Leia diariamente estudos bíblicos, devocionais, esboços de pregações, parábolas de Jesus, artigos teológicos, curiosidades bíblicas, escola dominical (EBD) e muito mais!

Milagres no Período Apostólico da Igreja Primitiva

Muitos milagres ocorreram no período apostólico, sendo que o Novo Testamento, mais precisamente o livro de Atos, registra tais milagres realizados pelos apóstolos de Cristo e demais irmãos. Neste estudo bíblico, listaremos os principais deles.

  • Um coxo é curado na porta do Templo (Atos 3:1-6): Pedro e João foram juntos ao Templo à hora da oração e encontraram um coxo que pedia esmola aos que entravam no Templo. Ao pedir esmola aos apóstolos, Pedro lhe falou a conhecida frase: “Não tenho prata nem ouro; mas o que tenho isso te dou. Em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, levanta-te e anda” (Atos 3:6).
  • A morte de Ananias e Safira (Atos 5:1-10): esse casal havia vendido uma propriedade e tentaram mentir para os apóstolos sobre o valor que receberam pela venda, ou seja, eles ficaram com uma parte do valor, mas disseram aos apóstolos que estavam entregando o valor completo para a obra do Senhor. Pelo comportamento maligno que tiveram, ambos morreram instantaneamente.
  • A restauração da visão de Saulo (Atos 9:17,18): devido ao evento de sua conversão, Saulo perdeu temporariamente sua visão, recuperando-a depois quando Ananias, enviando pelo Senhor, lhe impôs as mãos.
  • A cura de Enéias (Atos 9:33-35): Enéias era um paralítico que estava preso a uma cama havia oito anos. Quando o apostolo Pedro o encontrou, esse homem foi curado.
  • A ressurreição de Dorcas (Atos 9:36-41): Dorcas era uma jovem cristã de Jope que acabou adoecendo e morrendo. Quando souberam que Pedro estava na região, logo o levaram até o quarto em que o corpo da jovem estava. Pedro orou por ela e ela resuscitou.
  • A cegueira de Elimas (Atos 13:8-11): Elimas, o encantador, era um homem que estava tentando apartar da fé o procônsul Sérgio Paulo. Então o apóstolo Paulo, repleto do Espírito Santo, lhe disse que como castigo por “perturbar os retos caminhos do Senhor“, ele ficaria cego por um tempo.
  • A cura de um coxo (Atos 14:8-10): um homem que era paralítico de nascença foi curado durante o período em que o apóstolo Paulo estava evangelizando em Listra e Derbe, cidades da Licaônica.
  • A expulsão de demônio de uma jovem (Atos 16:16-18): Paulo expulsou um espírito de adivinhação de uma jovem. Como as adivinhações gerava lucro aos senhores da jovem, estes prenderam Paulo e Silas.
  • A ressurreição de Eutico (Atos 20:9,10): Eutico foi um jovem que acabou dormindo enquanto Paulo fazia um extenso discurso no cenáculo onde estavam. Eutico estava assentado numa janela, e caiu do terceiro andar. Como resultado, ele acabou caindo da janela e morreu. O apóstolo Paulo foi até ele, o abraçou e disse: “Não vos perturbeis, que a sua alma nele está“. Eutico foi ressuscitado.
  • A picada de uma víbora não causa dano em Paulo (Atos 28:3-5): após um naufrágio, Paulo e outros prisioneiros conseguiram se abrigar na ilha de Malta. Ao juntar madeira para fazer uma fogueira, o apóstolo foi picado na mão por uma víbora. Paulo então sacudiu a víbora no fogo e não sofreu dano algum.
  • O pai de Públio e outros habitantes de Malta são curados (Atos 28:7-9): Paulo foi hospedado durante três dias por um homem chamado Públio, o principal da ilha. O pai desse homem estava enfermo em uma cama, e, tendo Paulo orado, pôs as mãos sobre ele e ele foi curado.

Neste texto, priorizamos os milagres mais específicos e detalhados. Entretanto, para finalizar podemos destacar prodígios sobrenaturais como o próprio evento no dia de Pentecostes (At 2:1-11) e outras experiências semelhantes que podem ser entendidas como extensões do que houve em Atos 2 (cf. At 8:14-17; 10:44-46; 19:1-7), onde judeus, samaritanos e gentios falavam em outras línguas as quais nunca aprenderam.

Também podemos citar o terremoto que houve enquanto Paulo e Silas estavam presos (At 16:25-26), e a própria libertação miraculosa dos apóstolos à noite (At 5:19) e, depois, do próprio apóstolo Pedro por um Anjo do Senhor que lhe apareceu.

Certamente muitos outros milagres ocorreram em decorrência da pregação do Evangelho no período apostólico da Igreja Primitiva, tanto por intermédio dos apóstolos do Senhor, como por intermédio do ministério de homens como o diácono Estevão, Barnabé e Filipe, o evangelista (Atos 2:43; 5:12; 6:8; 8:6,7,13).

O livro de Atos relata que Deus permitia milagres tão impressionantes para apontar para a autoridade do Evangelho que estava sendo pregado. Eram tantos milagres que e as pessoas levavam os enfermos em leitos e macas para que, quando Pedro passasse, ao menos sua sombra se projetasse sobre eles (At 5:15), demonstrando um efeito curativo semelhante ao que ocorreu no episódio da cura de uma mulher hemorrágica no ministério de Jesus (Mc 5:27,28), e também com os lenços e aventais que o apóstolo Paulo usava (At 19:11,12). Obviamente, nem todos os milagres e prodígios que ocorreram durante esse período foram registrados.

Aplicativo de Estudo Bíblico

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.