O Que é Teologia? O Que Significa Estudar Teologia?

Teologia é o conhecimento de Deus conforme revelado na Escritura. A palavra teologia vem de dois termos gregos: theos, “deus”, e logos, “palavra” ou “lógica”, no sentido de “ideia”, “estudo” – de onde vem o nosso sufixo -logia. Então teologia significa basicamente “lógica sobre Deus”, ou como normalmente tem sido definida, “estudo de Deus”.

Isso quer dizer que todas as vezes que meditamos sobre quem é Deus, o que Ele faz e qual é a Sua vontade, estamos considerando a lógica sobre Deus. Em outras palavras, estamos fazendo teologia.

Teologia ou religião?

É importante fazer uma distinção entre a teologia cristã e outros tipos de teologia. Isso porque a teologia da qual estamos falando não é o estudo de divindades que nasceram da imaginação dos homens e que são apresentadas ao mundo através de escritos supostamente sagrados (cf. Romanos 1:20-23).

Então estudar teologia cristã não é o mesmo que estudar religião – apesar de infelizmente ser cada vez mais frequente a substituição do estudo teológico pelo estudo da religião como se fossem equivalentes. Mas qual é diferença entre estudar teologia e estudar religião?

Sobre isso, R. C. Sproul explica que a religião tem a ver com as práticas de adoração de seres humanos em ambientes específicos. Mas a teologia, por contraste, é o estudo de Deus. Há uma grande diferença entre estudar apreensões humanas da religião e estudar a natureza e o caráter de Deus. O primeiro estudo é puramente natural em sua orientação. Já o segundo estudo é sobrenatural, lidando com o que está cima e além das coisas deste mundo.

Portanto, estudar teologia cristã é estudar a revelação de Deus para a humanidade. A fonte desse estudo não está na consciência religiosa do homem, mas na própria Palavra de Deus. Embora o significado de teologia seja “estudo de Deus”, isso não quer dizer que Deus é um objeto de estudo do homem que pode ser analisado no “laboratório da religião”, mas que o homem pode ter conhecimento de Deus através de Sua revelação na Escritura.

As disciplinas teológicas

O estudo teológico realmente é um campo muito amplo. Por isso podemos falar em várias disciplinas teológicas que tratam acerca das diferentes áreas do saber teológico. Antes, porém, mais uma vez é importante ter mente que o texto bíblico é o fundamento da teologia cristã. Então todas as disciplinas teológicas partem desse ponto inicial para poderem apresentar adequadamente seus desdobramentos. Além disso, é natural que os limites das disciplinas teológicas se sobrepõem em vários pontos.

Nesse sentido, as principais áreas do estudo teológico são:

  • Teologia bíblica: se dedica a estudar o processo de auto-revelação de Deus registrado na Escritura ao longo do tempo. A teologia bíblica enxerga todas as informações das Escrituras como parte de um todo, ou seja, como parte de uma história em que há uma unidade perfeita e um desenvolvimento progressivo. Para tanto, os estudos lexicais, hermenêuticos e exegéticos dos textos bíblicos cumprem um papel essencial nos resultados da teologia bíblica.
  • Teologia histórica: trata sobre como as verdades bíblicas se desenvolveram na vida da Igreja ao longo da história. A teologia histórica, como o próprio nome diz, se dedica a estudar a história da doutrina cristã, isto é, como os cristãos compreenderam os temas teológicos em diferentes períodos.
  • Teologia sistemática: apresenta os dados da teologia bíblica de forma sistematizada passando pelo filtro da teologia histórica. Em outras palavras, a teologia sistemática faz uso da teologia bíblica ao lidar com o conteúdo da Escritura, considera como esse conteúdo foi recebido como doutrina pela Igreja ao longo de sua história, e apresenta essas informações de forma organizada em temas centrais para a Fé Cristã de modo a refletir a correta posição bíblica sobre cada assunto.

Também é importante saber que o estudo teológico não é um fim em si mesmo, mas sempre deve ter uma aplicação prática na vida da Igreja. Algumas pessoas têm chamado esse aspecto do saber teológico de “teologia prática” ou “teologia aplicada”. Nesse ponto todas as contribuições das outras áreas da teologia são empregadas para glorificar a Deus à medida que a comunidade cristã é edificada, corrigida e instruída.

Em outras palavras, é no campo da teologia prática que enxergamos com mais nitidez como o estudo teológico serve ao povo de Deus enquanto sua militância neste mundo. Ética cristã, aconselhamento bíblico, apologética, evangelização, discipulado e até a homilética, são algumas das matérias que têm sido sugeridas como parte da teologia prática.

