A Mordomia do Cuidado com a Terra

A mordomia do cuidado com a Terra é uma responsabilidade que Deus delegou ao homem. Cuidar dos recursos naturais do planeta Terra deve ser uma preocupação de todas as pessoas, principalmente dos cristãos.

Dia após dia o meio ambiente está sendo depredado cada vez mais por causa dos propósitos egoístas dos homens. Infelizmente, muitos cristãos também são culpados desse erro, seja por participação direta ou por omissão. Inclusive, há muitos crentes que nem mesmo entendem o porquê de sermos comprometidos com a mordomia do cuidado com a Terra. Na verdade eles desconhecem o que a Bíblia diz sobre isso.

Então vejamos neste estudo alguns princípios bíblicos que revelam por que também servimos a Deus quando cuidamos adequadamente do nosso planeta.

Deus é o verdadeiro dono da Terra

Em primeiro lugar, o homem não é o dono da Terra. Nosso planeta não é fruto do acaso; não é obra de uma combinação aleatória de fatores resultantes de uma explosão autônoma. Nosso planeta possui um Criador, e esse Criador é quem é o dono de tudo que há nele.

A Escritura é muita clara ao testificar essa verdade. O salmista Davi, por exemplo, declarou: “Ao Senhor pertence a terra e tudo o que nela se contém; o mundo e o que nele habitam” (Salmo 24:1). O mesmo Davi em outra ocasião fez questão de ressaltar o domínio de Deus sobre tudo e todos: “Teu, Senhor, é o poder, a grandeza, a honra, a vitória e a majestade; porque teu é tudo quanto há nos céus e na terra; teu Senhor, é o reino, e tu te exaltaste por chefe sobre todos” (1 Crônicas 29:11).

Etã, o ezraíta, também escreveu: “Teus são os céus, tua, a terra; o mundo e a sua plenitude, tu os fundaste” (Salmo 89:11). Para os israelitas esse entendimento era tão importante que foi transmitido como parte das recomendações legais ao povo (Deuteronômio 10:14). No Novo Testamento, o apóstolo Paulo reafirmou esse princípio com base na Escritura veterotestamentária (1 Coríntios 10:26).

  • Veja também: Quer melhorar o aproveitamento de suas aulas da EBD? Conheça um curso completo de formação para professores e líderes da Escola Bíblica Dominical.Conheça aqui! (Vagas Limitadas)

O homem é um mordomo de Deus no cuidado com a Terra

Se a Terra pertence a Deus, qual é o papel do homem em relação a ela? A Bíblia responde essa pergunta sem deixar qualquer dúvida. No livro de Gênesis lemos: “Também disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; tenha ele domínio sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus, sobre os animais domésticos, sobre toda a terra e sobre todos os répteis que rastejam pela terá” (Gênesis 1:26).

Portanto, em segundo lugar, é dever do homem em ser um bom mordomo de Deus no cuidado com a Terra. Deus não criou a Terra para que ela ficasse vazia; mas Ele a formou para que fosse habitada e cuidada por seus habitantes (cf. Isaías 45:18).

Receber Estudos da Bíblia

O perigo de falhar na mordomia do cuidado com a Terra

Em terceiro lugar, falhar na mordomia do cuidado com a Terra é um erro terrível. Primeiro, porque as obras criadas são testemunhas da grandeza de Deus. A Bíblia diz que “os céus declaram glória de Deus e o firmamento anuncia a obra as suas mãos” (Salmo 19:1). Isso quer dizer que Deus se revela de forma geral através da criação.

O apóstolo Paulo escreve que os atributos invisíveis de Deus, seu eterno poder e sua natureza divina, têm sido vistos e compreendidos claramente por meio das coisas criadas; de modo que todos os seres humanos são indesculpáveis ao não render a Deus a glória que lhe é devida (Romanos 1:20). Assim, em certo aspecto, negligenciar a mordomia do cuidado com a Terra significa atentar contra a própria revelação de Deus e a manifestação da sua glória.

Segundo, não podemos falhar na mordomia com o cuidado com Terra porque Deus tem um propósito maravilhoso para a criação. Alguns cristãos pensam que não possuem qualquer obrigação com a mordomia do cuidado com a Terra porque irão morar no Céu.

Esse tipo de pensamento revela um profundo desconhecimento da doutrina bíblica sobre o assunto. O lar eterno dos redimidos não será um paraíso etéreo numa dimensão espiritual, mas será na Terra restaurada a qual a Bíblia chama de novo céu e nova terra (2 Pedro 3:13).

Aqui é importante entender que quando a Bíblia diz “novo céu e nova terra”, isso não quer dizer uma nova criação em origem, mas uma nova criação em qualidade. Em outras palavras, Deus não irá criar tudo novamente do nada, mas irá restaurar a criação existente conforme o seu propósito soberano para o louvor da sua glória. Quando esse dia chegar, Deus irá restaurar a criação que foi sujeitada à maldição divina por causa da desobediência do homem, e removerá dela todo e qualquer efeito do pecado (Romanos 8:20,21; Apocalipse 21:1; cf. Isaías 35).

Que tal fazer Bacharel em Teologia sem mensalidades? Clique aqui! Pergunta Estudo Bíblico

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar