Como Foi a Morte de Raquel na Bíblia?

A morte de Raquel, esposa de Jacó, ocorreu devido a complicações no parto de seu segundo filho. A Bíblia não entra em detalhes específicos sobre o que teria dado errado no parto, mas registra que Raquel não conseguiu sobreviver após ter dado à luz a Benjamim.

Mas antes de informar sobre a morte de Raquel, a Bíblia traz detalhes sobre sua vida familiar ao lado de Jacó. Ela era a filha mais nova de Labão e sua história foi marcada pela rivalidade com sua irmã, Lia.

A Bíblia diz que quando Jacó precisou ir até Padã-Harã para fugir da ira de seu irmão Esaú e encontrar uma esposa entre seus parentes, ele se encontrou com Raquel à beira de um poço enquanto ela apascentava as ovelhas de seu pai.

Jacó se apaixonou por Raquel desde a primeira vez que ele a viu. Então completamente apaixonado por Raquel, Jacó fez um acordo com seu futuro sogro para ter o direito de se casar com Raquel. Nesse acordo, ficou acertado que Jacó trabalharia para Labão durante sete anos, e no final desse período aconteceria o seu tão esperado casamento com Raquel. O problema é que Labão enganou Jacó no dia do casamento, e ao invés de lhe entregar sua filha mais nova, Raquel, ele lhe entregou como esposa sua filha mais velha, Lia.

Então foi preciso Jacó firmar um novo acordo com Labão de mais sete anos de trabalho para finalmente poder se casar em Raquel. O acordo foi estabelecido, e depois de uma semana Jacó se casou com Raquel.

A rivalidade antes da morte de Raquel

A história de Raquel na família de Jacó não foi fácil. A rivalidade entre Raquel e Lia marcou sua vida familiar até sua morte. Embora Raquel fosse a esposa que Jacó mais amava, ela ficou durante muitos anos sem conseguir engravidar; enquanto que sua irmã Lia conseguia dar filhos a seu marido.

Inclusive, Raquel chegou a recorrer a um antigo costume da época que permitia que ela fosse mãe legal dos filhos de seu marido com uma serva pessoal. Mas depois de muito tempo a Bíblia diz que Deus ouviu o clamor de Raquel e permitiu que ela tivesse filhos. E foi assim que Raquel deu à luz a José, o mesmo que mais tarde se tornou governador do Egito.

Receber Estudos da Bíblia

A morte de Raquel no parto de Benjamim

Depois de alguns anos, quando Jacó já tinha saído das terras de Labão, Raquel mais uma vez engravidou. A Bíblia não fornece qualquer detalhe sobre o período de gravidez de Raquel, mas informa que o seu parto ocorreu perto de Efrata — um nome alternativo na Bíblia para Belém.

Então foi no momento do parto que Raquel teve complicações. Nos tempos antigos os partos sempre representavam um risco grande para as mulheres, devido à falta de recursos daquela época. Uma complicação qualquer podia implicar em algo extremamente grave que muitas vezes levava a mulher à morte.

Aparentemente Raquel conseguiu sobreviver, ou pelo menos se manter lúcida, tempo suficiente para chamar o menino pelo nome Benoni. O nome Benoni expressava toda a aflição de Raquel naquele momento, e seu significado possui o sentido de “filho do meu sofrimento” (Gênesis 35:18). Entretanto, o texto bíblico diz que Jacó mudou o nome do menino para Benjamim, cujo significado é “filho da mão direita”. Benjamim foi o filho caçula de Jacó.

Após a morte de Raquel, a Bíblia diz que o seu corpo foi sepultado por Jacó no caminho de Efrata. Jacó também ergueu um tipo de memorial sobre a sepultura de Raquel que permaneceu edificado por muito tempo. Nos dias em que Moisés escreveu o livro de Gênesis, o memorial feito por Jacó ainda existia (Gênesis 35:20).

Na época do profeta Samuel a localização da sepultura de Raquel ainda era conhecida (1 Samuel 10:2). Mas com o tempo, sua localização foi perdida, apesar de existir uma tradição que afirma que a sepultura ficava num lugar distante uns dois quilômetros ao norte de Belém.

Que tal fazer Bacharel em Teologia sem mensalidades? Clique aqui! Pergunta Estudo Bíblico
Fechar