Quem Eram os Recabitas na Bíblia?

Os recabitas eram um clã fundado por Recabe, pai de Jonadabe. Pouco se sabe sobre quem eram os recabitas na Bíblia. As poucas informações sobre essa família estão registradas no capítulo 35 do livro de Jeremias.

Alguns estudiosos acreditam que Recabe, o fundador da família dos recabitas, pode ter sido um queneu. Os queneus eram estrangeiros aparentados com Moisés através de casamento. Eles foram adotados pela tribo de Judá e contados entre o povo de Deus (cf. Juízes 1:16; 4:11).

Essa possível interpretação que diz que Recabe pode ter pertencido às famílias de queneus que entraram na Palestina com os israelitas é baseada numa referência do livro de Crônicas (1 Crônicas 2:55).

Como os recabitas viviam?

A família dos recabitas levava uma vida de austeridade e abstinência. Parece que num dado momento o líder dos recabitas considerou que certas práticas poderiam levar seu povo à apostasia e à imoralidade. Então ele ordenou que os recabitas retornassem à simplicidade de seu antigo modo de vida nômade.

O voto feito por Jonadabe dedicava seus descendentes a uma vida com certas restrições. Os recabitas não edificavam casas, ou seja, não fixavam residência. Eles habitavam em tendas e peregrinavam pela terra. Eles também não plantavam e nem faziam sementeiras. Os recabitas adotavam a abstinência total de vinho, e dessa forma também não possuíam nenhuma vinha.

Vale ressaltar que o tipo de vida adotada pelos recabitas fazia parte de uma dedicação voluntária. Isso significa que as restrições observadas pelos recabitas não eram exigidas pela lei mosaica (cf. Deuteronômios 6:10,11; 7:13).

No tempo do reinado de Jeú, o líder dos recabitas auxiliou o monarca na destruição ao culto a Baal (2 Reis 10:15,23).

Receber Estudos da Bíblia

A fidelidade dos recabitas

Os recabitas permaneceram leais à dedicação a que foram submetidos. Eles realmente levaram a sério suas convicções acerca da adoração a Deus. Por esse motivo a fidelidade dos recabitas foi utilizada como um exemplo para contrastar a infidelidade dos israelitas.

Os recabitas se refugiaram em Jerusalém por causa dos avanços de Nabucodonosor, da Babilônia, e dos sírios. Então em Jerusalém, segundo a Palavra do Senhor, o profeta Jeremias ofereceu vinho aos recabitas. Mas eles se recusaram a tomar o vinho por causa da lealdade à ordem e ao voto de seu ancestral.

O objetivo principal desse episódio foi mostrar que os recabitas escutavam as palavras de seu antigo líder, Jonadabe, e as obedeciam; mas os israelitas eram incapazes de obedecer ao Senhor (Jeremias 35:16).

A fidelidade dos recabitas foi elogiada pelo Senhor, que também prometeu abençoa-los. Através do profeta Jeremias, Deus disse à casa dos recabitas: “Nunca faltará varão a Jonadabe, filho de Recabe, que esteja na minha presença” (Jeremias 35:19). Uma promessa assim deveria ser esperada pela casa real de israel ou pela linhagem sacerdotal, mas foi direcionada aos recabitas para mostrar a indignação divina contra os judeus.

Não é possível determinar com exatidão como essa promessa do Senhor aos recabitas foi cumprida. Alguns estudiosos sugerem que mulheres recabitas casaram-se com levitas, e então descendentes dos recabitas se envolveram com o serviço do culto ao Senhor. Antigas tradições cristãs dizem que sacerdotes de raízes recabitas oficiavam no tempo do Novo Testamento. Segundo essas tradições, alguns desses sacerdotes supostamente teriam tentado impedir, sem sucesso, que Tiago, irmão de Jesus, fosse morto.

Que tal fazer Bacharel em Teologia sem mensalidades? Clique aqui! Pergunta Estudo Bíblico
Fechar