Por Que o Amor de Cristo Nos Constrange?

Dizer que “o amor de Cristo nos constrange” significa que o crente é dominado pelo amor de Cristo a ponto de agora viver para Ele. Esse amor de Cristo foi evidenciado através de sua morte sacrifical para redimir o seu povo.

O versículo que traz essa declaração está na Segunda Carta de Paulo aos Coríntios. O texto bíblico diz: “Pois o amor de Cristo nos constrange, porque estamos convencidos de que um morreu por todos; assim, todos morreram” (2 Coríntios 5:14).

Esse breve versículo basicamente é um resumo do Evangelho. A profundidade do seu significado diz muito sobre quem nós éramos e quem somos agora por causa do amor de Cristo. O apóstolo Paulo escreveu essas palavras ao falar de suas motivações para pregar o Evangelho genuíno.

O amor de Cristo nos constrange

A expressão “o amor de Cristo” traduz uma frase grega que gramaticalmente pode significar tanto o amor que nós temos por Cristo como também o amor que Cristo tem por nós. Mas o contexto em que essa expressão aparece deixa claro que a segunda possibilidade é preferível. O apóstolo Paulo fala sobre o que Cristo fez por ele e, portanto, ele se refere ao amor de Cristo por nós.

No entanto, o amor de Cristo por nós também desperta o nosso amor por Ele. O apóstolo João escreve que “nós o amamos porque Ele nos amou primeiro” (1 João 4:19). Ele nos amou quando nós não O amávamos. Mais do que isso, Ele nos amou quando nós não merecíamos ser amados por ninguém. Mesmo assim esse amor, que tem sua origem em Deus, foi evidenciado na morte de Cristo que trouxe redenção a pecadores desprezíveis como nós (Romanos 5:6-10).

E qual o significado desse amor? Nas três vezes em que o apóstolo Paulo aplica a expressão “amor de Cristo” em suas epístolas ele explica que esse amor está além dos limites do conhecimento do homem (Efésios 3:18,19); que nada pode ser capaz de separar o redimido desse amor remidor (Romanos 8:35); e que esse amor controla aqueles que o recebem (2 Coríntios 5:14).

É sobre esse último ponto que Paulo se refere quando diz que o amor de Cristo nos constrange. O verbo “constranger” nesse contexto não significa algo inconveniente ou embaraçoso. Esse verbo traduz o grego synechei que possui um significado muito amplo a partir da ideia de “manter” ou “comprimir”, e na expressão “o amor de Cristo nos constrange” indica “domínio”, “controle” e “impulsão”.

Isso quer dizer que ao escrever que “o amor de Cristo nos constrange”, Paulo ensina que os crentes são inteiramente dominados pelo amor de Cristo, e esse controle os impele a avançar dia após dia vivendo para Ele. Esse amor de Cristo nos constrange de modo que somos governados por Ele, e não mais por nossas ambições. O amor governante de Cristo molda a vida do crente por completo (2 Coríntios 5:15).

Receber Estudos da Bíblia

O amor de Cristo trouxe redenção

O mesmo apóstolo Paulo explica por que o amor de Cristo nos constrange. Ele escreve: “porque estamos convencidos de que um morreu por todos; assim, todos morreram”. Em outras palavras, Paulo diz que os crentes não podem resistir ao amor de Cristo por eles, porque esse amor é um amor sacrifical, substitutivo e expiatório.

O próprio Paulo havia sido um inimigo do Evangelho, um perseguidor de Cristo e de Seu povo. Mesmo assim, Cristo, a quem ele perseguia, morreu por ele na cruz. A preposição “por” traduz o grego hyper que significa “em benefício de”. Então em referência à morte de Cristo essa palavra significa basicamente “substituição”. Dizer que Cristo morreu por nós é o mesmo que dizer que Cristo morreu em nosso lugar. Ele tomou o nosso lugar ante a justiça de Deus e nos substituiu como alvo da ira divina.

Isso explica por que ao olhar para esse quadro da obra da redenção Paulo sinceramente declarou: “O amor de Cristo nos constrange”. Mas o apóstolo não para por aqui. Na sequência ele ainda diz que Cristo morreu por todos aqueles que morreram nele. O amor de Cristo revelado em sua morte é suficiente para o mundo inteiro, mas se estende apenas àqueles que creem nele (cf. João 3:16).

São somente os que creem em Cristo que se apropriam de Sua morte para a vida. Unidos com Cristo em sua morte e ressurreição, os crentes recebem a vida ao serem reconciliados com Deus. Para estes, a maldição da morte foi removida. Que grandioso amor! Por isso só nos resta dizer que o amor de Cristo nos constrange, e nossa grata resposta não pode ser outra senão uma vida dedicada a Ele.

Que tal fazer Bacharel em Teologia sem mensalidades? Clique aqui! Pergunta Estudo Bíblico
Fechar