Quem Eram os Refains? O Que Significa “Refains” na Bíblia?

Os refains eram uma antiga raça de povos que habitavam na Transjordânia na Antiguidade. Nos textos bíblicos, algumas vezes os refains aparecem relacionados a ideia de que eles formavam uma tribo de gigantes. Inclusive, a Septuaginta traduz esse termo como “gigantes”.

A primeira vez que os refains são mencionados na Bíblia é no livro de Gênesis. Moisés escreve que na batalha dos reis, os refains foram derrotados em Asterote-Carnaim em aproximadamente 2.000 a.C. pela coalisão liderada por Quedorlaomer (Gênesis 14:5). Depois, no mesmo livro de Gênesis, o Senhor também prometeu a Abraão que daria à sua descendência as terras habitadas por vários povos de Canaã, e entre essas terras estava também o território dos refains (Gênesis 15:20).

O restante da história bíblica do Antigo Testamento mostra que, de fato, essa promessa do Senhor em sua aliança com Abraão foi cumprida. Parece que os refains e seus descendentes ocuparam um território considerável em Canaã ao longo do tempo. À luz dos relatos bíblicos, alguns estudiosos afirmam que eles se estabeleceram em ambas as margens do Jordão, leste e oeste (Deuteronômio 2:11-21).

No texto bíblico, alguns povos são designados como “refains”, como por exemplo, os emins e os zanzumins. A Bíblia diz que os refains eram um povo grande, numeroso e de estatura elevada (Deuteronômio 2:10-12). Parece que os emins viviam onde posteriormente os moabitas vieram a viver. Já os zanzumins habitavam onde mais tarde se tornou a terra dos amonitas. Então tudo indica que os moabitas e os amonitas acabaram ocupando o antigo território dos refains.

Seja como for, juntamente com outros povos, qualquer remanescente da raça dos refains foi ferido e despojado pelos filhos de Israel. Inclusive, a Bíblia fala sobre Ogue, rei de Basã, que reinou em Astarote e Edrei, como um sobrevivente dos refains (cf. Josué 12:4). Ele foi derrotado por Moisés.

O Vale de Refaim

A Bíblia também menciona um lugar denominado como “Vale de Refaim”. Esse vale ficava nos arredores de Jerusalém e sua extremidade norte marcava a fronteira norte do território da tribo de Judá com a fronteira sul do território da tribo de Benjamim (Josué 15:8; 18:16). O Vale de Refaim também foi cenário de combates entre o exército do rei Davi e os filisteus (1 Crônicas 11:15-19; 14:10-17).

Em nenhum lugar o texto bíblico explica o motivo pelo qual o nome desse vale estava associado aos antigos habitantes de Canaã que eram considerados gigantes. Mas é possível supor que provavelmente os refains viveram nas vizinhanças daquele vale em alguma época remota.

Receber Estudos da Bíblia

Os refains eram gigantes?

A Septuaginta, tradução grega do Antigo Testamento, e outras traduções bíblicas, traduzem o termo hebraico apontando para o sentido de que os refains realmente eram pessoas de grande estatura. A Bíblia deixa claro que entre os habitantes de Canaã estavam pessoas de estatura mais elevada que o normal (Números 13).

Apesar de a Bíblia falar muito pouco sobre quem eram os refains, o texto bíblico menciona algo interessante sobre Ogue, rei Basã, que pertencia ao remanescente da raça dos refains. O texto bíblico diz que Ogue tinha uma cama de ferro com dimensões muito incomuns.

Sua cama media nove côvados de comprimento e quatro côvados de largura (Deuteronômio 3:11). Considerando a medida de um côvado comum, essas dimensões equivalem a uma cama de pouco mais de quatro metros de comprimento por um metro e oitenta centímetros de largura. Então de acordo com essas dimensões, é possível concluir que Ogue era mesmo um homem extraordinariamente alto, diferentemente dos outros habitantes de Canaã tinham uma estatura mediana.

Mas alguns comentaristas sugerem que talvez a cama de Ogue não fosse exatamente uma cama, mas um sarcófago; já que o termo utilizado no texto hebraico pode ser um eufemismo. Se esse for o caso, então esses comentaristas argumentam que as dimensões elevadas do sarcófago de Ogue poderiam ser explicadas como sendo apenas grande o bastante para comportar alguns tesouros e objetos que supostamente foram colados juntamente ao seu corpo.

Obviamente quem adota essa interpretação considera que é possível então que Ogue jamais tenha sido um gigante. Mas ainda que isso seja verdade, essa informação não significa que não havia gigantes nos tempos bíblicos habitando a terra de Canaã.

Inclusive, alguns comentaristas acreditam que os gigantes descendentes de Rafa e associados aos filisteus no tempo de Davi, de alguma forma descendiam dos refains (cf. 1 Crônicas 20:4-8); embora seja difícil fazer qualquer afirmação segura nesse sentido.

De qualquer forma, é importante enfatizar que os gigantes bíblicos não devem ser considerados como sendo pessoas que tinham dimensões fantasiosas, mas simplesmente pessoas que tinham uma estatura muito elevada para os padrões daquela época, superando os dois metros de altura. Talvez alguns dos refains tivessem uma estatura semelhante à estatura do gigante Golias, ou seja, algo próximo aos três metros.

Outro significado de refaim na Bíblia

Há ainda outro uso específico da palavra refaim nos textos bíblicos que nada tem a ver com o povo refaim. Especialmente na literatura poética e de sabedoria no Antigo Testamento, a palavra refaim é usada para designar um habitante do mundo dos mortos.

Em outras palavras, nesse sentido o termo refaim é usado em referência a pessoas mortas ou desaparecidas que, na linguagem hebraica do Antigo Testamento, habitavam o Seol (cf. Jó 26:5; Salmos 88:10; Provérbios 9:18). Em algumas traduções bíblicas essa palavra é traduzida como “mortos”, “espíritos” e “sombras”.

Que tal fazer Bacharel em Teologia sem mensalidades? Clique aqui! Pergunta Estudo Bíblico
Fechar