Quem Escreveu o Livro de Salmos na Bíblia?

O livro de Salmos foi escritor por vários autores diferentes, entre eles alguns personagens bíblicos bem conhecidos como Moisés, Davi e Asafe. Também há vários salmos que foram compostos por autores desconhecidos.

Para entender um pouco melhor sobre quem escreveu o livro de Salmos, é preciso considerar alguns pontos importantes sobre as características do próprio livro.

O livro de Salmos

O livro de Salmos é uma coletânea de vários textos poéticos, escritos ao longo de vários séculos. Os salmos mais antigos são datados da época de Moisés, e os mais recentes foram escritos no período posterior ao cativeiro dos judeus na Babilônia.

Durante esse espaço de tempo de aproximadamente 1.000 anos, os salmos foram sendo escritos e adicionados a coletânea, especialmente durante os tempos da monarquia em Israel, onde a maioria dos textos poéticos foi escrito.

Originalmente o livro de Salmos é subdividido em cinco livros: Livro 1 (Sl 1-41); Livro 2 (Sl 42-72); Livro 3 (Sl 73-89); Livro 4 (Sl 90-106) e Livro 5 (Sl 107-150).

A palavra “Salmos” significa “cânticos”, e vem do grego Psalmoi, nome utilizado pela tradução do Antigo Testamento em grego, a Septuaginta. Esse também é o mesmo nome utilizado no Novo Testamento (cf. Lc 20:42; 24:44; At 1:20). O título em hebraico é Tehilim, que significa “cânticos de louvor” ou “louvores”.

Os títulos presentes no livro de Salmos

As maiores evidências sobre quem escreveu o livro de Salmos é extraída dos títulos que acompanham os Salmos. Algumas pessoas pensam que esses títulos não fazem parte do texto original, porém eles aparecem como parte do texto no Antigo Testamento hebraico.

Assim, ou tais títulos foram colocados pelos próprios autores ou foram marcações utilizadas por uma tradição muito antiga. De qualquer forma, certamente eles são dignos de confiança.

No livro de Salmos existem cinco tipos básicos de títulos:

  1. Títulos de autoria: geralmente indicam o autor do salmo ou relacionam um determinado salmo a alguém. A dificuldade nesse tipo de título é que a preposição hebraica utilizada pode indicar o assunto do salmo (ex. “sobre Davi”), uma dedicação do salmo (ex. “a Davi”) ou a autoria mesmo (ex. “por Davi”).
  2. Títulos históricos: esses títulos fornecem alguns indícios da ocasião em que um determinado salmo foi escrito (ex. “Salmo de Davi quando fugia de Absalão, seu filho”; Sl 3).
  3. Títulos do gênero literário: em alguns casos podem indicar as características de um determinado salmo, como por exemplo, cânticos de louvor, lamentos, cânticos de confiança e outros.
  4. Títulos musicais: são notações musicais que contribuíram, de alguma forma, na execução de tais salmos. Aqui podemos até incluir a palavra “Selá” que ocorre em vários salmos. Em alguns casos os títulos que indicam o gênero literário dos salmos também são essencialmente notações musicais.
  5. Títulos de instruções para uso no culto: são títulos que indicam como um determinado salmo deveria ser usado no culto formal, como por exemplo, os “Cânticos de Romagem” (Sl 120-134).

Os autores do livro de Salmos

Conforme foi explicado acima, alguns salmos fornecem informações suficientes para que seja possível determinar seu autor. É verdade que muitos dos escritores de Salmos são desconhecidos, mas entre aqueles que são identificados temos:

  • Moisés: Moisés compôs o salmo 90, embora não seja possível saber exatamente em que momento de sua vida ele o fez. Além desse salmo, Moisés também escreveu o Pentateuco, ou seja, os cinco primeiro livros da Bíblia. Como foi dito acima, dos escritores de Salmos ele é o mais antigo.
  • Davi: o rei Davi é autor que aparece com maior número de salmos atribuídos a ele, pelo menos 73 salmos. Alguns estudiosos já tentaram contestar a autoria dos salmos por parte de Davi, alegando, principalmente, que o Davi mencionado nos títulos dos salmos não é o mesmo que reinou em Israel. No entanto, não há qualquer fundamento para essa teoria, além de que a própria Bíblia é clara ao afirmar que o rei Davi foi músico e poeta (1Sm 16:14-23; 2Sm 1:17-27; 22; 23:1; 1Cr 6:31; 15:16; 16:7; Sl 18). A tradição que liga Davi a música é tão forte, que até mesmo o profeta Amós, 300 anos depois, fala de Davi como um inventor de instrumentos musicais (Am 6:5).
  • Salomão: o sábio rei Salomão, filho de Davi e seu sucessor no trono de Israel, também compôs, pelo menos, dois salmos: Salmo 72 e o Salmo 127.
  • Filhos de Corá: os descendentes de Corá, da tribo de Levi, também escreveram alguns salmos, sendo eles: Salmo 42-49; 84; 85; 87.
  • Os ezraítas: dois descendentes de Zerá, da tribo de Judá, Etã e Hemã, dos quais a Bíblia diz que eram muito sábios (1Rs 4:31). A composição do Salmo 88 foi atribuída a Hemã e o Salmo 89 a Etã.
  • Asafe: o levita Asafe foi um grande líder da adoração no culto no tempo de Davi. É atribuído a Asafe, ou talvez, em alguns salmos, aos seus descendentes, a autoria dos seguintes salmos: Salmo 50; 73-83.

Além desses autores conhecidos, não é possível determinar quem escreveu os demais salmos presentes na Bíblia, todavia, o mais importante é que se sabe que a inspiração para que tais salmos fossem escritos certamente veio do próprio Deus, e isso já é o suficiente.

Aplicativo de Estudo Bíblico

Você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.