Por Que Devemos Orar?

Devemos orar porque, antes de tudo, a oração é uma prática ordenada por Deus ao seu povo. Mas todo aquele que verdadeiramente serve ao Senhor tem prazer em falar com Ele. Então também devemos orar porque é através da oração que podemos falar com Deus.

Quando oramos nós adoramos a Deus, agradecemos a Ele por tudo, confessamos os nossos pecados, reconhecemos que somos carentes de sua graça e misericórdia, fazemos nossas petições e intercedemos pela Igreja, pela causa do Evangelho no mundo e também por outras pessoas.

Em outras palavras, isso que significa que devemos orar porque reconhecemos que somos completamente dependentes de Deus. Nós precisamos do Senhor e nossas orações expressam nosso relacionamento com Ele. Orar a Deus com fé implica justamente em confiança, dependência e, consequentemente, uma comunhão mais profunda com Ele.

O exercício da oração também é uma demonstração prática de que estamos convencidos da grandeza de Deus presente em cada um de seus atributos. Quando oramos corretamente a Deus, nós admiramos o seu amor, a sua graça, a sua misericórdia, a sua bondade, a sua sabedoria, a sua santidade, a sua justiça, a sua eternidade, o seu poder etc. Saiba quais são os atributos de Deus.

Toda essa relação de dependência foi abordada por Jesus ao falar sobre a importância e a necessidade da oração. Ele comparou a oração do crente a Deus ao pedido de um filho ao pai por alimento (Lucas 11:9-12). Então se um pai terreno, que é pecador, se deleita em prover aquilo que seu filho lhe pede, que dirá o Pai Celestial que atenta para a oração de seus filhos?

Por que precisamos orar se Deus conhece todas as coisas?

Outro motivo que também explica por que devemos orar, diz respeito à soberania de Deus. Por mais que possa parecer estranho, nós devemos orar porque Deus é soberano sobre todas as coisas. Nada foge do seu controle, nem mesmo o conteúdo das nossas orações.

De fato para algumas pessoas pode soar contraditório dizer que a oração é eficaz e que Deus é soberano. Mas não há qualquer incoerência nisso. Devemos entender que a oração é o instrumento determinado por Deus pelo qual o Seu povo pode se comunicar com Ele mediante Jesus Cristo. Isso significa que a doutrina da soberania e dos decretos de Deus não se choca com a doutrina acerca da oração; ao contrário, nesse sentido a oração pode ser vista como um dos decretos de Deus.

Esse aspecto da oração deve nos tornar conscientes do grande privilégio que temos ao orar. Wayne Grudem diz que através da oração Deus permite que possamos participar de atividades que são de importância eterna. Os propósitos de Deus são eternos e imutáveis; mas ainda assim devemos orar pedindo que Deus atue em certo sentido. Nossa limitada mente não consegue compreender plenamente essa verdade. Tudo o que sabemos é que os propósitos eternos de Deus também são cumpridos através de nossas orações.

Receber Estudos da Bíblia

Devemos orar porque Deus é soberano

As pessoas que dizem que não oram porque acreditam na soberania de Deus, estão completamente equivocadas. O Paulo de Tarso era alguém que cria na soberania divina e nos decretos eternos de Deus, mas se dedicava em uma vida de constante oração (Efésios 1:1-16).

De fato nossas orações não mudam o conselho eterno de Deus, mas contribuem para o seu cumprimento. De uma forma misteriosa, a Bíblia diz que a oração muda a forma de Deus agir no tempo e no espaço (Êxodo 32:9-14; 2 Crônicas 7:14; Amós 7:1-3; Jonas 3; Lucas 11:9,10; Tiago 4:2); ainda que ela não altere seu decreto eterno (Jó 42:2; cf. . Na verdade, quando oramos Deus executa exatamente aquilo que Ele determinou na eternidade em resposta às nossas orações.

Então não devemos deixar de orar porque Deus é soberano; mas devemos orar justamente porque Deus é soberano. A soberania de Deus não significa o fracasso das nossas orações, mas garante que pelo Seu poder nossas orações se tornam eficazes. Orar ao Deus que é soberano sobre todas as coisas é um conforto, e não uma perda de tempo como alguns pensam.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close