Quebra de Maldição é Bíblico?

Quebra de maldição é bíblico dependendo do que se quer dizer com “quebrar maldições”. A verdade é que este tema tem sido comum em muitas igrejas, onde pessoas supostamente especializadas em quebra de maldição têm atraído muita gente que busca a possibilidade de finalmente ser liberta.

As pessoas costumam até estabelecer uma classificação de maldições. As principais são: maldição hereditária, maldição por alguma palavra lançada por alguém no passado, e a maldição ocasionada por algum tipo de pacto maligno em um determinado momento da vida.

Mas diante de tudo isso o cristão deve questionar: O que a Bíblia diz sobre quebra de maldição? Isso é bíblico? Algumas maldições realmente precisam ser quebradas na vida de uma pessoa?

O que é quebra de maldição?

Segundo quem defende esse tipo de prática, a quebra de maldição consiste em um processo onde maldições são quebradas. Fazem parte desse processo: orações fortes, cerimônias, penitências, campanhas diversas e pagamento de votos necessários.

Essas supostas maldições que precisam ser quebradas impedem o progresso e desenvolvimento de uma pessoa. Supostamente a vitima de maldição fica prejudicada em diversas áreas de sua vida, tais como: área sentimental, intelectual, financeira etc.

Em outras palavras, segundo esse conceito, uma pessoa pode ser crente em Jesus, mas não ser liberta. Em alguns casos, para que ela tenha uma vida plena e feliz, se faz necessário que maldições sejam quebradas.

A Bíblia fala sobre quebra de maldição?

O apóstolo Paulo, escrevendo aos Gálatas, nos explica que a maior de todas as maldições é a maldição da Lei. Isso porque ela serve para julgar e condenar o homem pecador. Ela oficializa que o homem é incapaz de pagar o preço requerido por seus pecados ante a justiça de Deus. Por isso o apóstolo escreve que “todos aqueles que são das obras da lei estão debaixo da maldição; porque está escrito: Maldito todo aquele que não permanecer em todas as coisas que estão escritas no livro da lei, para fazê-las” (Gálatas 3:10).

Cristo foi quem quebrou essa maldição para seu povo. Isso significa que realmente a Bíblia fala sobre quebra de maldição, mas não como as pessoas pensam.

O verdadeiro cristão precisa de quebra de maldição?

Neste ponto surge uma pergunta: Poderia um salvo genuíno estar sob algum tipo de maldição?

Infelizmente muitos responderão que sim, mas felizmente a Bíblia dirá que não. Em primeiro lugar, de fato nós estávamos condenados. Realmente não tínhamos chance alguma. Estávamos debaixo de maldição por causa de nossos pecados.

Mas a Bíblia nos ensina que Cristo, na cruz, se fez maldito em nosso lugar. Ele “nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós; porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro” (Gálatas 3:13). Isso significa que Cristo carregou todas as nossas maldições. Portanto, a obra redentora de Cristo é suficientemente capaz de nos libertar de todas as maldições que poderiam incidir sobre nossas vidas.

Em segundo lugar, a Bíblia é direta ao afirmar que quando somos regenerados pelo Espírito Santo e justificados por Deus mediante os méritos de Cristo, todas as nossas dividas são pagas. Em outras palavras, somos resgatados, redimidos, purificados, de forma que nenhum outro pagamento adicional se faz necessário.

Se nossos pecados e maldições fossem colocados em um carnê, poderíamos dizer que Cristo quitou totalmente esse carnê de uma única vez. Ele não deixou nenhuma parcela com pagamento pendente!

A obra redentora de Cristo é tão completa, profunda e eficaz, que ela não nos torna pessoas melhores, mas nos faz novas pessoas, novas criaturas. É um novo nascimento, e não um tratamento rejuvenescedor.

Quando cremos que Jesus é o Filho de Deus que nos limpa de todo pecado, somos selados com o Espírito Santo, o qual é o penhor da nossa herança (Efésios 1:13-14). Todos pecaram; todos se tornaram inúteis, separados da glória de Deus e merecedores de Sua ira. Porém, pela graça fomos salvos e justificados pelos méritos de Cristo Jesus (Romanos 3).

Rituais de quebra de maldição afrontam a Palavra de Deus

Aquele tipo de campanha de quebra de maldição anunciada por várias pessoas é algo totalmente antibíblico, pois implica na insuficiência da obra redentora de Cristo. É como se a obra de Cristo fosse insuficiente. É como que se Cristo não fosse plenamente capaz de libertar o pecador de forma definitiva e algum tipo de aditivo ou complemento devesse ser adicionado à sua obra redentora. E para quem pensa assim, esse complemento supostamente deve ser realizado por pessoas que possuam um tipo de “dom especial” direcionado à área de batalha espiritual.

Em relação aos ímpios, certamente eles continuam em maldição devido ao julgo e à escravidão do pecado. Mas a única forma de eles serem libertos é conhecendo verdadeiramente a Cristo. A Bíblia não diz que essa libertação vem pela participação em rituais de quebra de maldição. Ao contrário! O próprio Jesus declarou: “E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará” (João 8:32).

Quanto aos redimidos, eles não estão mais sob nenhuma maldição que deve ser quebrada. Eles foram regenerados, feitos novas criaturas, justificados e habitados pelo Espírito Santo. Agora, eles possuem um novo modo de viver.

Os salvos não estão livres de problemas e aflições nesta terra (João 16:33). Também ainda estão sujeitos à prática do pecado (1 João 1:10). Entretanto, eles possuem um Sumo Sacerdote que é poderoso para perdoá-los e purificá-los de toda a injustiça (1 João 1:9). Diante dessa verdade, o resultado é inevitável: “Agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito” (Romanos 8:1).

apóstolo Pedro foi bastante claro ao dizer que o povo de Deus não está debaixo de qualquer maldição. Ele escreve que somos “a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido”. Fomos escolhidos para anunciar as virtudes daquele que nos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz (1 Pedro 2:9).

Como alguém que foi alvo de uma forma tão completa, e recebeu uma missão tão maravilhosa, ainda pode estar debaixo de maldição? O verdadeiro cristão deve descansar na certeza de que sua maldição foi quebrada na pessoa de Cristo. Para o crente, Jesus Cristo é a sua quebra de maldição perfeita e irrevogável.

Que tal fazer Bacharel em Teologia sem mensalidades? Clique aqui! Pergunta Estudo Bíblico
Fechar