Quem Foi Agar na Bíblia?

Agar foi serva de Sara e mãe de Ismael, um dos filhos de Abraão. Sua história está registrada no livro de Gênesis.

Agar era uma mulher egípcia e seu nome talvez tenha sido dado por Abraão quando ela saiu do Egito para ser serva em sua casa. O nome Hagar é de origem semítica e pode significar algo como “fuga”.

A história de Agar

É possível que Agar tenha sido adquirida por Abraão durante o período em que ele ficou no Egito. A história de Agar entra no foco bíblico por conta do plano de Sara, esposa de Abraão, em oferecê-la ao patriarca como alternativa para gerar um filho dele.

Sara era estéril, já avançada em idade e com grande frustração por não ter dado um filho a Abraão. Então ela recorreu a Agar com esperança de que, através dela, um herdeiro pudesse nascer na família.

Na verdade, essa prática utilizada por Sara era comum naquela época, sendo que em alguns contratos matrimoniais já ficava especificado que uma esposa estéril deveria providenciar outra mulher para seu marido para fins de procriação. As tábuas Ur e Nuzi comprovam esse costume.

Receber Estudos da Bíblia

Então Agar concebeu de Abraão, e após engravidar, Agar começou a desprezar Sara, e então Sara, com a permissão de Abraão, a tratou de maneira rude por conta disso. Com medo da ira de Sara, Agar fugiu para o deserto (Gn 16:4-6).

No deserto o anjo do Senhor visitou Agar ao lado de uma fonte, e lhe deu instruções para voltar à casa de Abraão. Além disso, ela também escutou que teria uma descendência muito numerosa (Gn 16:7-13). Ao regressar para junto de Sara, Agar finalmente deu à luz a Ismael.

A saída definitiva de Agar

Mais tarde, o filho prometido pelo Senhor a Abraão nasceu. Quando Isaque foi desmamado, Ismael zombou dele e Sara exigiu que Abraão tomasse uma providência mandando Ismael e Agar embora (Gn 21:9,10).

Nitidamente Abraão ficou relutante com aquela situação, talvez pelo fato de que o costume proibia expressamente esse tipo de ação, ou seja, caso a esposa verdadeira viesse a conceber um filho após o nascimento do filho da serva, o chefe da família deveria cuidar de ambos os filhos.

No entanto, o próprio Deus ordenou que Abraão agisse contra o costume da época, e o tranquilizou sobre o destino de Ismael (Gn 21:12,13). Assim Agar e Ismael foram despedidos da casa de Abraão com um pouco de pão e um odre de água.

No deserto, mãe e filho se viram numa situação difícil quando ficaram sem água. Agar chegou colocar Ismael debaixo de uma árvore e se afastou para não vê-lo morrer (Gn 21:15).

Todavia, Deus lhes providenciou uma saída daquela situação, e mais uma vez a escrava de Sara escutou as promessas acerca do futuro de seu filho (Gn 21:19). Assim, Ismael cresceu em Parã, a nordeste da península do Sinai, e se tornou um habilidoso caçador com arco e flecha, e Agar buscou para ele uma esposa egípcia.

Agar no Novo Testamento

Agar é mencionada no Novo Testamento na Epístola aos Gálatas (cap. 4:21-31), onde o apostolo Paulo usou a história de Agar e Ismael, e a história de Sara e Isaque, como alegoria em sua exposição sobre aqueles que buscam a salvação por meio de méritos humanos, e aqueles que buscam a salvação exclusivamente por meio da fé nas promessas de Deus em Cristo.

Tag
Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close