramos uma advertência muito séria. As virgens loucas sabiam que o noivo chegaria a qualquer momento; tal como o servo mau sabia que o seu senhor haveria de voltar à sua propriedade. Porém, em ambos os casos o que se mostrou foi uma espera tola, descompromissada e inconsequente.

Isso significa que não é qualquer tipo de espera que se mostra eficaz diante da promessa do retorno do Senhor Jesus. Os verdadeiros seguidores de Cristo são aqueles que o esperam com vigilância e prudência. Como diz o apóstolo Paulo, estes não estão em trevas e não serão surpreendidos com o dia do retorno de Jesus Cristo (1 Tessalonicenses 5:4). Então embora para o mundo Jesus virá como ladrão, para a Igreja fiel Jesus virá como o noivo que é tão aguardado para o casamento.

Que tal fazer Bacharel em Teologia sem mensalidades? Clique aqui! Pergunta Estudo Bíblico
Botão Voltar ao topo
Fechar