O Que Significa Misericórdia?

Misericórdia significa basicamente um sentimento de compaixão e piedade. É uma palavra muito utilizada em vários contextos diferentes, o que torna seu conceito muito amplo. Diante disso, muitas vezes acaba sendo até difícil definir o que significa misericórdia.

Neste texto, estudaremos um pouco melhor o conceito de misericórdia, e como essa palavra traduz termos amplamente utilizados na Bíblia.

Qual o significado de misericórdia?

Para entendermos o significado de misericórdia na Bíblia, primeiro precisamos considerar algumas coisas importantes no tocante a etimologia da palavra.

No português, a palavra misericórdia vem da junção de duas palavras latinas, no caso, miseratio que deriva de miserere e significa “compaixão“, e cordis que significa “coração“. Logo, misericórdia significa algo como “coração compadecido“, no sentido de ter compaixão pelo sofrimento e a dor de alguém.

Como sabemos, a Bíblia não foi escrita originalmente em latim, e muito menos em português. Portanto, a palavra misericórdia é aplicada para traduzir alguns termos bíblicos empregados nos idiomas originais como veremos a seguir.

Misericórdia na Bíblia

Realmente não é nada fácil definir exatamente o conceito de misericórdia na Bíblia. Isso acontece pelo fato de que há várias raízes hebraicas e gregas que foram traduzidas como “misericórdia” e outros termos que transmitem uma ideia semelhante.

Para tentarmos compreender um pouco melhor isso, vamos dividir uso da palavra misericórdia como tradução de termos no Antigo Testamento e no Novo Testamento.

Misericórdia no Antigo Testamento

No Antigo Testamento, a palavra misericórdia é geralmente aplicada para traduzir três termos diferentes:

  • Rehen: esse termo significa “ventre”, e tem origem comum com raham, referindo-se ao conceito de “compaixão materna”, “sentimento maternal” ou até “sentimento fraternal”. O plural rahamim pode ser traduzido como “ternas misericórdias”. Esses termos expressam o aspecto afetivo do amor, em sua compaixão e pena. Num exemplo prático na Bíblia, tais termos podem ser aplicados para se referir à bondade de Deus, principalmente para com aqueles que estão em dificuldades e sofrimentos (cf. Gn 43:14; Êx 34:6).
  • Resed: basicamente esse termo significa “força permanente”, já que sua raiz etimológica provavelmente significa “intensidade”. Logo, podemos entender o termo resed como um termo que expressa a obrigação e solidariedade mútua de partes relacionadas. Esse termo é usado cerca 250 vezes nos livros do Antigo Testamento, e na maioria das vezes é traduzido por “misericórdia”, mas também pode aparecer como “bondade”, “benignidade”, “solidariedade” e “graça”. Em um exemplo prático, esse termo refere-se à fidelidade de Deus, no sentido de aliança ou pacto. A principal ideia transmitida é o de “amor constante“, ou seja, o amor permanente e imutável do Senhor que estabelece os laços pelos quais Seus filhos O pertencem.
  • Hanan: esse é um termo geralmente traduzido como “misericordioso”, ou seja, o ato de ter misericórdia. Aqui também vale destacar o termo hen que é traduzido principalmente por “graça” e “favor”.

Misericórdia no Novo Testamento

Nos livros do Novo Testamento, a palavra misericórdia geralmente traduz os termos gregos eleos, e oiktirmos. Também vale ressaltar que no Novo Testamento o sentido dos termos hebraicos já citados hesed e hen quase sempre são combinados no grego charis, que significa “graça”.

  • Eleos: esse termo pode ser traduzido como “piedade“, “compaixão” e “misericórdia“. Podemos citar o Evangelho de Lucas 10:37 e a Epístola aos Hebreus 4:16 como exemplos de quando esse termo é utilizado no original.
  • Oiktirmos: esse termo refere-se à ideia de “companheirismo em meio ao sofrimento” ou “companheirismo em meio à dor“. Aqui podemos citar as epístolas aos Filipenses 2:1, Colossenses 3:12 e Hebreus 10:28 como exemplos onde o termo é utilizado.

Além desses dois termos, também é interessante destacarmos o grego eusphlanchnos, que significa literalmente “vísceras gentis“, mas geralmente é traduzido como “misericordiosos“, como é o caso em Efésios 4:32.

No Evangelho de Lucas 1:78 encontramos uma expressão parecida que literalmente significa “entranhas de bondade” (gr. splanchna eleous). Para entendermos melhor isso, precisamos considerar que em muitas passagens bíblicas as entranhas são consideradas como a fonte da bondade e do desejo (Gn 43:30; 1Rs 3:26; Lm 1:20; 2:11; Fp 1:8).

Em Tiago 5:11, o termo grego oiktirmon que vem de oiktos, “pena” é traduzido por misericordioso e piedoso. A combinação das duas palavras gregas são utilizadas na expressão “entranhas de misericórdia/compaixão” das referências já citadas de Colossenses 3:12 e Filipenses 2:1.

Receber Estudos da Bíblia

As lições acerca da misericórdia

Apesar da dificuldade em entendermos o que significa misericórdia em alguns casos, bem como sua aplicação na Bíblia, algumas verdades são facilmente compreensíveis:

  1. Nosso Deus é misericordioso, Ele é o “Pai de misericórdia” (2Co 1:3; Êx 34:6; Ne 9:17; Sl 86:15; 103:8-14; Jn 4:2).
  2. As misericórdias do Senhor são sobre todas as Suas obras (Sl 145:9).
  3. Os misericordiosos são bem-aventurados, pois também receberão misericórdia (Mt 5:7).
  4. A misericórdia de Deus é fundamental para hoje sermos salvos, pois foi por Sua riquíssima misericórdia que Ele demonstrou o Seu grande amor para conosco, estando nós ainda mortos em nossas ofensas (Ef 2:4; Tt 3:5).
  5. Recebemos a ordem para sermos misericordiosos assim como é o nosso Pai que está no céu (Lc 6:36; cf. Mt 18:21-35).
  6. Como cristãos verdadeiros, eleitos de Deus, devemos nos revestir de “ternos afetos de misericórdia” uns para com os outros (Cl 3:12).
Que tal fazer Bacharel em Teologia sem mensalidades? Clique aqui! Pergunta Estudo Bíblico

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar