O Que São Anjos? Como São os Anjos Segundo a Bíblia?

Os anjos são seres espirituais e pessoais criados por Deus, dotados de capacidade moral e intelectual. A Bíblia não diz de forma detalhada como são os anjos, mas indica que eles são seres invisíveis que eventualmente podem se manifestar de forma visível. Neste estudo quem são os anjos na Bíblia e quais são as funções que eles desempenharam no plano de redenção concebido por Deus.

O que significa “anjo”?

A palavra anjo significa “mensageiro”. Na Bíblia essa palavra traduz principalmente o grego aggelos, que por sua vez traduz o hebraico mala’k. No original, normalmente esses termos se referem a seres celestiais, mas algumas vezes também podem se referir a mensageiros humanos.

Outra palavra grega utilizada para se referir aos anjos é pneumata, que significa “espíritos”. Essa palavra designa principalmente os anjos caídos na expressão “espíritos imundos” (Mateus 12:43; Lucas 4:36; Atos 8:7); mas na Epístola aos Hebreus essa palavra se refere aos anjos de Deus como “espíritos ministradores”. Os gregos archai e exouxiai, “principados e potestades”, também são utilizados para se referir aos anjos maus e aos anjos de Deus, dependendo do contexto.

A origem dos anjos

A Bíblia não fala especificamente sobre a origem dos anjos. Tudo o que se sabe é que eles foram criados por Deus (cf. Salmo 148:1-5; Colossenses 1:16). Também não é possível determinar especificamente quando os anjos foram criados.

O livro de Jó indica que os anjos estavam presentes na fundação do mundo. Mas isso não significa que os anjos foram criados por Deus antes de qualquer outra coisa. Na verdade em nenhum lugar a Bíblia indica que alguma outra obra criadora de Deus precedeu a criação primária dos céus e da terra (cf. Gênesis 1:1-3). De certo, pode-se afirmar apenas que os anjos foram criados antes do sétimo dia (cf. Gênesis; Êxodo 20:11; Jó 38:7; Neemias 9:6).

Como são os anjos?

Os anjos são seres espirituais, o que significa que eles não possuem corpo. Mas às vezes os anjos também podem se manifestar de forma visível, inclusive de modo semelhante à forma física humana (Gênesis 18:2-19:22; João 20:12,13; Atos 12:7-10).

Por causa de suas características, evidentemente os anjos podem se mover pelo espaço, ou mesmo se concentrar numa determinada área. De forma poética, o profeta Ezequiel compara a velocidade de locomoção dos anjos a um clarão de relâmpago (Ezequiel 1:14). Isso também indica que de modo algum se pode pensar que os anjos são onipresentes. Apesar de serem espíritos, os anjos são limitados ao tempo e ao espaço, e assim não podem estar em dois lugares simultaneamente.

Os anjos são maiores em poder e força do que os homens, mas não são onipotentes. Eles são seres racionais e morais. Isso significa que os anjos possuem pessoalidade e são responsabilizados por suas ações. Eles são mais sábios que os homens, mas não possuem todo o conhecimento (Mateus 24:36; 2 Samuel 14:20; Efésios 3:10; 1 Pedro 2:11). Os anjos não se casam e nem se procriam, nem estão sujeitos à morte (Mateus 22:30; Lucas 20:36).

Existem anjos bons e anjos maus?

Sim, a Bíblia afirma que existem anjos bons e anjos maus. Porém, é importante saber que originalmente Deus criou todos os anjos bons. A Bíblia diz que Deus viu toda sua obra criadora e era tudo muito bom (Gênesis 1:31). Porém nem todos os anjos mantiveram sua posição original (cf. João 8:44; 2 Pedro 2:4; Judas 6).

Tendo sido criados com livre-arbítrio, alguns dos anjos não guardaram seu estado original e caíram em pecado. Portanto, antes mesmo do pecado ter origem no mundo físico através da Queda do Homem, ele teve origem no mundo espiritual com a queda de alguns seres angélicos.

De todos os anjos caídos, também chamados comumente de “espíritos imundos” e “demônios”, a Bíblia informa o título-nome de apenas o principal deles: Satanás. Já os anjos bons são chamados de forma geral de “anjos eleitos”, “santos anjos”, “anjos de luz” e “anjos de Deus” (cf. Mateus 25:31; Marcos 8:38; Lucas 9:26; Atos 10:22; 1 Timóteo 5:21; Apocalipse 14:10). Dentre todos os anjos de Deus, a Bíblia indica o nome de apenas dois deles: Gabriel e Miguel.

