O Calendário Judaico nos Tempos Bíblicos

Principalmente no Pentateuco, temos claras referências ao calendário judaico. No livro do Êxodo, por exemplo, vemos que a Páscoa e a Festa dos Pães Asmos foram instituídas no primeiro mês, também chamado de “Abibe” (Êxodo 12:1-20; 3:4; 23:15). Outra referência a esse mesmo período está no livro de Deuteronômio:

Guarda o mês de Abibe, e celebra a páscoa ao SENHOR teu Deus; porque no mês de Abibe o SENHOR teu Deus te tirou do Egito, de noite.
(Deuteronômio 16:1)

Passagens bíblicas como estas acabam gerando algumas dúvidas e curiosidades em muitos cristãos sobre como funcionava o calendário judaico. Para esclarecer um pouco dessas dúvidas, vejamos nesse texto os pontos principais para entendermos o calendário judaico.

Receber Estudos da Bíblia

A divisão do Calendário Judaico

Primeiramente é importante saber que os judeus usavam dois tipos de calendários:

  1. Calendário Civil: era o calendário oficial de reis, nascimentos e contratos;
  2. Calendário Sagrado: calendário utilizado para computar as festas.

Os meses do Calendário Judaico alternavam-se entre 29 e 30 dias. Isso resultava em um ano mais curto que o nosso, no caso com 354 dias. A cada três anos aproximadamente, um mês extra de 29 dias, o mês chamado Veadar, era acrescentado entre Adar e Nisã.

Vejamos a distribuição dos meses no quadro abaixo:

Nomes de MesesNúmero de DiasEquivalênciaMês do Ano CivilMês do Ano Sagrado
Etanim30Setembro\Outubro
Bul29 ou 30Outubro\Novembro
Quisleu29 ou 30Novembro\Dezembro
Tabete29Dezembro\Janeiro10º
Sebate30Janeiro\Fevereiro11º
Adar29 ou 30Fevereiro\Março12º
Abibe*30Março\Abril
Zive29Abril\Maio
Sivã30Maio\Junho
Tamuz29Junho\Julho10º
Abe30Julho\Agosto11º
Elul29Agosto\Setembro12º

*O nome babilônico do primeiro mês do ano era Nisã, e os nomes babilônicos dos meses aparecem nos livros do Antigo Testamento nos períodos exílico e pós-exílico (ex.: Ester 3:7). O mesmo ocorre principalmente com os meses Zive (pós-exílio Iyar), Etanim (pós-exílio Tishrei) e Bul (pós-exílio Heshvan), onde são citados seus correspondentes correspondentes babilônicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close