Por Que Deus Mudou o Nome de Abrão Para Abraão?

Deus mudou o nome de Abrão para Abraão em concordância com a aliança estabelecida com aquele homem que haveria de se tornar o patriarca de uma grande multidão. Algumas pessoas tiveram seus nomes mudados por Deus nos tempos bíblicos, e Abrão foi a primeira delas.

Para compreendermos melhor por que Deus mudou o nome de Abrão para Abraão, é particularmente útil considerar o contexto histórico em que isso ocorreu. Na antiguidade, um nome tinha um peso ainda maior comparado aos tempos atuais. Naquele tempo, um nome não era apenas um simples designativo, mas era algo que podia expressar o caráter e a história de alguém.

Além disso, muitas vezes os nomes ainda homenageavam uma pessoa ou divindade. Então tendo essa peculiaridade em mente, é fácil perceber que quando Deus mudou o nome de Abrão para Abraão, essa mudança refletia também uma transformação na história dele.

A Bíblia diz que Deus mudou o nome de Abrão para Abraão quando o patriarca tinha noventa e nove anos. O texto bíblico informa que o Senhor apareceu a ele e se apresentou como o Deus Todo-Poderoso (Gênesis 17:1). Isso é interessante porque antes de Deus ter mudado o nome de Abrão, primeiro Ele se autodesignou pelo nome “Deus Todo-Poderoso”; indicando a Abraão que, de fato, ele estava diante d’Aquele que tem todo o poder nas mãos e que tinha autoridade para mudar nomes e cumprir promessas.

Em seguida, Deus anunciou que faria uma aliança com Abrão e daria a ele um número extraordinário de descendentes (Gênesis 17:2). E foi nesse contexto de aliança que Deus mudou o nome de Abrão para Abraão.

Deus muda o nome de Abrão para Abraão

O nome Abrão era um nome semítico que significava “pai honrado” ou “pai exaltado”. Muitos estudiosos defendem que esse nome provavelmente era uma homenagem a um antepassado ilustre de Abrão — talvez o próprio Terá, seu pai.

No entanto, o significado do nome Abrão era um tanto quanto irônico para aquele homem que havia sofrido durante muitos anos por não ter um descendente. O seu nome honrava uma figura paterna, mas ele mesmo não podia ser pai.

Foi apenas com oitenta e seis anos de idade que Abrão se tornou pai pela primeira vez. Embora Deus já tivesse prometido que daria descendentes a Abrão, Sarai, sua esposa estéril, fez uso de um antigo costume e propôs que Abrão tivesse um filho através de sua serva, Agar. Foi aí que nasceu Ismael.

Mas o plano de Deus para Abrão consistia em dar a ele uma grande descendência de sua própria esposa. E foi durante o anúncio da promessa de que Sarai, já com a idade avançada, seria mãe de um filho de Abrão, que Deus mudou o nome de Abrão para Abraão.

À luz dessa promessa a mudança de nome fez muito sentido. Se o nome Abrão significava “pai honrado”, o nome Abraão significava “pai de uma multidão de nações”. Além disso, não foi apenas o nome de Abrão que foi mudado. Sarai também teve seu nome mudado por Deus e passou a ser chamada de Sara.

O significado do nome Sarai transmite a ideia de “minha princesa”; e talvez fizesse referência à nobreza de sua família ou a uma divindade da Mesopotâmia. Já o nome Sara, embora pareça ser uma variante do nome original que conserva o significado “princesa”, foi dado por Deus de modo a indicar a nobreza da descendência que teria origem do ventre daquela mulher.

Receber Estudos da Bíblia

Um novo nome e uma nova história

O antigo nome de Abraão representava o seu passado, enquanto seu novo nome era uma representação de seu futuro. A mudança dos nomes de Abrão e Sarai, mostra que eles estavam sob o governo do Senhor. Deus havia tirado aquele casal de um ambiente de idolatria e o chamado a uma nova missão e um novo destino.

A promessa do Senhor se cumpriu e Abraão verdadeiramente se tornou o pai de uma multidão. É verdade que através de Ismael, de seus filhos com Quetura e de seu neto Esaú, Abraão se tornou pai de várias nações como os ismaelitas e os edomitas. Mas foi através de Isaque, o filho da promessa, que Abraão se tornou o pai do povo da aliança que nos tempos do Antigo Testamento foi expressado na nação de Israel.

Entretanto, a promessa de Deus na ocasião em que mudou o nome de Abrão para Abraão encontra o seu cumprimento pleno na Igreja, que é a comunidade de fieis de todas as raças, tribos, línguas e nações que compartilha da mesma fé de Abraão. Em Cristo, o grande descendente de Abraão, os crentes são contados como filhos espirituais do patriarca e integrantes do verdadeiro Israel de Deus, fazendo então de Abraão pai de uma multidão incontável.

Que tal fazer Bacharel em Teologia sem mensalidades? Clique aqui! Pergunta Estudo Bíblico
Fechar