A teologia reformada concorda que os anjos bons que não desobedeceram a Deus, agora estão confirmados num estado de santidade e glória inalterável. Isso significa que os santos anjos de Deus agora são incapazes de pecar. Eles habitam no lar celestial, contemplam a face de Deus e cultuam a Ele constantemente (Salmo 103:20,21; 148:2; Mateus 18:10; 22:30; Apocalipse 5:11). Esses anjos são exemplos de obediência à vontade do Senhor (cf. Mateus 6:10).

Receber Estudos da Bíblia

Quantos anjos existem?

A Bíblia não diz quantos anjos existem no total, mas ela informa que o número dos anjos do Senhor constitui um poderoso exército (cf. Salmo 68:17). Uma pequena amostra desse número pode ser vista nas palavras de Jesus Cristo no Getsêmani. Ele disse que se pedisse, o Pai lhe enviaria mais de doze legiões de anjos (Mateus 26:53).

No Apocalipse, o apóstolo João afirma: “Vi, e ouvi uma voz de muitos anjos ao redor do trono, dos seres viventes e dos anciãos, cujo número era de milhões de milhões e milhares de milhares” (Apocalipse 5:11). O escritor de Hebreus também fala sobre os “muitos milhares de anjos” (Hebreus 12:22).

Quanto ao número dos anjos maus, a Bíblia informa que eles também são muitos e podem andar em legiões (Marcos 5:9,15). O livro do Apocalipse informa que a terça parte dos anjos desobedeceu ao Senhor (Apocalipse 12:3-9).

O fato de os anjos não poderem se procriar, implica na verdade de que Deus criou os anjos com um número completo (cf. Lucas 20:36). Em outras palavras, existem tantos anjos hoje quantos existiam no momento em que foram criados por Deus. Os anjos também não estão sujeitos à morte (Lucas 20:36).

Quais os tipos de anjos? Como os anjos estão organizados?

A Bíblia também indica que os anjos estão organizados em diferentes classes. Essas classes são mencionadas nos textos bíblicos da seguinte forma:

  • Querubins: aparecem diversas vezes nos textos bíblicos como anjos protetores (cf. Gênesis 3:24). Em harmonia com esse sentido de proteção, sobre a Arca da Aliança havia imagens de querubins (Êxodo 25:20; 37:9).
  • Serafins: são mencionados como sendo anjos dedicados à adoração constante ao Senhor (Isaías 6:2,6).
  • Arcanjo: apenas Miguel é mencionado na Bíblia pertencente a esta classe. Nitidamente o arcanjo parece ser um anjo poderoso e que possui uma função de liderança entre os demais (cf. Apocalipse 12:7).
  • Outros anjos: a Bíblia menciona a existência e a atuação de muitos outros anjos. Esses anjos estão organizados numa hierarquia, mas a Bíblia não fala muito sobre isto. O Novo Testamento inclusive usa a expressão “principados e potestades” para indicar as diferentes classes de anjos, tanto entre os anjos de Deus quanto entre os anjos caídos (cf. Efésios 3.10; 6:12; Colossenses 1.16; 2:13; 1 Pedro 3.22).

As funções dos anjos

Os anjos aparecem na Bíblia executando várias funções. Todas essas funções possuem o objetivo final de honrar e obedecer à vontade de Deus. Eles adoram a Deus constantemente, sem cessar (Jó 38:7; Isaías 6:3; Salmo 103:20; 148:2; Apocalipse 5:11).

Os anjos também aparecem servindo aos redimidos de acordo com a ordem do Senhor. Eles protegem aqueles que pertencem ao povo de Deus (Salmo 34:7; 91:11,12; Mateus 18:10). Os anjos também observam atentamente aquilo que ocorre na Igreja, pois se regozijam com o triunfo da graça de Deus (1 Coríntios 11:10).

Na história do rico e Lázaro Jesus informa que os anjos assistem os crentes na hora de sua morte (Lucas 16:22). Os anjos também aparecem exercendo um importante ministério extraordinário no plano de redenção. Muitas vezes eles agiram como mensageiros e intermediários das revelações especiais de Deus.

Ao longo da história registrada nas Escrituras, os anjos comunicaram bênçãos e executaram juízos divinos. Esse serviço extraordinário dos anjos novamente terá lugar na ocasião da segunda vinda de Cristo, onde eles desempenharam um papel significativo (Mateus 25:31; Marcos 8:38).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close