A importância da teologia

Algumas pessoas pensam que estudar teologia é algo completamente desnecessário e até prejudicial à vida espiritual do crente. Obviamente essas pessoas não podem estar mais enganadas. A ideia de que teologia e espiritualidade são coisas opostas, é uma visão completamente distorcida. Fazer teologia não é apenas uma atividade intelectual, mas é um exercício que exige o envolvimento de todo nosso ser.

Todo cristão necessariamente é um teólogo, queira ele ou não. O simples ato de alguém ler uma passagem bíblica, já é, em algum nível, fazer teologia. Isso significa que o cristão não pode escapar do estudo teológico. Então se é verdade que em última análise todos os cristãos são teólogos, também é verdade que nem todos os cristãos são teólogos da mesma qualidade. A pergunta aqui é: somos bons ou maus teólogos? Ou melhor: nossa teologia é correta ou equivocada? É fiel à Escritura ou não?

A boa teologia aperfeiçoa a vida cristã e conduz o crente à adoração a Deus ao passo que aprofunda o seu conhecimento da revelação divina. Uma teologia fiel e coerente com as Escrituras aquece o coração do santo e alimenta sua devoção ao Senhor. Jamais podemos nos esquecer que o principal alvo da teologia é a glória de Deus.

Além disso, bem preparado teologicamente o cristão passa a estar habilitado a responder adequadamente aos ataques à sua fé e a identificar e combater as falsas doutrinas que procuram invadir a Igreja, bem como se posicionar corretamente contra as ideologias pecaminosas que se propagam pelo mundo.

Por outro lado, uma teologia ruim leva o crente à fraqueza espiritual enquanto o distancia da correta compreensão das verdades bíblicas. É esse tipo de teologia equivocada que ameaça e contamina a vida cristã e deixa o crente vulnerável ao engano.

Receber Estudos da Bíblia

Por que devemos estudar teologia?

Há realmente muitas razões que poderíamos citar sobre o porquê de nos empenharmos no estudo teológico. Mas aqui quero recorrer apenas a alguns versículos bíblicos que respondem definitivamente essa questão.

Em primeiro lugar, devemos estar comprometidos em fazer teologia por que essa é a vontade de Deus para nós. A Palavra de Deus nos diz: “Mas o que se gloriar, glorie-se nisto: em me conhecer e saber que eu sou o SENHOR, que faço beneficência, juízo e justiça na terra; porque destas coisas me agrado, diz o SENHOR” (Jeremias 9:24). Como poderemos conhecer a Deus e Suas obras de forma correta se não através do estudo de Sua auto-revelação na Escritura?

Em segundo lugar, a Bíblia diz que a fé é indispensável para a nossa salvação e o nosso relacionamento com Deus. Mas o que a fé tem a ver com a teologia? A verdadeira fé possui conteúdo! Não basta apenas crer em qualquer informação para ser salvo, é preciso crer no conteúdo correto. O objeto da fé verdadeira é Cristo, e quando os crentes creem em Cristo isso envolve compreensão, aceitação e confiança absoluta.

Então se a teologia é a lógica sobre Deus; se é o raciocínio acerca de Sua revelação em Cristo conforme apresentada nas Escrituras, obviamente ela é indispensável para nós, visto que a Bíblia diz que a fé vem pelo ouvir, e o ouvir pela Palavra de Deus (Romanos 10:17). Além disso, o escritor de Hebreus ensina que “sem fé é impossível agradar a Deus; porquanto é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que Ele existe e que se torna galardoador dos que o buscam” (Hebreus 11:6).

Em terceiro lugar, a teologia é essencial para podermos obedecer à ordem de Jesus: “Portanto, ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado” (Mateus 28:19,20). Perceba que essa ordem exige de nós a compreensão adequada dos mandamentos do Senhor a fim de que possamos ensiná-los a outras pessoas. Isso é fazer teologia.

Em quarto lugar, o estudo teológico é indispensável à vida da Igreja. O apóstolo Paulo escreve: “Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra” (2 Timóteo 3.16-17). Portanto, não há outro modo de regular a vida da Igreja conforme a vontade de Deus, se não pelo estudo cuidadoso e aplicação correta da Escritura.

Por fim, que o conselho do profeta Oseias desperte em nós o desejo por uma boa teologia: “Conheçamos e prossigamos em conhecer o SENHOR: como a alva, será a sua saída; e ele a nós virá como a chuva, como chuva serôdia que rega a terra” (Oseias 6:3).

Você já pensou em estudar teologia no conforto do seu lar? Nosso curso de formação em teologia é completo, totalmente online, com vídeo-aulas, apostilas e certificado. Conheça abaixo!

Que tal fazer Bacharel em Teologia sem mensalidades? Clique aqui! Pergunta Estudo Bíblico
Botão Voltar ao topo
Fechar