Qual o Maior Versículo da Bíblia?

O maior versículo da Bíblia é o versículo 9 do oitavo capítulo do livro de Ester no Antigo Testamento. Dependendo da tradução da Bíblia em português, esse versículo possui quase cem palavras e mais de quatrocentas letras.

Para termos uma ideia melhor do maior versículo da Bíblia, vamos considerar sua versão na tradução João Ferreira de Almeida Revista e Corrigida:

Então, foram chamados os escrivães do rei, naquele mesmo tempo e no mês terceiro (que é o mês de sivã), aos vinte e três do mesmo, e se escreveu conforme tudo quanto ordenou Mardoqueu aos judeus, como também aos sátrapas, e aos governadores, e aos maiorais das províncias que se estendem da Índia até à Etiópia, cento e vinte e sete províncias, a cada província segundo a sua escritura e a cada povo conforme a sua língua; como também aos judeus segundo a sua escritura e conforme a sua língua.

(Ester 8:9)

Nessa tradução, o versículo tem exatamente noventa palavras e quatrocentos e quarenta caracteres (considerando os espaços). Em outras traduções, como na Nova Tradução na Linguagem de Hoje, esse mesmo versículo possui noventa e sete palavras e quinhentos e vinte e três caracteres. Já a Nova Versão Internacional (NVI) traz uma das menores traduções desse versículo, com apenas setenta e sete palavras e quatrocentos e vinte e quatro caracteres.

A diferença de tamanho do maior versículo da Bíblia

Embora as diferentes traduções da Bíblia em português usem diferentes quantidades de palavras para traduzir o maior versículo da Bíblia, é importante saber que a maioria das traduções é extremamente confiável e traduz o texto original de forma muito adequada. Essa diferença na quantidade de palavras ocorre simplesmente pela forma como cada comissão de tradução se preocupou em transmitir o sentido correto do texto original da forma mais clara e fiel possível.

Mas essas diferenças entres as várias traduções da Bíblia em português também mostram que essa é uma curiosidade de importância secundária. Isso porque a Bíblia não foi escrita originalmente em português, mas em hebraico, aramaico e grego. Em particular, o maior versículo da Bíblia foi originalmente escrito em hebraico.

Mas o que acontece é que o texto original dos livros da Bíblia não possuía divisão de versículos ou capítulos. Na verdade, a divisão da Bíblia em capítulos e versículos ocorreu apenas na Idade Média. Primeiro houve a divisão em capítulos, e só depois a divisão em versículos. Obviamente o objetivo de dividir a Bíblia em capítulos e versículos foi facilitar a organização da leitura dos textos bíblicos e tornar mais prática a tarefa de encontrar um texto específico.

Receber Estudos da Bíblia

Qual o significado do maior versículo da Bíblia?

Muito mais importante do que saber quantas palavras tem o maior versículo da Bíblia, é entender qual é o seu significado. Todo cristão verdadeiro, comprometido com a Palavra de Deus, reconhece a inspiração plena e verbal da Bíblia. Isso significa que cada palavra da Escritura conta com a inspiração divina. Portanto, seja o maior ou o menor versículo da Bíblia, todos os versículos são importantes e consistem na Palavra de Deus para a humanidade.

Mas para entendermos corretamente o significado de um versículo da Bíblia, precisamos considerar os seus contextos imediato e amplo. O contexto imediato são os versículos que circulam o versículo em estudo. Já o contexto mais amplo pode ser todo o capítulo ou mesmo todo o livro em que o versículo está localizado. Isolar um versículo bíblico nunca é uma boa opção de interpretação, mesmo que o versículo tenha muitas palavras, como é o caso do maior versículo da Bíblia.

O maior versículo da Bíblia fala sobre livramento

Nesse versículo de Ester 8:9, podemos facilmente perceber que ele fala sobre um edito que foi expedido por Mardoqueu para os judeus, para os sátrapas, para os governadores e príncipes de cento e vinte sete províncias da Pérsia.

Mas qual era a finalidade desse decreto? O contexto imediato nos informa que esse decreto autorizava o povo judeu a resistir à perseguição que havia sido arquitetada por Hamã, um antigo oficial da corte do rei Assuero que tentou aniquilar os judeus.

Já o contexto mais amplo nos ajuda a entender que o pano de fundo desse versículo é a corte da Pérsia com os eventos que levaram Ester, uma jovem judia exilada, a se tornar a rainha do rei Assuero que governava o império mais poderoso da época. Essa jovem tinha sido criada por um primo, e esse primo era justamente o homem chamado Mardoqueu.

Já quando Ester estava como rainha da Pérsia, Hamã, o perverso oficial do rei Assuero, induziu o rei a autorizar um decreto que basicamente legalizava a destruição dos judeus. Mas de forma providencial, Deus protegeu e livrou o seu povo. Para isso, Ele usou Ester e Mardoqueu, que mostraram ao rei a perversidade de Hamã e conseguiram a autorização dele para que um novo decreto fosse espedido autorizando o povo judeu a se defender — já que o antigo decreto não podia ser anulado (cf. Ester 1:19).

Então com base nesse segundo decreto, os judeus não apenas se defenderam, mas também conseguiram destruir os seus inimigos. Por isso o maior versículo da Bíblia é parte importante da história sobre como o Deus soberano socorreu providencialmente o seu povo no tempo de Ester.

Que tal fazer Bacharel em Teologia sem mensalidades? Clique aqui! Pergunta Estudo Bíblico
Fechar