Quem Foi Ismael na Bíblia? A História de Ismael

Ismael foi o filho primogênito de Abraão com Agar. Sua mãe era a serva egípcia de Sara, a esposa de seu pai Abraão. Deus havia prometido a Abraão que lhe daria uma descendência numerosa, mesmo ele á tendo idade avançada (Gênesis 12:7; 15:5).

Sara era estéril, e conforme o costume de sua época ofereceu Agar a Abraão para que um herdeiro da família fosse gerado. Foi assim que Ismael nasceu. Nessa época, Abraão já tinha 86 anos de idade. Conheça a história de Abraão na Bíblia.

A história de Ismael

Abraão amava a Ismael, e até chegou a pedir que Deus o considerasse como o seu herdeiro prometido. Mas quando o menino tinha 13 anos de idade, Deus renovou sua promessa com Abraão, que naquela ocasião tinha 99 anos. Mais uma vez Deus prometeu que lhe daria um descendente de sua própria esposa (Gênesis 17). Deus também ordenou que todos os homens de sua casa fossem circuncidados como sinal de sua aliança.

Como Ismael tinha 13 anos de idade quando foi circuncidado, algumas tribos árabes costumas circuncidar seus jovens com essa mesma idade. Logo depois de um ano Isaque nasceu.

O nascimento do filho legítimo de Sara e Abraão causou uma série de problemas de relacionamento entre Sara e Agar. Na verdade antes mesmo de Ismael nascer, Sara e Agar já tinham se desentendido. Agar acabou até fugindo para o deserto com medo de Sara. Saiba também quem foi Agar.

No deserto o anjo do Senhor lhe apareceu e ordenou que ela retornasse à casa de Abraão. Foi no deserto também que o anjo lhe disse que o filho que ela carregava no ventre deveria ser chamado de Ismael. Por isto o nome Ismael significa “Deus ouve”, porque o Senhor ouviu a aflição de Agar (Gênesis 16:11).

Mas o desentendimento entre Sara e Agar alcançou seu auge quando Isaque foi desmamado. Na festa de desmame de Isaque, Ismael acabou zombando de Isaque. Sara ficou muito ofendida, e exigiu que Abraão mandasse Agar e seu filho embora (Gênesis 21:9,10). Conheça a história de Sara esposa de Abraão.

Esse pedido de Sara contrariava os costumes da época, e causou grande desgosto a Abraão. Mas Deus mais uma vez falou com o patriarca, e garantiu que ele não deveria ficar preocupado com Isaque. O Senhor cuidaria do filho da escrava e também lhe daria uma grande descendência.

Ismael sai da casa de Abraão

Após ser confortado pelo Senhor, Abraão despediu Agar e seu filho. Eles levaram consigo pão e água, mas num determinado momento a água acabou e eles pensaram que morreriam. Porém Deus socorreu os dois, e mais uma vez renovou sua promessa de que faria dele um homem próspero (Gênesis 21:19).

Ismael foi viver juntamente com sua mãe no deserto de Berseba, e depois no deserto de Parã. Embora Isaque tenha ficado como único herdeiro de Abraão, Ismael e os demais filhos de Abraão com suas concubinas foram beneficiados por ele (Gênesis 25:6). Isso significa que tanto o filho de Agar quando os filhos de Quetura receberam bens materiais da parte do patriarca.

Depois de adultos, a Bíblia não registra nenhum desentendimento entre Ismael e Isaque. Os dois aparecem como os responsáveis por cuidar do sepultamento de Abraão em Macpela (Gênesis 25:9). Leia a biografia de Isaque.

Receber Estudos da Bíblia

Os descendentes de Ismael

Ismael se tornou um grande caçador. Ele era muito habilidoso com arco e flecha. Agar buscou uma esposa egípcia para Ismael, e com ela ele teve doze filhos e uma filha. Mais tarde a filha de Ismael acabou se casando Esaú, filho de Isaque (Gênesis 28:9; 36:3).

Os nomes dos filhos de Ismael são citados em Gênesis 25:13-15. A relação é a seguinte: Nabaiote, Quedar, Abdeel, Mibsão, Misma, Dumá, Massá, Hadade, Tema, Jetur, Nafis e Quedemá. A maioria desses nomes é mencionada em outras passagens bíblicas como famílias tribais de certa influência na época.

Os descendentes de Ismael geralmente são identificados como “ismaelitas” na Bíblia. Eles se organizavam em doze tribos que viviam em acampamentos móveis no deserto do sul (Gênesis 25:16-18).

Ismael morreu com a idade de 137 anos (Gênesis 25:17). A Bíblia não diz onde ele foi sepultado, mas a tradição mulçumana afirma que ele foi sepultado na Caaba, em Meca. No Novo Testamento Ismael é mencionado especialmente pelo apóstolo Paulo. O apóstolo utilizou a figura do filho da escrava em sua alegoria sobre a oposição dos religiosos legalistas que perseguiam que nasceram segundo o Espírito, e desfrutavam da liberdade em Cristo (Gálatas 4:21-5:1).

Ismael se tornou um nome relativamente comum. Por isso outras pessoas são mencionadas na Bíblia pelo nome de Ismael. Havia, por exemplo, um descendente de Saul e Jônatas que se chamava Ismael (1 Crônicas 8:38). Havia também um alto oficial durante o reinado de Josafá (2 Crônicas 19:11), e o filho de um sacerdote do tempo de Esdras (Esdras 10:22).

Mas dentre todas as pessoas mencionadas, a mais conhecida delas foi o filho de Netanias, membro da casa real de Davi. Durante a época da opressão dos babilônios contra os judeus, esse Ismael matou Gedalias, o governador de Judá nomeado por Nabucodonosor (2 Reis 25:25; Jeremias 40:7-41:18).

Tag

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close