Quem Escreveu o Livro de Números?

O livro de Números foi escrito por Moisés. Ele escreveu o livro já no final de sua vida, pouco antes da conquista de Canaã pelos israelitas. Não somente Números, mas também os demais livros que formam o Pentateuco, têm sido tradicionalmente atribuídos ao legislador hebreu que liderou os israelitas no êxodo do Egito.

É verdade que existem algumas críticas acerca da autoria de Moisés. Alguns estudiosos contestam que Moisés tenha escrito o livro de Números. Eles também estendem essa crítica aos outros quatro livros da Lei. Normalmente essas pessoas tentam localizar a autoria de Números, e da maior parte do Pentateuco, em algum momento próximo ao período do cativeiro babilônico.

Já foi sugerido, por exemplo, que o livro de Números foi escrito por sacerdotes entre os séculos 6 e 5 a.C. Uma crítica mais moderna também tem sugerido que o livro foi gradualmente escrito por diversos autores ao longo da história israelita. Esses supostos autores teriam se basearam numa tradição oral mosaica. Mas essas críticas quanto à autoria de Moisés não se sustentam biblicamente, textualmente e nem historicamente.

Moisés é o escritor de Números

As Escrituras, em diversas passagens, confirmam que os livros da Lei, dos quais Números é o quarto, foram escritos por Moisés (cf. Josué 8:31; 2 Reis 14:6; Neemias 8:1 etc.). No Novo Testamento, o Senhor Jesus testifica que Moisés escreveu a Lei (Marcos 12:26; João 7:19).

Textualmente, o próprio livro de Números aponta para a autoria de Moisés. Falando sobre a caminhada dos israelitas após saírem da terra do Egito, o texto bíblico relata: “Escreveu Moisés as suas saídas; caminhada após caminhada, conforme o mandado do SENHOR; e são estas as suas caminhadas, segundo as suas saídas” (Números 33:2).

Historicamente, a tradição judaica confirma que Moisés é o autor do livro de Números. Depois, considerando todos esses fatores, a tradição cristã também aceitou amplamente a autoria de Moisés.

Contudo, afirmar que Moisés escreveu o livro de Números não significa negar que houve um trabalho editorial num tempo posterior ao de Moisés. Obviamente o livro passou por ajustes gramaticais e atualizações de alguns nomes para um melhor entendimento do seu conteúdo por parte das gerações seguintes de judeus.

Inclusive, provavelmente algumas porções de textos foram adicionadas ao livro após a morte de Moisés. Muitos eruditos sugerem que Números 12:3 é um desses textos que foram acrescentados por um editor posterior. Além disso, possivelmente Moisés foi auxiliado por escribas na composição do livro. Isso explica os versículos que falam de Moisés na terceira pessoa.

Receber Estudos da Bíblia

Quando Moisés escreveu o livro de Números?

Conforme o conteúdo e as características do livro, os estudiosos têm indicado que Moisés escreveu Números por volta de 1405 e 1406 a.C. Se essa data estiver correta, então o livro de Números foi escrito pouco antes da morte de Moisés; no período após a peregrinação no deserto.

Então isso quer dizer que pelo menos parte do livro de Números foi escrita no 40º ano após o êxodo (Números 20-36). Isso também significa que Moisés escreveu o livro de Números em seu último ano de vida – ao menos sua parte final.

Portanto, seguramente podemos afirmar que Moisés escreveu o livro de Números. Nesse processo ele contou com a revelação especial de Deus para parte do conteúdo do livro, bem como fez uso de documentos e tradições orais anteriores. No entanto, tudo foi feito conforme a inspiração divina. O próprio Espírito de Deus guardou o livro de qualquer erro, distorção ou adulteração em seu processo de publicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close