O Cair é do Homem, o Levantar é de Deus?

“O cair é do homem, o levantar é de Deus” é uma frase que se popularizou entre os cristãos. Mas essa frase não está presente na Bíblia. Isso significa que não há nenhum versículo que contém exatamente essa declaração.

Mas há alguns versículos bíblicos que trazem princípios que se assemelha ao conceito de que o cair é do homem e o levantar é de Deus. Nesse sentido, talvez o texto bíblico que mais se aproxima dessa frase é um verso do Salmo 145.

Esse salmo registra o louvor de Davi acerca da bondade, grandeza e providência de Deus. Então no verso 14 o salmista declara: “O SENHOR sustenta a todos os que caem; e levanta a todos os abatidos” (Salmo 145:14).

Considerando todo o contexto do Salmo 145, esse verso significa que por sua grandiosa graça misericordiosa, Deus é compassivo para com os fracos e está pronto a restaurar os que erram.

É errado dizer que o cair é do homem, o levantar é de Deus?

Infelizmente na maioria das vezes as pessoas dizem que o cair é do homem e o levantar é de Deus com propósitos errados. Frequentemente essa frase é usada como um tipo de justificativa para uma conduta pecaminosa que se baseia numa falsa compreensão da misericórdia do Senhor.

Em outras palavras, pessoas que vivem na prática do pecado lançam mão dessa frase para tentar justificar seus erros. É como se dissessem: “Pequei sim! Mas isso é normal, não é? Afinal, o cair é do homem e o levantar é de Deus”.

No entanto, essas pessoas se esquecem que aquele que vive na prática do pecado jamais conheceu a Deus verdadeiramente. O apóstolo João escreve que aquele que diz conhecer ao Senhor, mas não guarda os seus mandamentos, é mentiroso e nele não está a verdade (1 João 2:4).

O mesmo apóstolo ainda completa dizendo que “todo aquele que é nascido de Deus não se dedica à pratica do pecado, porquanto a semente de Deus permanece nele; e ele não pode continuar pecando, pois é nascido de Deus” (1 João 3:9).

Portanto, o uso dessa frase como justificativa para o pecado deliberado é completamente errado. Mas também é verdade que até mesmo o cristão verdadeiro ainda está sujeito à presença do pecado. Sobre isso, João também escreve: “Se afirmarmos que não temos cometido pecado, nós o fazemos mentiroso, e a sua Palavra não está em nós” (1 João 1:10).

Isso quer dizer que apesar do pecado não ser uma prática que define a vida do cristão, o crente ainda acaba cometendo pecado por causa de sua natureza caída. Isso, porém, ocorre como um acidente de percurso em sua caminha na fé. Então ele nunca irá dizer que o cair é do homem e o levantar é de Deus como um tipo de licença para continuar pecado; porque ele jamais sentirá prazer na prática do pecado.

Receber Estudos da Bíblia

Em que sentido o cair é do homem, o levantar é de Deus?

A Bíblia retrata o homem natural como um ser caído e morto espiritualmente (Efésios 2:1-3). Gênesis 3 registra exatamente a grande Queda do Homem que precipitou toda a humanidade num estado de rebelião contra Deus.

Sozinho, o homem não possui poder para se levantar de sua condição miserável de morte espiritual. É Deus, através de sua graça revelada mediante a obra redentora de Cristo, quem levanta o homem de sua queda e o restaura à comunhão concedendo-lhe graciosamente a vida eterna. Por isso a salvação é pela graça!

O cristão genuíno entende essa verdade; ele reconhece que somente pelo do poder do Espírito Santo ele pode ter uma vida de vitória sobre o pecado; ele sabe que é o sangue de Jesus Cristo que o purifica de todo pecado; ele compreende que pode encontrar perdão ao confessar os seus pecados ao Senhor (1 João 1:7,9).

Então se a frase “o cair é do homem e o levantar é Deus” for usada para falar da total dependência do homem para com Deus, no sentido de enfatizar a fragilidade e a imperfeição humana frente ao sustento e o perdão do Senhor, não há problema em usá-la.

O salmista entendeu esse conceito quando escreveu no Salmo 37: “Os passos de um homem são confirmados pelo Senhor; e se deleita no seu caminho. Ainda que caia, não ficará prostrado, porque o Senhor o sustém com a sua mão” (Salmo 37:23,24).

Mas perceba que o salmista fala do homem justo, e não do ímpio que vive na prática do pecado. Aquele que tem o costume de dizer que o cair é do homem o levantar é de Deus para continuar pecando deliberadamente, deveria conhecer outra frase; aquela que diz que Deus coloca os ímpios em lugares escorregadios e os fazes cair em destruição (Salmo 73:18).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close