O Que é a Glorificação na Bíblia?

A glorificação é o último estágio da aplicação da obra da redenção no processo de salvação. A glorificação na Bíblia se refere à verdade de que na ocasião do retorno de Cristo os salvos receberão corpos ressurretos semelhantes ao dele.

A doutrina da glorificação indica que Cristo não redimiu apenas a nossa alma, mas também o nosso corpo. Sua obra redentora nos atingiu por completo. Porém, a aplicação dessa obra só alcançará sua plenitude quando nossos corpos forem totalmente libertos dos efeitos do pecado. É exatamente isso que a Bíblia chama de glorificação.

O apóstolo Paulo foi quem mais falou sobre a glorificação dos salvos. Ele escreve que já no tempo presente esperamos pela redenção do nosso corpo. Isso constitui uma grande esperança (Romanos 8:23,24). Falando sobre o processo de salvação, o apóstolo acrescenta: “E aos que predestinou, também chamou; aos que chamou, também justificou; aos que justificou, também glorificou” (Romanos 8:30). Perceba que ele posiciona a glorificação como sendo a conclusão desse processo. Entenda também o que é a justificação.

Quando e como ocorrerá a glorificação?

Como já foi dito, a glorificação ocorrerá no dia da segunda vinda de Cristo. Nesse dia os corpos de todos os santos de todas as épocas serão ressuscitados dentre os mortos. Já aqueles que estiverem vivos, terão seus corpos transformados, de corruptível, para incorruptível. Todos os santos receberão no mesmo momento um corpo semelhante ao de Cristo.

Paulo escreve que essa transformação ocorrerá “num abrir e fechar de olhos, ao som da última trombeta” (1 Coríntios 15:12-58; cf. 2 Coríntios 5:1-5; Filipenses 3:20-21). Escrevendo aos cristãos de Tessalônica, o mesmo apóstolo ensina que a alma dos crentes que já morreram está com Cristo, enquanto seus corpos estão na sepultura. Mas Deus não deixará seus corpos mortos definitivamente. Quando Cristo voltar, Ele trará consigo aqueles que nele descansam (1 Tessalonicenses 4:14). Por isso seus corpos serão ressuscitados para serem unidos às suas respectivas almas (1 Tessalonicenses 4:16). Saiba quem foi o apóstolo Paulo.

Por que seremos glorificados?

Porque como já foi falado, a glorificação é a etapa final de nossa salvação. Sem ela a obra da redenção não estará completa. Além disso, a certeza da nossa glorificação futura repousa sobre a glorificação do próprio Cristo. Jesus foi o primeiro a ser glorificado. Isso significa que ele foi o primeiro a receber um corpo glorioso não mais sujeito à morte (Atos 26:23).

A obra da glorificação também é necessária porque ela removerá de nós todo pecado e seus efeitos. Após sermos glorificados, estaremos eternamente num estado de perfeita comunhão com Deus (1 Coríntios 13:12).

A forma com que Paulo fala sobre a glorificação em Romanos 8:30, demonstra que não há a mínima possibilidade de ela falhar. Ele utilizou o tempo verbal passado ao dizer que aqueles a quem Deus predestinou, chamou e justificou, também a estes Ele “glorificou”. Isso significa que apesar de a glorificação ser um evento futuro, ela já foi decreta por Deus de acordo com seu propósito soberano ainda na eternidade. Portanto, a glorificação dos salvos é absolutamente certa.

Receber Estudos da Bíblia

Todos serão glorificados? Como será o corpo glorificado?

Embora que todos os homens que já morreram serão ressuscitados, nem todos serão glorificados. Apenas os redimidos pela obra de Cristo é que serão glorificados. Os ímpios serão ressuscitados, mas se levantarão para a condenação eterna (João 5:29). Por causa de seus pecados, eles sofrerão a “segunda morte” (Apocalipse 2:11; 21:8).

Existe também muita curiosidade sobre como será o corpo glorificado dos crentes. Quanto a isso a Bíblia não fornece tantos detalhes. O que sabemos é que haverá uma certa continuidade entre o corpo mortal e o corpo imortal, visto que Jesus ressuscitou com o mesmo corpo com que morreu. Além disso, os discípulos de nosso Senhor puderam reconhecê-lo, apesar da diferença entre seu corpo mortal e seu novo corpo imortal. Isso significa que os cristãos também poderão reconhecer uns aos outros quando estiverem em seus corpos glorificados (cf. 1 Tessalonicenses 4:13-18).

No entanto, sob outro aspecto, haverá também uma total descontinuidade entre o corpo mortal e o corpo imortal. Enquanto o corpo mortal é natural e sujeito às diversas limitações e à morte, o corpo glorificado será espiritual e não estará mais sujeito à qualquer limitação terrena. O corpo ressurreto é criado e sustentado pelo Espírito Santo. Diferentemente do corpo natural que é corruptível, o corpo da glorificação será eterno e incorruptível.

Tag

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close