Quem Foi Absalão?

Absalão foi o terceiro filho do rei Davi. A mãe de Absalão era Maaca, a filha de Talmai, rei de Gesur. A história de Absalão está registrada na Bíblia no livro de 2 Samuel no Antigo Testamento (2 Samuel 13-19). A Bíblia diz que Absalão era um homem muito bonito. Ele teve três filhos e uma filha, que herdou sua beleza (2 Samuel 14:25-27).

O nome Absalão significa “pai é de paz”, mas a paz não foi algo notável em sua biografia. Absalão ficou conhecido na narrativa bíblica de uma forma muito negativa. Dois eventos principais marcaram sua vida: o assassinato de seu meio-irmão Amnom por vingança; e a conspiração e rebelião contra seu próprio pai, o rei Davi.

Esses conhecidos eventos da vida de Absalão também estavam relacionados ao castigo do Senhor a Davi por causa de seu adultério com Bate-Seba e o assassinato de Urias. Através do profeta Natã, Deus anunciou três punições ao monarca: 1) seu filho com Bate-Seba iria morrer (2 Samuel 11:27; 12:14); 2) a espada não se apartaria de sua casa (2 Samuel 12:10); e 3) alguém de sua própria família iria possuir suas concubinas e esse escândalo se tornaria público em Israel (2 Samuel 12:11,12). Os dois últimos castigos tiveram participação direta de Absalão.

Absalão manda matar Amnom

Absalão era irmão de Tamar, uma mulher muito bonita. A beleza de Tamar chamou a atenção de Amnom, seu meio-irmão por parte de pai. Amnom ficou obcecado por Tamar que naquele tempo era uma moça virgem. Então aconselhado por Jonadabe, Amnom colocou em prática um plano para possuir Tamar (2 Samuel 13:1-5).

Amnom fez conforme o conselho de Jonadabe e violentou Tamar. Depois disso ele a expulsou de sua casa, tornando seu comportamento ainda mais detestável (2 Samuel 13:8-17). Nesse contexto Tamar se encontrou com Absalão e ficou abrigada em sua casa.

À época do acontecimento Davi ficou muito irado pelo que Amnom, seu filho primogênito, havia feito (2 Samuel 13:21). Mas depois de dois anos, Absalão planejou se vingar de Amnom pelo que fizera com Tamar. Então, num dado momento, Absalão ordenou que seus servos matassem Amnom (2 Samuel 13:28,29).

Toda essa história deixou Davi muito abalado (2 Samuel 13:31-36). Absalão acabou fugindo para Gesur, a terra de seu avô materno. Ele ficou por ali durante três anos, mas com o tempo Davi começou a sentir saudades de Absalão (2 Samuel 13:37-39).

Por intermédio de Joabe, tão logo Davi permitiu que Absalão voltasse a Jerusalém. Mas durante dois anos Davi não recebeu Absalão. Depois desse tempo, Absalão ordenou que seus servos pusessem fogo numa propriedade de Joabe para forçar-lhe a pedir que Davi o recebesse. Seu plano deu certo e ele foi recebido pelo rei (2 Samuel 14:28-33).

A revolta de Absalão

Após ter reconquistado o favor de Davi, Absalão conspirou contra ele. Absalão se ocupou de ganhar a confiança dos israelitas pouco a pouco. Com isso o número de seus apoiadores aumentou grandemente.

Nesse tempo Absalão alegou que precisava ir até Hebrom para cumprir um voto ao Senhor. Tudo isso fazia parte de seu plano e a conspiração contra o trono de Davi ganhou força. Como resultado, Absalão enviou mensageiros às tribos de Israel para anunciar que ele já reinava em Hebrom. Inclusive, Absalão passou a contar com os conselhos de Aitofel, que era conselheiro de Davi (2 Samuel 15:1-12).

Diante da revolta de Absalão Davi precisou fugir de Jerusalém. O sacerdote Zadoque e os levitas tentaram levar a Arca da Aliança na fuga, mas Davi ordenou que a Arca fosse levada de volta à cidade. Nesse momento Davi mostrou grande confiança em Deus. Ele considerou que se fosse da vontade do Senhor, um dia a benevolência de Deus lhe permitiria contemplar a Arca em seu devido lugar (2 Samuel 15:24,25). Enquanto fugia de Absalão, Davi escreveu o Salmo 3, cujo tema é justamente a confiança em Deus na adversidade.

No contexto da revolta de Absalão mais uma parte da profecia de Natã se cumpriu. Aconselhado por Aitofel, Absalão possuiu as concubinas de Davi numa tenda no terraço perante os olhos de todo o Israel (2 Samuel 16:22). Esse ato abominável perante Deus também deixou clara a reivindicação de Absalão pelo trono de Israel.

Receber Estudos da Bíblia

A morte de Absalão

Com o auxílio de Husai, que ficou em Jerusalém a pedido de Davi, e dos comandantes Joabe, Absai e Itai, o exército de Davi conseguiu derrotar o exército de Absalão. Davi pessoalmente não foi à batalha, mas deu ordem para que seus capitães tratassem com brandura o jovem dissidente Absalão (2 Samuel 18:5).

Todavia, quando Absalão foi perseguido pelos homens de Davi, seus longos cabelos se enroscaram nos ramos de carvalho e ele ficou preso pela cabeça. Então um homem que viu o que aconteceu com Absalão tratou de avisar Joabe sobre o que tinha visto.

Então Joabe contrariou a ordem de Davi e com três dardos transpassou o coração de Absalão. Depois os homens que levavam as armas de Joabe feriram também a Absalão e o mataram. O corpo de Absalão foi enterrado numa grande cova no bosque. A Bíblia diz que Davi lamentou profundamente a morte de Absalão (2 Samuel 18:19-33).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close