Quais Eram as Profissões dos Apóstolos de Jesus?

A Bíblia não informa a profissão de cada um dos apóstolos de Jesus Cristo, embora todos eles exerciam cada qual sua profissão antes de serem chamados ao ministério em tempo integral. Dentre as profissões dos apóstolos que são informadas, a pesca é a mais comum delas.

As profissões nos tempos bíblicos

Nos tempos bíblicos, as profissões tinham um caráter mais geral em comparação com os dias atuais. Isso quer dizer que profissões do tipo “especialista” não eram tão comuns. A maioria das pessoas estava envolvida em ocupações típicas de camponeses. Talvez com apenas duas ou três exceções, sem dúvida essa era a realidade da maior parte dos discípulos de Jesus.

A primeira preocupação dessas pessoas geralmente era produzir o próprio alimento. Então para muitas delas, as atividades comerciais eram de ordem secundária. Também é importante saber que diferentemente de outros povos do antigo Oriente Próximo, o povo judeu considerava o trabalho árduo como algo dignificante.

As profissões campestres dos tempos bíblicos tinham a ver com a pesca, com o cultivo da terra, com o cuidado com o rebanho, com a carpintaria e a construção, e com a manipulação de metais, pedras e cerâmicas.

Receber Estudos da Bíblia

As profissões dos apóstolos

A pesca aparece como a atividade profissional exercida por pelo menos três apóstolos de Jesus. Os apóstolos Pedro, Tiago e André eram pescadores. Mas é possível que outros apóstolos, principalmente o apóstolo João, também tenham trabalhado com a pesca (cf. Marcos 1:19). Inclusive, parece que Zebedeu, o pai de Tiago e João, tinha um tipo de companhia de pesca que provavelmente se ocupava de vender pescados em Jerusalém (Marcos 1:20).

Depois do chamado para o serviço no ministério em tempo integral pelo Senhor Jesus, a principal ocupação dessas pessoas passou ser a pesca de homens (Mateus 4:19; Marcos 1:17; Lucas 5:10). Saiba mais sobre quem eram os apóstolos de Jesus.

Obviamente o que favorecia muito o exercício dessa profissão era a abundância de bons lugares para pesca naquela região. Havia, por exemplo, o Mar da Galileia, o Rio Jordão e vários canais próximos da costa do Mar Mediterrâneo. Os apóstolos de Jesus eram pescadores no Mar da Galileia.

Os pescadores profissionais usavam dois tipos de rede: a rede de arremesso e a rede de arrasto. A pesca com a rede de arrasto dependia de dois barcos que arrastavam a rede. Esse tipo de pesca acontecia normalmente à noite. Já a pesca com rede de arremesso acontecia durante o dia. Além de pescar, os pescadores tinham que fazer manutenções nos barcos e nas redes; bem como separar, limpar, salgar e vender os peixes.

O apóstolo Mateus é outro dos discípulos que tiveram sua profissão registrada nas Escrituras. Mateus era um publicano. Os publicanos eram coletores de impostos e taxas alfandegárias que trabalhavam para contratadores romanos. Esses profissionais eram odiados pelos judeus que os consideravam traidores e corruptos.

Já sobre Bartolomeu, Tomé, Tiago filho de Alfeu, Judas o Tadeu, Simão Zelote e Judas Iscariotes, nada se sabe sobre suas profissões. Também sobre Matias, o substituto de Judas Iscariotes no colégio apostólico, não há qualquer informação sobre sua ocupação profissional.

Por fim, sobre o apóstolo Paulo é dito que a ocupação que ele costumava exercer para se sustentar durante seu ministério itinerante, era a fabricação de tendas (Atos 18:3). Geralmente as tendas eram fabricadas com couro de cabras e camelos, e incluía o uso de teares para tecer o pano a ser utilizado.

Embora não fosse um apóstolo, o evangelista Lucas é outro personagem importante que teve sua profissão revelada no Novo Testamento. Ele era um médico, e Paulo o chama de “o médico amado” em Colossenses 4:14. Entenda também o que é um apóstolo.

Que tal fazer Bacharel em Teologia sem mensalidades? Clique aqui! Pergunta Estudo Bíblico

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar