O Que é Hermenêutica Bíblica? O Que Significa Exegese?

Hermenêutica é basicamente a ciência da interpretação, enquanto a exegese geralmente é mais relacionada à pratica dessa ciência. A hermenêutica reúne os princípios, as regras e os métodos de interpretação para que uma pessoa possa compreender corretamente o sentido e o significado de uma informação. Quando falamos de hermenêutica bíblica, estamos nos referindo ao processo de interpretação do texto da Escritura. Por isso, frequentemente a hermenêutica aparece acompanhada do conceito de exegese.

A palavra hermenêutica vem do termo grego hermeneutike que, por sua vez, deriva do verbo grego hermeneuo e transmite o significado de “expressar”, “explicar”, “interpretar” e “traduzir” — hermeneuein. É amplamente aceito que esses termos tenham a ver com o mensageiro divino da mitologia grega, Hermes.

Com o tempo, a hermenêutica passou a se referir não apenas à arte de interpretar (hermeneuein), mas também à teoria dessa arte de interpretação. Isso talvez possa explicar por que muitas vezes a hermenêutica é relacionada mais ao campo teórico e a exegese ao campo prático — embora nem todos fazem essa distinção.

Toda e qualquer informação necessita de alguma interpretação para ser compreendida de forma adequada. Então a hermenêutica, pelo menos em algum nível, é algo frequentemente na vida das pessoas. Por isso alguns estudiosos geralmente fazem uma distinção entre o que chamam de “hermenêutica geral” e “hermenêutica especial”.

A hermenêutica geral possui um caráter mais genérico e se refere à interpretação de todos os tipos de textos. Já a hermenêutica especial é mais específica e trata da interpretação de determinados escritos como leis, obras religiosas, literatura, poesia, etc.

Qual a diferença entre hermenêutica, exegese e eisegese?

A palavra de exegese transmite a ideia de “expor um ensino”, de “descrever” ou de “relatar detalhadamente”. No grego, a palavra exegese possui o sentido de “conduzir para fora” ou “ir adiante”.

Então a exegese bíblica é o processo de expor a mensagem do texto bíblico; de “conduzir para fora” a informação expressa na revelação divina dentro da Escritura. Essa exposição é feita de forma clara e detalhada.

Já o processo oposto à exegese é aquele que geralmente é chamado de “eisegese”. Enquanto a exegese “tira para fora” o que já está no texto, a eisegese “coloca para dentro” o que não está no texto. De forma prática, na exegese bíblica correta o intérprete deixa o texto da Escritura falar, mas na eisegese o intérprete faz com que suas próprias ideias e pressupostos falem em lugar do texto, atribuindo então elementos estranhos ao seu conteúdo, significado e sentido originais.

Alguns estudiosos fazem distinção entre hermenêutica e exegese, enquanto outros usam esses termos de forma intercambiável. Alguns autores fazem uma distinção tão radical entre hermenêutica e exegese que acabam defendendo que a hermenêutica é a interpretação do significado contemporâneo de um texto, enquanto que a exegese é a interpretação do sentido original do texto no contexto histórico do seu autor. Esse tipo de distinção, no entanto, não é a abordagem clássica desse assunto.

Mas outros autores, embora entendam que em seu sentido mais básico hermenêutica e exegese são essencialmente a mesma coisa, ainda fazem uma distinção mais sútil onde a hermenêutica é a ciência da interpretação da Escritura e a exegese é basicamente sua prática. Nesse sentido, o teólogo Louis Berkhof diz que a hermenêutica e a exegese se relacionam como a teoria se relaciona com a prática, de modo que uma é a ciência, enquanto a outra, a arte (Princípios de Interpretação Bíblica, 1932).

A hermenêutica como estudo teológico

Dentro do estudo teológico, a hermenêutica faz parte dos estudos bibliológicos. Na verdade, a hermenêutica segue imediatamente o texto bíblico, pois o próprio texto bíblico é o objeto de interpretação da hermenêutica; ou seja, o texto bíblico é o material ou a fonte das informações interpretadas pela hermenêutica.

Nesse ponto, fica fácil perceber que a hermenêutica possui um papel fundamental no estudo teológico. Isso porque a hermenêutica é a responsável por servir os dados para a teologia bíblica a partir do texto da Escritura. Então a teologia bíblica, por sua vez, fornece os dados para a teologia sistemática e, consequentemente, para a teologia prática.

Portanto, a hermenêutica bíblica está na base de todas as disciplinas teológicas. Nesse sentido, a hermenêutica bíblica correta aborda o texto da Escritura sob uma interpretação gramatical, histórica e teológica.

Receber Estudos da Bíblia

Qual a importância da hermenêutica e exegese?

A hermenêutica e a exegese removem as diferenças e os distanciamentos entre o autor e seus leitores. Os textos bíblicos foram escritos em épocas diferentes, com costumes diferentes, em idiomas diferentes que não são mais falados, e por pessoas que tiveram diferentes habilidades.

Mas quando falamos da hermenêutica bíblica, temos de ter em mente que, em certo sentido, ela é igual a qualquer outro tipo de hermenêutica de documentos antigos, mas em outro sentido ela é diferente de todas as outras hermenêuticas.

Isso porque a Bíblia não é apenas um escrito antigo, mas é a Palavra de Deus inspirada, inerrante, infalível, autoritativa e suficiente. A Bíblia possui um autor primário, o Espírito de Deus, que produziu a Escritura através da agência de autores secundários. E nesse processo, o Espírito Santo guardou esses autores de erros e imperfeições, mas também preservou seus estilos e características pessoais.

Então se alguém não reconhece a inspiração divina do texto bíblico, essa pessoa jamais poderá fazer uma hermenêutica bíblica correta. Na verdade, sua hermenêutica não passará de uma simples interpretação de um documento clássico. Essa pessoa poderá até chegar ao significado textual pretendido por Moisés, Isaías, Davi, Paulo, etc., mas jamais chegará ao conhecimento do que, de fato, o Espírito pretendeu comunicar através deles.

Além disso, o pecado obscureceu o entendimento do homem de modo que, sem o cuidado necessário, facilmente somos conduzidos em nosso engano a uma interpretação equivocada da revelação de Deus através da Escritura. Por isso que, aliada à oração, a hermenêutica bíblica é essencial ao estudante da Bíblia. Quando feita de forma correta, ela nos resguarda de tomarmos direções opostas ao sentido original do texto bíblico.

Então todo cristão precisa de uma boa hermenêutica e exegese para dar forma à sua teologia ao interpretar a Escritura corretamente; para elaborar uma pregação do Evangelho de Cristo que realmente seja bíblica; para se proteger de falsos ensinos que distorcem os princípios bíblicos; e para defender a verdade de Deus diante daqueles que se propõe a atacá-la.

Que tal fazer Bacharel em Teologia sem mensalidades? Clique aqui! Pergunta Estudo Bíblico
Fechar