Quem Eram os Herodianos?

Os herodianos eram apoiadores da dinastia de Herodes. Eles formavam um grupo político, sem motivação religiosa, que era favorável à aliança do governo judeu com Roma. O nome “herodianos” é composto do nome Herodes e do sufixo familiar ianos. Os herodianos são citados apenas na Bíblia e provavelmente na obra de Flávio Josefo – embora Josefo se refira a eles simplesmente como “aqueles do partido de Herodes”, ao invés de aplicar a designação “herodianos”.

Essa falta de referências históricas aos herodianos tem levado muitos eruditos a considerarem que eles, embora fossem partidários políticos, não formavam exatamente um grupo político realmente organizado. Isso parece fazer sentido à luz do registro de Josefo, que descreve os herodianos como pessoas simpatizantes à causa de Herodes (A Guerra dos Judeus e Antiguidades Judaicas).

Isso nos leva a crer que os herodianos eram pessoas suficientemente influentes, cujo apoio ao governo de Herodes era realmente significativo. Aqui vale saber que no tempo do Novo Testamento o Herodes a quem os herodianos eram leais era o Herodes Antipas – filho do rei Herodes, o Grande. Curiosamente, por questões históricas, grande parte da população judaica apenas tolerava o governo de Herodes.

Alguns estudiosos argumentam que talvez o partido mencionado por Josefo fosse essencialmente diferente do grupo dos herodianos mencionado no Novo Testamento. Daí alguns sugerem que eles podiam ser: soldados de Herodes; judeus que moravam nas tetrarquias do norte que eram governadas pelos filhos de Herodes; palacianos de Herodes; ou judeus nacionalistas favoráveis ao governo herodiano. Mas sem dúvida os herodianos do Novo Testamento eram monarquistas apoiadores de Herodes Antipas.

Há um antigo ponto de vista que considera os herodianos um partido religioso identificado na literatura rabínica como “boetusianos”; ou seja, associados da família de Boeto – o pai de Mariamne, uma das esposas de Herodes, o Grande. Atualmente essa posição é rejeitada pela maioria dos estudiosos (J. W. Meiklejohn – The New Bible Dictionary).

Receber Estudos da Bíblia

Os herodianos na Bíblia

Na Bíblia, os herodianos são citados três vezes em duas ocasiões. Cronologicamente, a primeira menção aos herodianos ocorre no Evangelho de Marcos, onde eles são citados juntamente com os fariseus numa conspiração contra Jesus para matá-lo (Marcos 3:6). Isso ocorreu na Galileia depois de Jesus curar um homem da mão ressequida.

Depois, já em Jerusalém na semana da paixão, mais uma vez os herodianos são citados em associação aos fariseus fazendo oposição ao Senhor Jesus (Marcos 12:13; Mateus 22:16). Eles queriam achar um motivo para acusar Jesus e tentaram apanhá-lo fazendo um questionamento capcioso a cerca do pagamento de impostos.

Os fariseus e os herodianos perguntaram a Jesus se era lícito pagar impostos ao Império Romano. Dependendo da resposta de Jesus, Ele poderia ser acusado de blasfêmia pelos fariseus ou ser acusado de traição pelos herodianos. Foi nesse episódio que Jesus fez a conhecida declaração: Daí a Cesar o que é de César, e a Deus o que é de Deus (Mateus 22:15-22).

É interessante saber que os fariseus e os herodianos eram grupos opostos. Os fariseus se preocupavam com seus interesses religiosos; enquanto que os herodianos se preocupavam apenas com seus interesses políticos. O fato de Jesus ser identificado como o Filho de Davi, ou seja, um herdeiro legítimo da dinastia de Davi, era visto pelos herodianos como uma ameaça.

Essa associação entre os herodianos e os fariseus demonstrava que ambos os grupos buscavam, sobretudo, seus próprios interesses. Nesse sentido, os interesses dos fariseus e dos herodianos convergiam na aceitação do domínio romano sob a Palestina. Enquanto que os fariseus aceitavam os romanos como parte do castigo divino, os herodianos aceitavam os romanos por causa da estabilidade social e das vantagens políticas decorrentes daquela ocupação. Os herodianos cresceram em poder sob o governo romano.

Que tal fazer Bacharel em Teologia sem mensalidades? Clique aqui! Pergunta Estudo Bíblico
Botão Voltar ao topo
Fechar