O Que Significa Aba Pai?

Aba Pai é uma expressão que aparece em alguns textos bíblicos e desperta a curiosidade das pessoas. Na verdade é comum que essa expressão seja interpretada de forma equivocada, por isso, a seguir, entenderemos melhor o que significa Aba Pai na Bíblia.

Significado da expressão Aba Pai

Muitas pessoas pensam que a palavra “Aba” significa “meu” ou “querido”, e, portanto, a expressão “Aba Pai” significaria literalmente “meu pai” ou “querido pai”.

No entanto, Aba é uma palavra aramaica coloquial que significa simplesmente “pai”, e que expressa um sentido íntimo do relacionamento entre pai e filho, onde a ternura, a confiança e o amor são combinados em uma única expressão, talvez algo próximo do nosso português “papai”.

Logo, “Aba Pai” se trata de uma dupla expressão, isto é, Aba Pai significa literalmente “Pai, Pai”. Portanto, a palavra “pai”, da raiz grega pater, colocada após o “Aba”, aparece simplesmente como tradução do termo aramaico.

Essa palavra, transliterada para o hebraico, era comum, sendo usada inclusive no Talmude Babilônico por um filho ainda infante dirigindo-se ao pai. A palavra Aba também passou a ser aplicada frequentemente como um tipo de título honorífico atribuído aos rabinos da época.

Aba Pai na Bíblia

Na Bíblia a palavra Aba é utilizada como vocativo em três ocorrências no Novo Testamento (Mc 14:36; Rm 8:15; Gl 4:6). Nessas passagens a palavra Aba sempre é aplicada com referência a Deus, e necessariamente é também acompanhada por sua tradução grega, formando então uma dupla expressão como já explicamos acima.

A primeira das três referências encontra-se no Evangelho de Marcos 14:36, numa passagem onde o evangelista descreve a oração de Jesus no Getsêmani pouco antes de sua prisão, quando nosso Senhor disse: “Aba, Pai, tudo te é possível; passa de mim este cálice; contudo não seja o que eu quero, e sim o que tu queres”.

Nesse caso, a palavra Aba está expressando o relacionamento íntimo de Jesus com Deus Pai. Existe uma discussão entre os intérpretes que debatem se nessa passagem Jesus, de fato, falou exatamente a expressão “Aba, Pai”, ou apenas disse “Aba”, e então o evangelista foi quem adicionou a tradução grega da palavra com a finalidade de auxiliar seus leitores.

Essa discussão ocorre nesse texto porque Marcos também usou, em outras ocasiões, expressões aramaicas (cf. Mc 5:41; 7:11,34; 10:46; 11:9; 14:45; 15:22,34), talvez com o objetivo de transmitir mais realismo a sua narrativa, já que o aramaico era a língua popular falada na Palestina.

Das aplicações de termos aramaicos feitas pelo evangelista, talvez a mais conhecida seja a frase de Jesus na cruz onde ele disse: Eloí, Eloí, lamá sabactâni (Mc 15:34), uma expressão tão importante que também foi preservada no original por Mateus (Mt 27:46).

Sobre essa discussão, particularmente penso que não há necessidade de entender que Jesus, ao orar a Deus Pai, realmente tenha utilizado as duas palavras combinadas, isto é, no original lemos exatamente “Abba Pater”, e creio que não faz sentido nosso Senhor ter usado, em uma única expressão, uma palavra aramaica e outra grega que possuem o mesmo significado.

Portanto, creio que Jesus disse apenas “Aba”, e Marcos, por estar escrevendo principalmente para cristãos que não eram judeus, imediatamente traduziu o termo para o idioma grego, uma linguagem que seus leitores poderiam entender.

Receber Estudos da Bíblia

O uso da expressão Aba Pai na Igreja

A expressão “Aba, Pai”, passou a ser comum na Igreja Primitiva, inclusive entre os cristãos gentios, e é justamente assim que a encontramos em suas outras duas ocorrências no Novo Testamento.

Como Jesus falava aramaico, possivelmente ele utilizava com frequência o termo Aba para se referir a Deus Pai, e seus apóstolos provavelmente apreciavam o uso dessa palavra, introduzindo-a então no vocabulário da Igreja Primitiva.

As outras duas referências dessa expressão no Novo Testamento são encontradas nas Cartas Paulinas (Rm 8:15; Gl 4:6). Assim como Marcos, o apóstolo Paulo também empregou a palavra Aba seguida imediatamente de sua tradução grega, isso porque ele estava escrevendo para pessoas que, em sua grande maioria, não eram judias ou não dominavam o uso do aramaico.

Em sua Carta aos Romanos, Paulo utilizou a expressão Aba Pai como sendo o clamor dos redimidos que foram recebidos na família de Deus, indicando a intimidade, o testemunho e a liberdade que eles desfrutam com Deus por terem sido adotados através da união com Cristo, isto é, nessa passagem a palavra Aba expressa a relação intima e espiritual entre o cristão genuíno e seu Deus (Rm 8:15).

Nesse mesmo sentido, Paulo aplicou a expressão “Aba, Pai” mais uma vez na Epístola aos Gálatas (4:6), onde ele enfatizou que essa expressão, utilizada exclusivamente por Jesus, o Filho de Deus, agora, através do Espírito, foi colocada nos lábios de todos aqueles que foram feitos herdeiros de Deus através da filiação em Cristo.

Assim, entendemos que é pelos méritos de nosso Senhor Jesus que hoje temos o grande privilégio de clamarmos intimamente a Deus dizendo “Aba, Pai!”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close